Autoconhecimento Comportamento

O que é e como são os retiros espirituais

Imagem de um chão repleto de folhas secas e sobre elas uma pequena cruz, simbolizando um retiro espiritual.
Susanne Jutzeler, suju-foto / Pixabay
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Os retiros espirituais são eventos que têm como um dos motivos principais reunir e agrupar indivíduos com o interesse em comum de firmar ou resgatar uma conexão maior com o divino. O ambiente escolhido geralmente é afastado dos centros urbanos, e o encontro ocorre ao redor da natureza e ar puro para que as tarefas organizadas sejam realizadas ao ar livre, de preferência. O foco está na tentativa de proporcionar experiência rica e profunda capaz de agregar valores significativos a essa busca.

As razões que levam à procura de um retiro espiritual são inúmeras e partem de escolhas individuais. As mudanças ocorridas no século XXI, tanto no campo econômico quanto no desenvolvimento humano, nos colocaram em altos patamares de evolução. Porém, uma das consequências não tão agradáveis será a inclusão do esgotamento por estresse no catálogo de doenças, a partir de 2022. A medida foi anunciada (em 2019) pela Organização Mundial da Saúde, que já contabiliza cerca de 33 milhões de brasileiros sofrendo com a síndrome de burnout.

Na falta de bem-estar, vivendo na pressão do dia a dia, equilibrar as emoções é desafio dos grandes pra quem chegou à exaustão. Queixas como falta de tempo e de autenticidade naquilo que se executa se afloraram muito nos últimos anos, e os novos planos da sociedade moderna se concentram agora num questionamento mais reflexivo dos rumos que tomamos até aqui em atenção redobrada às temáticas da saúde mental. Estamos, gradualmente, tentando desacelerar e valorizar quem somos em essência.

A programação idealizada pelos retiros gera curiosidade pois as ofertas variam de acordo com o que seus idealizadores promovem, não havendo, em muitos casos, a necessidade de vínculo com crenças ou religiões específicas. O intuito é disponibilizar ao participante um período de qualidade para simplesmente ser, longe do barulho e da confusão do cotidiano agitado. No entanto, pesquisar o espaço que mais tem a ver com os nossos interesses e personalidade é primordial para um melhor aproveitamento da vivência.

Alguns tipos de retiros espirituais e suas propostas de expansão da consciência

Você pode seguir ou acreditar em uma doutrina ou ser apenas um buscador espiritual curioso a fim de explorar os caminhos em que a espiritualidade te coloca. A jornada ganhou mais liberdade em face da vastidão de possibilidades e alternativas trazidas pela nova era. Tal diversidade facilita o compromisso de responsabilidade que temos com nós mesmos diante de nossas indagações; o mais importante é fazermos uma avaliação extensa da compreensão que temos do nosso momento atual para assim encaixá-lo a um local benéfico em demanda ao nosso processo. Veja alguns exemplos de retiros espirituais:

Vertente religiosa

Comum entre os cristãos e evangélicos, a inclusão de estudos bíblicos, palestras, cultos e orações é o que dá escopo aos retiros visando à celebração e à comunhão com Deus. Quando o grupo é de jovens a confraternização se anima também com a mistura de dinâmicas, gincanas e passeios pra deixar o clima muito mais festivo e alegre.

Imagem de um retiro espiritual em um templo budista. Trata-se de um prédio todo branco e muito grande.
PublicDomainPictures / Pixabay

Retiros de silêncio

O próprio nome já dá as indicações do que iremos encontrar neste tipo de lugar. Suas características se inserem em um perfil mais radical, no sentido de disposição. A proposta de utilizar o silêncio como ferramenta de auto mergulho vai requerer bastante disciplina e paciência, pois os retiros têm duração média de dez dias, no mínimo. E o convite gira em torno do contato pleno com a alma e da desconexão com o que é externo, um dos maiores culpados por não ouvirmos os pensamentos genuínos.

Meditação como elemento-chave

Os assuntos que envolvem a meditação e seus benefícios estampam com bastante frequência os meios de comunicação e outras áreas interessadas nessa prática milenar. Um retiro meditativo tem como objetivo principal extrair o máximo das técnicas de respiração para complementá-la e integrá-la na rotina dos participantes os ensinando a usufruir de suas benesses tanto nos campos do espírito como do corpo. Essa categoria é bem comum entre os budistas.

Conceito xamânico

Num viés integralista de abertura para a expansão, os xamânicos englobam símbolos indígenas variados em suas manifestações, como o uso dos tambores, danças e cânticos. Em seus retiros podem rolar ações integrativas como trilhas, caminhadas, exercícios de yoga, rodas de bate-papo com alimentação saudável e a cerimônia ritualística da ayahuasca, planta (considerada medicinal e sagrada) com princípios psicoativos que favorecem maior amplitude nas percepções da vida.

Imagem de um monge sentando em um banco feito de madeira em um retiro espiritual. Ele está em silêncio, praticando a prática.
Truthseeker08 / Pixabay
Você também pode gostar

Vale lembrar que toda e qualquer bagagem que acumulamos ao longo do trajeto que decidimos traçar no cumprimento de entendermos quem somos além da matéria deve ser encarada como lição valiosa e transformadora em nossa totalidade. Cada estrada é uma estrada, o que conta é o percurso e os sentimentos que carregamos em nosso íntimo.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]