Chakras Energia em Equilíbrio

Chakras: o que são e como funcionam

Mulher sentada no chão, meditando, com ilustrações de chackras sobre seu corpo.
Foto: dolgachov / 123RF
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você com certeza já ouviu falar em chakras em algum momento da sua vida, mas é bem provável que não saiba o real significado dessa palavra, mas se você ficou curioso(a) para saber o que são os Chakras, continue lendo esse artigo que nós iremos explicar tudo!

O que são os Chakras?

Chakras são vórtices de energia distribuídos em nosso corpo, entre eles há os 7 principais chakras que ficam localizados em nossa coluna vertebral. Para algumas filosofias, o equilíbrio dos Chakras proporciona mais qualidade em nossa saúde física, emocional e psicológica.

Segundo algumas religiões orientais, como o budismo e o hinduísmo, chakras são centros energéticos que guiam a nossa estabilidade espiritual, intelectual, física e emocional. “Chakra” é uma palavra originada do sânscrito e quer dizer “roda”, pois acredita-se que os chakras sejam vórtices que giram constantemente, absorvendo e lançando sinais de energia em pontos específicos do corpo humano. Quando um chakra tem algum desequilíbrio, ele tem o poder de afetar os órgãos localizados ao seu redor.

A anotação mais antiga que se tem sobre os chakras é procedente dos Vedas – as quatro obras que constituem as escrituras sagradas dos hindus criadas no século II a.C. Mas, com o tempo, a crença da energia vital dos chakras se tornou popular, ultrapassando totalmente os limites da cultura hindu, atingindo inúmeras outras doutrinas com crenças similares.

Segundo os ensinamentos do hinduísmo, os chakras estão presentes e se unem nas Nadis, nome dado aos caminhos que não podem ser vistos dentro do organismo humano, que funcionam como cursos que conduzem a nossa energia vital. Cada um dos chakras existentes exerce influências específicas em uma ou mais áreas da nossa saúde e personalidade.

Algumas partes das escrituras dos Vedas afirmam que há 32 tipos de chakras, enquanto outras dizem que existem cerca de 88 mil, mas a maioria consente que existem sete chakras principais que estão localizados na nossa coluna vertebral. Conheça agora cada um deles.

Os 7 principais chakras:

ninavetrova / 123RF

Chakra básico ou primeiro chakra

  • Cor: vermelho;
  • Elemento: terra;
  • Localização no corpo: cóccix;
  • Tem relação com: sobrevivência, energias do masculino e paternidade;
  • Setênio: de 0 a 6 anos de idade.

O chakra básico é voltado ao solo. Ele é responsável pelos instintos mais primitivos do ser humano, aos impulsos e às questões de sobrevivência e está localizado na entrada da energia telúrica. Quando desequilibrado, sinaliza uma possível dependência química a álcool, drogas e diversas substâncias que desencadeiam vícios. Ele é a representatividade da ligação do ser humano com o planeta Terra.

Chakra sacral ou chakra umbilical

  • Cor: laranja.
  • Elemento: água;
  • Localização no corpo: região do umbigo;
  • Tem relação com: sexualidade, emoções, relacionamentos sexuais e afetivos;
  • Setênio: de 7 a 13 anos de idade.

Esse chakra situa-se na região umbilical e abrange toda a área onde os órgãos genitais estão localizados. A energia do segundo chakra é responsável pelo prazer, pela sexualidade, pelo cuidado e por qualquer relação construída pelas pessoas. Ele nos promove um maior entendimento sobre os nossos sentimentos e nos torna mais sensíveis diante dos relacionamentos humanos. Quando desequilibrado ou enfraquecido, ele sinaliza psicopatologias ou doenças do sistema imune.

Chakra do plexo solar

  • Cor: amarelo;
  • Elemento: fogo;
  • Localização no corpo: região do estômago;
  • Tem relação com: personalidade, poder e identidade;
  • Setênio: de 14 a 20 anos de idade.

O terceiro chakra (do plexo solar) é o mais reativo, relacionado à autoexpressão e à nossa personalidade. Com grande sensibilidade a estímulos externos, ele é passível de imediatismo e promove intensidade diante de diversas situações. Acredita-se que ele ainda seja um condutor de nutrientes no organismo humano e o responsável por fortes estímulos, como a euforia, e uma grande característica de personalidade, como o narcisismo. Quando desequilibrado, sinaliza doenças estomacais e demonstra inveja ou complexo de inferioridade.

Chakra cardíaco

  • Cores: rosa e verde;
  • Elemento: ar;
  • Localização no corpo: região do coração;
  • Tem relação com: amor humano e divino;
  • Setênio: de 21 a 27 anos de idade.

O chakra do coração é responsável pelo amor que sentimos por nós mesmos e pelas outras pessoas. É tido como um ponto de encontro das energias telúricas, que são absorvidas pelo primeiro chakra, e as energias prana ou gi (imanentes), absorvidas pelo chakra coronário (ele é como se fosse uma ponte entre todos os chakras). O chakra cardíaco é responsável pela gratidão e pela generosidade, que vai muito além do amor sentido por outra pessoas, abrangendo toda a humanidade. Quando desequilibrado, indica problemas cardíacos ou respiratórios.

Chakra laríngeo

  • Cor: azul-celeste;
  • Elemento: éter;
  • Localização no corpo: garganta;
  • Tem relação com: manifestação e expressão da verdade;
  • Setênio: de 28 a 34 anos de idade.

Representando a criatividade e a comunicação, o chakra laríngeo está fortemente ligado à irrigação de energia do conjunto de órgãos responsáveis pela fonação humana. Ele é o chakra da clareza e da compreensão de uma pessoa em uma conversa ou em qualquer outra manifestação de verdade. É a energia do comunicar, mas, quando em desequilíbrio, sinaliza doenças de tireoide, inflamações na garganta e também ressalta a dificuldade de expressão.

Chakra frontal

  • Cor: azul-índigo;
  • Elemento: éter;
  • Localização no corpo: testa, acima da sobrancelha;
  • Tem relação com: intuição, conexão com o mundo;
  • Setênio: de 35 a 41 anos de idade.

O sexto chakra, conhecido também como o chakra do terceiro olho, está totalmente ligado à intuição humana. Tem ligação com a glândula pituitária e é considerado o chakra da concentração, das capacidades psíquicas e da compreensão de um mundo sutil. O chakra frontal está em melhor atividade quando um indivíduo está sereno, meditando, lendo ou fazendo qualquer coisa que o torne ao seu interior. Quando em desequilíbrio, pode reduzir a sensibilidade e a percepção energética de uma pessoa.

Chakra coronário

  • Cores: violeta e branco;
  • Elemento: não há;
  • Localização no corpo: topo da cabeça;
  • Tem relação com: sintonia e pensamentos sutis;
  • Setênio: de 41 a 48 anos de idade.

O chakra coronário localiza-se na cabeça, mostrando a nossa identificação com o divino e o plano espiritual. Ele é o canal de entrada da energia mais próxima e também é conhecido como o chakra das mil pétalas de lótus. Considerado o responsável da estabilidade total e dos pensamentos leves, esse chakra ainda tem relação com fenômenos da mediunidade, como a psicografia, por exemplo. Ele nos eleva a um plano espiritual e fomenta as boas vibrações no nosso ser. Quando desequilibrado, indica doenças nervosas e ansiedade.

Como fazer o alinhamento dos chakras?

Os chakras podem ser alinhados com a prática do Reiki, em que um indivíduo toma um banho seco (técnica em que se deslizam as mãos sobre o corpo para limpar o excesso de energia) e recita os princípios dessa técnica. Se você deseja alinhar os seus chakras, tenha em mente que o que mais importa nessa hora é a sua intuição. Pense no equilíbrio e na harmonia que você deseja conquistar, enraíze esses pontos dentro de você e fixe-se em um específico para que a sua energia seja escoada. Inicie pelo chakra da coroa/coronário, sinta como ele está e imagine a limpeza que o Reiki pode fazer ali.

Imagem com chakras desenhados.
amaviael / 123RF

Ao iniciar o Reiki, preencha-o com energia, faça com que as suas energias fluam e corram entre o seu ser. Imagine que você está caminhando por um rio repleto de rochas e que você tem o poder de tirá-las do caminho. Enquanto você sente a energia correr, observe o fluir do rio como se fosse a vida à sua volta.

Repita essa prática de Reiki sobre todos os chakras, um de cada vez, até que as sessões finalizem com o chakra-raiz. Assim que você terminar, agradeça e tome um banho seco.

Cristais dos Chakras

Ainda é possível alinhar os chakras com cristais – cristaloterapia –, relaxando, respirando devagar e profundamente, focando em pensamentos positivos enquanto você pressiona e segura com delicadeza as pedras em seu respectivo chakra. Confira brevemente a pedra para cada chakra:

Chakra básico: Jaspe Vermelho;

Chakra umbilical: Ágata Cornalina;

Chakra do plexo solar: Citrino;

Chakra cardíaco: Quartzo Verde;

Chakra laríngeo: Quartzo Azul;

Chakra frontal: Ametista;

Chakra coronário: Quartzo Transparente.

Como equilibrar os chakras?

Para equilibrar os chakras, você pode apostar na meditação, que é uma das formas mais poderosas de se energizar. Foque no centro que carece de mais atenção e utilize as pedras de cores específicas – citadas anteriormente – durante o processo. Além de meditar, você pode praticar Yoga, uma técnica poderosa que reúne as forças corporais e mentais, promovendo um equilíbrio espiritual e energético.

Pensamentos positivos também são essenciais para alcançar o equilíbrio dos chakras! É preciso focar em tudo o que pode atrair boas energias para todos os centros do seu corpo. Outra opção extremamente válida é usar os mantras de cada um dos chakras para equilibrá-los. Veja:

– Básico: LAM;

– Sacral: VAM;

– Plexo Solar: RAM;

– Cardíaco: YAM;

– Laríngeo: HAM;

– Frontal e coronário: OM.

Os benefícios do Reiki nos chakras

O Reiki tem o poder de alinhar os chakras, promovendo inúmeros benefícios para o corpo físico, espiritual e emocional de uma pessoa. Como os chakras são vórtices energéticos, o Reiki atua como um “equilibrador” de tudo o que está desalinhado. Ele regulariza as funções vitais de cada um deles, equilibrando todos os campos e áreas específicas em que cada chakra atua. Essa técnica ainda impede que o fluir das energias seja interrompido ou bloqueado, possibilitando que os caminhos invisíveis do nosso organismo permaneçam sempre abertos.

Você também pode gostar

Livros para se aprofundar sobre chakras

Se você quer conhecer mais sobre o mundo dos chakras, confira três dicas de livros que ajudarão você nessa jornada:

  1. Chakras – Centros de Energia de Transformação, de Harish Johari (2010): Este livro é uma introdução aos princípios dos chakras, assim como a aplicação destes na prática;
  2. A Bíblia dos Chakras: O Guia Definitivo de Trabalho com os Chakras, de Patrícia Mercier (2012): Guia definitivo e completo sobre os chakras e todos os assuntos ligados a eles, desde a origem até o equilíbrio e todas as instruções sobre cada um;
  3. Livro dos Chakras, da Energia e dos Corpos Sutis, de Joan P. Miller (2019): Uma visão mais moderna das tradições antigas sobre os centros de energia dos seres humanos.

Meditações guiadas para os chakras

Se você deseja encontrar uma meditação guiada para alinhar, equilibrar ou energizar os seus chakras, saiba que o YouTube e o Spotify têm diversos áudios que podem te ajudar neste momento. Confira algumas dicas de canais e podcasts:

  1. Podcasts no Spotify: Meditações de Carol Dariva; Meditando; Projeto Presença; Luisa Durante – Meditações Guiadas;
  2. Canais do Youtube: Meditação Guiada Brasil; Poetoterapia; Saúde Vibracional; Yoga Mudra.

Continue aprendendo com nosso vídeo sobre chakras

Agora que você já sabe tudo sobre os chakras, que tal fazer uma autoanálise e sentir como andam os seus campos vibracionais e energéticos? Manter a energia e o equilíbrio dos seus chakras em dia é essencial para ter uma boa saúde física, espiritual e mental.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br