Energia em Equilíbrio

O que significa ter uma alma madura e um alma imatura?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Se durante sua vida, você se questiona “O que posso esperar dessa vida?” e você responder de forma honesta a si mesmo, a qualidade de sua resposta conterá a maturidade da sua alma. Esta maturidade não se mede por idade. A alma existe além do tempo. A maturidade é medida pela maneira pela qual você interage com a sua realidade.

A alma imatura está sempre cheia de desejos, ambições e objetivos. Esses tipos de imaturidade são os objetivos fúteis como alcançar o poder, obter dinheiro e devoção religiosa rigorosa.

shutterstock_305453690
Todos sabemos que alcançar objetivos exige tempo e todas essas ambições ficam no tempo futuro. Para as almas imaturas, há uma suspeita de que o tempo presente é o que realmente importa, mas não sabem valorizar isso. Esse tipo de pessoa que carrega uma alma imatura  só vê o tempo presente como um trampolim para o seu futuro de sucesso, o que é errado de certa maneira. Esquecem do conhecimento que nosso coração possui, de que tudo é transformação constante e que todos nós devemos devotar um tempo à criação de uma realidade boa para todos.

A alma madura experimentou a natureza dos desejos, a variabilidade constante do mundo onde nada é duradouro, tudo é dialético, mutável. Uma alma madura quer que todos vivam em um estado interligado, onde cada indivíduo consegue enxergar o todo em si mesmo, em que todos são partes do mesmo organismo. Há uma mudança fundamental na compreensão, onde todos conseguem visualizar a energia expressa no infinito.

Ego

shutterstock_267112127A maioria da humanidade é caracterizado pelo Ego dominante, que orienta e conduz. O que é este Ego? Quando nascemos, passamos a desenvolver uma comunicação com o  ambiente em nossa volta. Desenvolvemos uma identidade própria no mundo.

Esse senso elementar de posse – “minha identidade” – é a fundação do Ego. O Ego não consegue se aproximar de Deus a partir deste profundo instinto inconsciente de posse: meu Deus. Só conseguem imaginar Deus como um ser transcedental, pois desconhecem que o Deus vive em todos nós, e que devemos alimentar boas ações, bons pensamentos e boas atitudes para enobrecer ainda mais nosso Deus interior.

A identidade ligada ao Ego é moldada pelas respostas recebidas das pessoas em nosso ambiente, quando respondem a esta pergunta “O que sou é o que eu gosto?”.

O Ego é, portanto, um produto social, e só é capaz de fornecer respostas falsas para a pergunta: “O que sou é o que eu gosto?”. Essas respostas são falsas porque são baseadas no feedback de outras pessoas, e não em cima de nossa própria existência. O Ego é a nossa identificação com ideias, emoções, ações e experiência. Nos olhos do Ego, alguém que é passivo e não faz nada, é um zumbi. Pois, a partir desse aspecto, nossa mente esta vazia, sem criatividade.

Coração

Há uma maneira diferente de interagir com a realidade quando você está agindo com seu coração. É colocar o seu melhor, a presença mais completa em tudo que você faz. A “alma madura”, como já dissemos, não é medida pela idade, e sim como você navega na realidade. É saber que somos todos estudantes do cosmos, para sermos humildes e nobres ao mesmo tempo. É sermos mestres sem precisarmos dizer. É a criação de nossos pensamentos. Interagir com as pessoas sabendo que todos somos um só, e por isso, tratá-las com compaixão.

Uma alma madura é simplesmente um nome, um rótulo para aqueles que veem o padrão da realidade e mesmo assim conseguem abrir um canal de mudança real, todos os dias. Ver que todos a sua volta merecem atenção e compreensão. 


 

• Texto traduzido e adaptado por Natalia Iannone da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]