Nutrição Veganismo

Porque veganos não comem ovos?

Luciana Pessutti
Escrito por Luciana Pessutti
Vamos explicar a situação em que “vivem” as galinhas poedeiras.

Como a produção é em grande escala, elas ficam confinadas em gaiolas minúsculas onde não conseguem tocar o chão, têm somente as grades das gaiolas como base.

Imagine você em um local onde não consegue alcançar o chão e grades nos seus pés? Triste, não é mesmo? Pois é nessa situação que as galinhas poedeiras se encontram.

Quando ainda pequenas, têm seus bicos cortados, um processo definido como debicagem, não podendo assim consumir seus próprios ovos, passam a vida toda sem poder ver a luz do sol, pois ficam em um galpão com as luzes acesas 24hs, de tão minúsculas que são as gaiolas sequer conseguem bater as asas. Pintinhos machos são descartados no lixo, jogados em máquinas que os trituram ainda vivos ou podendo ser asfixiados, processo comum nessa indústria. Esse é um resumo da cruel realidade das galinhas poedeiras. Muitos lutam pelo fim das gaiolas, porém isso é uma ilusão, pois continuarão em um galpão nas mesmas condições, sendo a única diferença que vão ficar umas pisando nas outras por não terem um espaço suficiente.

Quando as mesmas não produzem mais ovos, são descartadas como lixos e “aproveitadas” por várias empresas como subprodutos.

– Não posso comer os ovos das galinhas soltas do meu vizinho ou de algum parente? 

Podemos tudo, mas nem tudo convém e é correto. Comendo esses ovos, nós estamos roubando os recursos naturais das galinhas.

Veganos lutam pela abolição da exploração animal.

Todos merecem condições ideais de sobrevivência e o direito à vida, independentemente de espécie.

O ovo é da galinha, não nos pertence.

Não somos ensinados desde pequenos que é errado pegar algo que não é nosso? Então, isso deve ser aplicado em todos os sentidos.

Alternativas nas receitas dos bolos ou doces da vovó no lugar de cada ovo:

  • 01 colher (sopa) de linhaça + 03 colheres (sopa) de água;
  • 01 colher (sopa) de chia + 1/3 copo de água;
  • 01 colher (sopa) ágar-ágar + 01 colher (sopa) de água;
  • 1/2 banana madura;
  • 1/4 copo de suco maçã;
  • 01 colher (sopa) de amido de milho.

Faça a diferença, mude hábitos!

“Feliz seria a Terra se todos os seres estivessem unidos pelos laços da benevolência e só se alimentassem de alimentos puros, sem derrame de sangue. Os dourados grãos que nascem para todos dariam para alimentar e dar fartura ao mundo.”

– Buda.

Sobre o autor

Luciana Pessutti

Luciana Pessutti

Oi meu nome é Luciana Pessutti, sou vegana há mais de seis anos e vegetariana desde os 12 anos.

Desde criança não achava correto ter os "bichinhos" no meu prato, porém somente depois de adulta fui conhecer o veganismo e, desde então, divulgo por meio da internet informações dos bastidores da indústria de laticínios, ovos, mel e demais explorações que acontecem com nossos irmãos não-humanos, conscientizando para o fato de podermos ter uma vida saudável sem precisar explorar ou matar um ser inocente.

Sou ativista pelos direitos animais e uma das minhas frases preferidas é "Viva e deixe Viver!"

Contato: [email protected]