Espiritualidade

Os sete corpos espirituais

Silhueta de mulher meditando
RomoloTavani / Getty Images Pro / Canva
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Às vezes nos questionamos sobre o que e quem realmente somos. Na busca por respostas, acabamos encontrando mais mil perguntas. O fato é que muitas pessoas olham apenas para o físico e esquecem de olhar para os corpos espirituais. Você sabia que eles existem?

Já ouviu falar em Corpos Sutis, que nada mais são do que a existência de vários corpos dentro do nosso? Enquanto muitas pessoas consideram apenas a existência do nosso plano físico, hoje nós nos aprofundaremos no campo espiritual e o ajudaremos a compreender um pouco mais sobre a plenitude da humanidade e sobre os seus corpos e níveis de consciência!

O que são os corpos espirituais?

O ser humano é composto pelo corpo físico e pelos Corpos Sutis: o total de corpos espirituais de um indivíduo é sete! Além do físico e da alma, há outros cinco corpos — também chamados de níveis ou dimensões — que são imprescindíveis para que a matéria humana consiga suportar toda a energia espiritual que chega de forma direta até nós. É como se as dimensões agissem como um filtro que protege o nosso físico e nos mantêm “inteiros” e ligados a tudo o que não podemos ver.

Silhueta de pessoa meditando sob o por do sol
nikitabuida / Canva

Esses corpos estão conosco durante toda a nossa vida e trabalham juntos, mesmo que estejam em dimensões distintas. Eles se complementam entre si, proporcionando uma profundidade maior do ser diante de todo o Universo.

Conheça a seguir os Sete Corpos Sutis e saiba tudo sobre eles:

Primeiramente, você deve desapegar da ideia de que somos apenas carne. Há muito mais que você precisa descobrir para entender o que realmente é e como funciona. Os sete corpos de cada ser humano são: físico, duplo etérico, astral, mental inferior, mental superior, buddhi, atma ou espiritual — cada um deles é composto por funções específicas que se complementam. Entenda mais sobre isso:

1. Corpo físico

Esse nada mais é do que o corpo que nós conseguimos enxergar. O corpo físico é a matéria e tudo o que faz parte dela: pele, células, órgãos etc. Ele tem a função de receber energia e informações do plano que está acima dele. É como se fosse uma vestimenta que recebemos na hora de encarnar neste mundo. Por esse motivo, devemos aceitá-lo, cuidá-lo e mantê-lo sempre em boas condições, mesmo que estejamos “com ele” temporariamente. Como este corpo é visível, é o único dos corpos sutis estudado e aceito pela maioria dos cientistas.

2. Corpo duplo etérico

Não pode ser visto, somente sentido. Ele é constituído por chakras, aura e nadis, sendo assim considerado um corpo bioeletromagnético. Por ser formado por uma grande quantidade de energia, possui uma aparência reluzente que pode ser azul ou laranja. Quando rompido, pode interferir na vida do indivíduo, pois não se renova nem pode ser renovado — diferentemente do físico. O corpo duplo etérico de um indivíduo é o mesmo durante toda a sua trajetória na terra.

3. Corpo astral

Muitas pessoas o chamam de alma, mas na verdade seu nome é corpo astral. Esse corpo sofre mudanças em sua aparência no decorrer de suas viagens energéticas e é extremamente sensível — ele é responsável pelos nossos sentimentos e desejos. Quando dormimos, o nosso corpo físico descansa, enquanto o corpo astral viaja! Sabe o que chamamos de sonho? Na verdade, é uma viagem deste corpo, mas por não termos consciência sobre esses corpos e ainda não termos evoluído a esse ponto, lembramos somente de pequenas partes do que foi sonhado e chamamos tal viagem de “sonho”.

Silhueta de mulher meditando
primipil / Getty Images / Canva

4. Corpo mental inferior

Não é o cérebro, mas sim a nossa mente! O corpo mental inferior organiza tudo o que pensamos, para que, em seguida, nossos pensamentos sejam manifestados pelo cérebro. Ele é o corpo racional que lida com nossas questões cognitivas, avalia nossas atitudes e absorve nossos apegos materiais. O que pensamos e sentimos tende a se fixar nesse corpo

5. Corpo mental superior

Esse corpo é praticamente um depósito de memórias de todas as nossas vidas. Ele guarda inúmeras ideias e conceitos abstratos e é considerado a fonte da intuição, da criatividade e dos desejos — possui ainda forte ligação à individualidade do ser e é fonte das vivências passadas que precisam de resolução.

6. Buddhi

Conhecido também como corpo cósmico, ele não possui nenhuma ligação ou relação com o tempo. Entre todos os corpos sutis, no buddhi é que se encontra a real sabedoria. Ele é o ponto alto de iluminação que dificilmente é alcançado, mas está ligado a todas as coisas e está extremamente distante do plano físico e da capacidade de compreensão dos seres humanos. Mesmo que seja ainda pouco conhecido, é o nível que muitas pessoas tentam alcançar por meio da evolução espiritual e mental.

7. Atma ou espiritual

De todos os corpos, esse é o mais elevado e que está acima de todos os planos. Tido como a consciência pura, é formado praticamente por luz e é o ápice da iluminação de espírito. Muitos o conhecem como Eu Divino ou Espírito de Essência. Ele é a mais profunda conexão com o Divino e com o Universo e pode ser chamado de “coordenador de todos os corpos”.

Como você pôde ver, existem níveis de consciência e planos aos quais nós não temos acesso facilmente. A busca pelo entendimento do ser humano é praticamente infinita, mas quanto mais conhecermos o nosso próprio ser, mais estaremos no caminho da evolução. Os sete corpos trabalham em conjunto e estão sempre operando para que fiquemos firmes, fortes e em busca da luz e da sabedoria!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br