Meditação

O que podemos aprender com a série Headspace: Meditação Guiada

Capa do Headspace no Netflix
Headspace / Netflix / Divulgação
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

No primeiro dia do ano de 2021 a Netflix disponibilizou para os assinantes uma série sobre meditação. Elaborada a partir do app Headspace, ela tem o mesmo nome e logo obteve destaque na programação.

A forma como ela foi desenvolvida é muito convidativa. Tem uma abordagem realista e simples que o monge budista e um dos melhores professores de meditação, Andy Puddicombe, adota para ensinar a meditar. Ele ainda finaliza cada episódio guiando uma sessão de meditação.

Enquanto nos envolvemos com as ilustrações, vamos aprendendo em cada episódio, e evoluindo passo a passo nessa prática. Por isso mesmo essa não é uma série para maratonar, muito embora dê uma vontade bem grande!

Então descubra o que podemos aprender com a série Headspace: meditação guiada e encante-se por ela!

Como é a série Headspace: meditação guiada

A série Headspace: meditação guiada é composta por oito episódios de aproximadamente vinte minutos cada um, em animação colorida, ilustrada com figuras, ícones, colagens e música suave. Em cada um deles, o monge Puddicombe (narrador) além de embasamento teórico, explica uma determinada técnica meditativa, de acordo com o tema proposto e, ao mesmo tempo, gradativamente, permite a quem acompanha, avançar na prática de mindfulness (atenção plena), até chegar à técnica de meditação transcendental.

Mulher meditando em sua cama
Andrea Piacquadio / Pexels

Além disso, as técnicas ensinadas variam entre respiração, visualização, anotação e outras, mostrando que não há uma só forma de praticar a meditação e desmistificando o fato de que só é possível meditar quando se esvazia a mente.

Nesse sentido, a série ensina o telespectador, usufruindo da tecnologia, a conseguir um tempo para si, a enfrentar o estresse e a ansiedade e a sentir-se mais presente, atento e focado durante a meditação e para a vida no cotidiano.

E a inovação não para por aí! A série foi legendada e dublada em trinta idiomas, devido à narração, pois ela em si não tem diálogos, sendo muito mais imagética. Visualmente inesperada e interessante, ela trata de questões como desapego, raiva, ressentimento, aceitação e perspectiva, proporcionando conhecimento, reflexão e tranquilidade.

As principais lições da série Headspace

Há muito tempo se descobriu que a meditação faz bem à mente e ao corpo, inclusive com efeitos cientificamente comprovados. E para aquietar-se, reduzir o estresse e a ansiedade e para saber lidar com os sentimentos, cada vez mais as pessoas recorrem a ela, obtendo mais saúde mental e física.

Mas, individualmente ou em grupo, meditar envolve conhecer técnicas que são ensinadas em cada episódio da série para mobilizar sensações, emoções e sentimentos, preparando a mente e o corpo não só para essa prática, como também para ampliar a consciência. Assim:

Homem sentado no chão meditando
cottonbro / Pexels

Episódio 1 – Como começar a meditar – apesar do turbilhão de afazeres a que estamos sujeitos, precisamos de um tempo exclusivo para nos conectarmos a nós mesmos. Da mesma forma que estabelecemos uma rotina para exercitar o corpo, podemos atuar na neuroplasticidade da mente. Para começar a meditação, é preciso reservar alguns minutos, aquietar-se e conscientemente respirar.

Episódio 2 – Como se conectar com o presente – temos uma tendência a manter um diálogo constante com a nossa mente sobre o passado, as frustrações, as raivas e as expectativas para o futuro. Esse tipo de bagagem é um “fardo”. O “aqui e agora” é onde as ações, de fato, acontecem. A meditação pode desobstruir o caminho com leveza e mudar esse diálogo para gerar mudanças e para que se viva no presente.

Episódio 3 – Como se apaixonar pela vida – depois de criar um terreno de tranquilidade e de foco no presente é o momento de fazer uma pausa para encontrar coisas pelas quais demonstrar gratidão. Aqui, a meditação permite a conexão com o que a vida oferece de melhor. Fisicamente o cérebro está elevando a produção de serotonina, endorfina e dopamina, “hormônios da felicidade” e tornando a existência mais prazerosa.

Episódio 4 – Como lidar com o estresse – o estresse é natural da vida e surge a partir de como lidamos com a ansiedade, com as frustrações e com a tensão. A crítica, o julgamento e o sentimento de impotência devem ser substituídos pela mente aberta e mais criativa. Então a meditação possibilita aprender a mudar a perspectiva, a aceitar e a reconhecer a realidade para atuar sobre ela e desacelerar a mente, acessando a paz de espírito que todos nós possuímos.

Episódio 5 – Como ser gentil – para praticar a gentileza em relação ao próximo, é fundamental ter um olhar gentil sobre si mesmo. É necessário aprender a bondade amorosa e cessar o diálogo mental de crítica, de julgamento e de comparação. É preciso desapegar de mágoas e de ressentimentos. E a meditação, que promove clareza mental, ensina como uni-la ao sentimento de amor para gerar alegria, gentilezas múltiplas, conexões construtivas e mudanças efetivas.

Episódio 6 – Como lidar com a dor – primeiramente, a dor é um sinal de que algo não está bem e, portanto, um médico deve ser consultado. Além disso, sabemos que o ser humano lida muito mal com a dor e tende a se isolar. A meditação estabelece que “quanto mais conforto na mente, menos tensão no corpo”. Muitas dores são oriundas das tensões que criamos quando resistimos a elas. É similar à experiência de uma injeção – se o braço estiver tenso, o desconforto é maior. Mas quando aceitamos e entendemos as sensações que o nosso corpo recebe e aprendemos a entendê-las, talvez não eliminemos as dores em definitivo, mas o nosso sofrimento tende a diminuir.

Mulher de olhos fechados
Engin Akyurt / Pexels

Episódio 7 – Como lidar com a raiva – quando sentimos raiva, o que é muito natural no ser humano, a nossa mente se encolhe e a nossa visão de mundo fica restrita. Deixamos prevalecer a mentalidade reativa, não vislumbramos oportunidades. É por isso que popularmente se diz “fiquei cego de raiva”. É necessário desenvolver a compaixão habilidosa e a meditação pode surtir esse efeito, transformando a nossa consciência para a proatividade e para as relações com o próximo, ampliando a nossa mente e a nossa forma de enxergar os sentimentos. Na compaixão habilidosa passamos a atuar para a felicidade do outro, que, por sua vez, será refletida em nós.

Episódio 8 – Como alcançar todo o seu potencial – diferente das técnicas anteriores, que tinham um foco, no último episódio, a técnica é a meditação transcendental. Nela a mente fica livre. O praticante da meditação deverá atingir a paz interior e identificar o próprio potencial ilimitado por meio da sintonia consigo mesmo. Aqui se aprende a deixar a mente aberta, curiosa e vulnerável, saindo da zona de conforto. Ao mesmo tempo, as narrativas e padrões impostos que a aprisionam são liberados e por meio da coragem e da confiança dão lugar a um universo de oportunidades ligadas à verdadeira essência. Aprende-se a deixar fluir!

Por que praticar meditação guiada com a série Headspace?

É sabido de longa data que a meditação é integralmente benéfica para o ser humano. Contudo é comum associá-la a uma linha filosófica, religião ou algo similar, que muitas vezes distancia a sua prática.

Nesse sentido, a série Headspace: meditação guiada torna a prática de meditar muito simples, desmistificada e familiar. Ela mostra que não há segredos e que as dificuldades da vida são comuns entre as pessoas, mas são perfeitamente transponíveis. Ela está dentro da casa de cada um, disponível e democrática.

Além disso, o telespectador estabelece o seu horário para aquietar-se e vai aprender com um grande professor, que por meio de sua experiência pessoal possibilita identificação e fácil compreensão.

Fica claro que ninguém precisa ir longe para praticar meditação e que conduzida por um bom e experiente mestre, é possível avançar na aprendizagem e em diversas técnicas para obter equilíbrio, controle do estresse e da ansiedade e ampliar a consciência de si, bem como a visão sobre a vida.

Inclusive o próprio enredo, muito bem elaborado, desencadeia um momento de tranquilidade e de conhecimento, principalmente porque abrange informações científicas sobre os resultados da meditação, obtidas por meio de estudos em instituições renomadas.

Você também pode gostar

Em contrapartida, se houver alguma dúvida, não há um interlocutor com quem se possa esclarecê-la. Entretanto o contraponto é a simplicidade e a lógica com que os exercícios são apresentados.

Em síntese, aprender a meditação de uma forma leve, interessante e rápida, no conforto da sua própria casa e no seu próprio tempo é uma das excelentes alternativas que a tecnologia do streaming possibilita aos assinantes.

Compreender a influência que a mente exerce para se viver melhor, com menos estresse, menos ansiedade e mais felicidade é um excelente estímulo para enfrentar tempos difíceis e obter equilíbrio. Um ótimo recurso para o autoconhecimento! Então, se for acessível para você, aprenda com a série Headspace: meditação guiada e amplie a sua visão de si, dos outros e da vida! Conecte-se à sua essência!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]