Convivendo

Para além do agora

Jéssica Sojo
Escrito por Jéssica Sojo

Dias atrás andando na rua e indo ao encontro de um amigo para tomarmos um café, deparei-me com alguns breves diálogos semelhantes – apesar dos personagens serem diferentes em suas idades, etnias, gêneros e o que for. Por exemplo, havia um grupo de homens que conversavam entre si. Um deles que parecia ter uns trinta e poucos anos, baixinho, estava inconformado com o seu casamento; o outro estava pensativo e delongando o assunto; o do meio reclamava o modo como a vida lhe parecia injusta. Até que um deles, aparentemente o mais novo de todos, questionou o quê de fato estavam fazendo nesse mundo. Confesso que esta pergunta caiu sobre mim também! “Afinal, o que de fato viemos fazer aqui?” – ninguém soube responder. Em meio ao papo lá, tive alguns recortes de uma fase recente que me levaram à conclusão de que o tempo é apenas uma metáfora para que enxerguemos que tudo começa aqui dentro e se expande para o lado de fora.

 É engraçado falar sobre isso – em meio ao caos – eu questiono: o que é tempo? Quem me conhece sabe que eu adoro brincar com o dicionário e logicamente dessa vez não seria muito diferente, segundo o nosso sábio e grande amigo, a palavra tempo significa: medida de duração dos seres sujeitos à mudança da sua substância ou mudanças acidentais e sucessivas da sua natureza, apreciáveis pelos sentidos orgânicos. Época, um lapso de tempo futuro ou passado. Existência humana considerada no curso dos anos. Época determinada em que ocorreu um fato ou existiu uma personagem (com referência a uma determinada hora, dia, mês ou a qualquer outro período). Ocasião própria para um determinado ato; ensejo, conjuntura, oportunidade. Sazão, quadra, período próprio de certos atos, de certos fenômenos, da existência de certas qualidades. Estação, quadra do ano adequada a certas fases da natureza e aos trabalhos que delas dependem. Estado meteorológico da atmosfera; vento, ar, temperatura. Horas de lazer, horas vagas. Delonga, dilação, prazo. e mais um infinito de justificativas, e ainda assim, sinto que o tempo é indeterminável e a maior ilusão que o ser humano tem.

Make today amazing. Inspirational quote at colorful watercolor sBaseado no tanto de acontecimentos que têm ocorrido na minha vida nesses últimos meses e quem me conhece bem sabe sobre o que estou querendo dizer – o tempo tem me mostrado cada vez mais que não existe o certo e o errado, e sim a oportunidade de enxergar que de nada adianta estacionar em uma trilha e querer garantia sobre algo. Preocupar com o que já passou ou com o que está por vir é perda de oportunidades. Ontem, amanhã, antes, depois, cedo, tarde ou o que for – o agora é retrato. E nada é tão mais importante quanto medirmos a oportunidade do agora.

Não importa qual contexto você se encontre. Siga em frente e relaxe. Seja o melhor que você possa ser e veio para cumprir neste mundo incrível, seja você!  E não se esqueça de que somos todos um. Feitos da mesma pequena partícula cósmica a conspirar nesse vasto universo de possibilidades.  Não tenha medo, a vida vai muito além disso – muito além do eu, do você.

Gratidão por ser quem você é, para que eu possa ser quem eu sou e juntos sermos um.

Com carinho, luz e consciência,
Um beijo e sinta-se abraçado!

Sobre o autor

Jéssica Sojo

Jéssica Sojo

É custoso descrever quem sou eu – já que constantemente lapido, modifico e me transformo em um pouco de tudo e muito de cada pouco. Inicialmente posso compartilhar dizendo que sou extremamente curiosa, apaixonada pela comunidade surda, pela língua de sinais e por tudo que envolve a linguística.

Foi na faculdade de medicina e como acadêmica há alguns anos (com a esperança de trabalhar com o ser humano e suas limitações) que eu adentrei para um universo de que eu não fazia ideia que fosse possível existir e que pudesse trazer a bagagem que tenho hoje. Minha busca incessante pelo autoconhecimento e entendimento para muitos dos questionamentos que já tive (e continuo tendo) me fez despertar para o meu atual desígnio.

Minhas tantas outras peregrinações e experiências também contribuíram e muito com o meu desígnio – a começar pelo de compartilhar junto a vocês, leitores do EuSemFronteiras, sobre a primordialidade de enxergarmos para além do que nos visibiliza os olhos e lembrarmo-nos sempre de sermos semelhantes ao sol, mesmo em meio às sombras escarpadas montanhosas da vida.

Com todo o meu carinho e gratidão imensa,

Mãos em prece e um saudoso e caloroso abraço em cada um.

Contatos:

Email: [email protected]
Instagram: @rubiojer