Autoconhecimento Coaching

Perspectivas e Expectativas

Ana Morado
Escrito por Ana Morado



Ao entrevistarmos uma pessoa para o processo de Coaching, certamente a pergunta mais importante e talvez a mais difícil de ser respondida é: Por qual razão você está aqui?. Em outras palavras poderíamos dizer: o que você espera do processo de Coaching?

Interessante avaliarmos em profundidade o que está por trás desta pergunta. Inúmeras possibilidades rodeiam o início de um processo de autoquestionamento, mas muitas das vezes não temos sequer a noção do porvir. O processo da espera é cruel. É a dissociação do eu em relação ao ato, um comportamento letárgico em relação ao futuro. Um distanciamento frio entre o ator e fatos. Quase um comodismo. E certamente a mudança não se assemelha em nada à inércia.

O que nos move? Ao acordarmos e abrirmos nossos olhos todas as manhãs, o que sentimos? Quais são nossas reais motivações na vida?

É interessante pararmos um pouco para refletirmos sobre nossas PERSPECTIVAS de vida, de planos, de presente e de futuro. Muitas das vezes realizamos ações, desempenhamos papéis e nos movimentamos sem saber o porquê. Dar início ao questionamento de nossa existência não é um processo fácil. Informações variadas são adicionadas a esta reflexão: Deus, família, profissão, futuro, renda, projetos, medos, aspectos culturais, etc.

Se olharmos em profundidade cada uma destas questões, novos questionamentos irão surgir e certamente nos perderemos neste mapa mental que tece a vida. Na verdade não temos a certeza de nada e muito menos a garantia de que nossas escolhas serão as melhores. Mas uma coisa é certa: a ação é o passo mais importante em um processo de Coaching. Já dizia Sêneca: “Não existe vento favorável a quem não saiba onde deseja ir”. A rota da vida é pessoal, intransferível e transformadora. E cada um de nós, em algum momento da vida, deverá assumir este compromisso.

Group Of Young People Stacking Their Hands

Somos seres humanos e a faculdade de pensar que nos foi presenteada, abre possibilidades maravilhosas. As EXPECTATIVAS que rodeiam o início de um processo de planejamento precisam ser cautelosas e equilibradas. Esperar algo por si só gera ansiedade e grande possibilidade de frustração e até mesmo sofrimento. A ilusão do controle da vida cerceia processos criativos, a inteireza do ser, a entrega. Um projeto de VIDA que traga frutos, que seja produtivo precisa trazer em seu desenvolvimento a fluidez do pensar, a beleza do imaginário.

E mais do que isso: nunca esquecer que autoconhecer-se é o caminho.

Ninguém além de nós mesmos tem o poder e o direito de interferir no desenrolar da vida. A transformação será inevitável quando nos permitirmos experimentar a existência sem a menor EXPECTATIVA.

Sobre o autor

Ana Morado

Ana Morado

Ana Morado possui sólida experiência nas áreas de Planejamento e Marketing nos segmentos comercial e de serviços.

Neste momento de vida, resolveu mergulhar no maravilhoso processo de autoconhecimento das pessoas. Além de ter lecionado Planejamento Estratégico por 10 anos, sempre liderou equipes e é apaixonada pela gestão de pessoas.

Administradora de empresas, MBA em Marketing pela FGV, concluiu seu Mestrado em Ciência da Informação pela Université de Montreal - Canadá e UFMG na área de saúde. Além disso é especialista em Coaching pelo IBC - Instituto Brasileiro de Coaching, analista comportamental e Leader Coach.

Faço meus atendimentos em Brasília.

Blog: livcoaching.org/
E-mail: [email protected]