Convivendo

O que é uma planta suculenta?

Planta siempre viva en maceta pequea vista de arriba
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

As plantas suculentas são um tipo de planta que retém muito líquido, por isso o nome suculenta. São típicas do continente africano, mas podem ser facilmente encontradas também aqui no Brasil. Por reterem bastante líquido, é uma planta ótima para quem não tem muito tempo de cuidar de plantas e por isso acaba esquecendo de regar. As suculentas podem ficar dias expostas ao sol sem precisar de tanta água quanto outros tipos. Uma das mais populares que encontramos por aqui é a Espada de São Jorge.

Normalmente são confundidas com os cactos, mas não são a mesma coisa. Os cactos normalmente são reconhecidos pelos espinhos, mesmo que nem todas as espécies tenham, e as suculentas são mais reconhecidas pelas folhas mais “gordinhas”, mesmo que algumas espécies tenham a aparência de cactos.

Existem mais de 12 mil espécies de suculentas espalhadas pelo mundo, variando o tamanho de dois centímetros, como a Planta-pedra, até plantas com um metro e meio de altura, como o Aloé-arbóreo. Elas podem ser de diferentes famílias de plantas e algumas podem ter lindas flores como, por exemplo, a Folha-da-fortuna e a Agave-dragão. Algumas delas também contém espinhos, como o Paquipódio e a Coroa-de-cristo.

Succulent plants to the flower market selective focus

Se você gosta dessas plantas e quer ter uma delas em casa ou no trabalho, confira algumas dicas de cultivo para elas:

– O solo deve ser rico em nutriente, porém com pouca água. Não use um vaso muito fundo, pois as suculentas costumam ter raízes curtas. Coloque pedregulhos no fundo do vaso e depois complete com três partes de areia e uma de terra vegetal. Acrescente adubo orgânico à terra.

– A vantagem das suculentas é que não precisam ser regadas com frequência. No verão regue uma vez por semana e no inverno uma vez a cada quinze dias já é o suficiente.

– Deixe a planta em um lugar onde bata muito sol. Como elas são naturais de lugares mais desérticos, é imprescindível a necessidade de luz solar. Algumas espécies até podem ficar em lugares um pouco mais na sombra, como a Gasteria e a Howorthias, mas, mesmo assim, precisam de luz indireta.


  • Escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]