Autoconhecimento Comportamento

Problemas no fígado: conheça os alimentos que ajudam na desintoxicação e no combate da gordura

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Muitas pessoas só se lembram de que têm fígado quando ele dá problema, seja porque bebeu um pouco além da conta, seja porque comeu muita gordura e sobrecarregou o órgão. Mas a verdade é o fígado é um dos órgãos mais importantes para o nosso organismo e merece todos os cuidados.

É o nosso fígado que metaboliza e armazena os nutrientes e é graças ao seu trabalho que os alimentos ficam prontos para serem absorvidos e utilizados pelo organismo. Ele funciona como um filtro, eliminando as toxinas do nosso corpo. Se ele não funcionar bem, nada mais vai funcionar.

Imagem de um homem jovem vestindo uma camiseta cinza escura. Ele está com dores do fígado e suas mãos estão sobre ele.
Direitos autorais : Khwanchai Phanthong

Quando o fígado vai mal

Se você adota hábitos nada saudáveis – seja na alimentação, seja no dia a dia –, seu corpo paga o preço. O sedentarismo e a alimentação rica em gorduras sobrecarregam o fígado. Os resultados dessa falta de cuidados com o corpo podem desencadear doenças como a esteatose hepática.

A esteatose hepática se caracteriza pelo acúmulo de células de gordura no órgão e atinge uma boa parcela da população brasileira. Se não for tratada, pode evoluir, com o aparecimento de outros problemas mais sérios, como a fibrose do fígado e a cirrose hepática ou até mesmo câncer de fígado. Além dos riscos de evolução, essa doença também aumenta os riscos para doenças cardiovasculares.

A boa notícia é que, se descoberta cedo, ela pode ser tratada com mudanças no estilo de vida. Praticar atividades físicas, emagrecer e alimentar-se de forma adequada são as melhores medidas para a reversão do problema. Nesse caso, os alimentos que ajudam no processo de desintoxicação do fígado são fundamentais.

Direitos autorais : Marilyn Barbone

Alimentação saudável é a chave

Segundo os médicos especialistas, não existe um alimento com propriedades milagrosamente detox. Existem, sim, aqueles que auxiliam nesse processo, que é feito pelo próprio organismo, por meio dos rins e do fígado. Tudo que não presta para a nossa saúde é eliminado por meio da urina e das fezes.

Uma alimentação prejudicial à saúde não vai, necessariamente, acumular toxinas no nosso organismo. O que acontece é que o metabolismo vai tentar processar tudo (e continuará a eliminar as toxinas), mas o resultado é que vamos ter mais gordura circulando no nosso corpo, e aí corremos o risco de adquirir doenças cardiovasculares e metabólicas. Por outro lado, um único alimento, por si só, por mais benéfico que seja, não vai ser responsável pela eliminação das toxinas.

O que vai ajudar a manter nosso corpo – e principalmente o fígado – funcionando bem não envolve nenhum mistério. É um conjunto de medidas: alimentação balanceada, exercícios físicos, moderação na ingestão de bebidas alcoólicas e outros bons hábitos de vida.

Não que devamos abandonar os alimentos ditos “detox”, pois eles são saudáveis e ricos em nutrientes importantes para a nossa saúde. Listamos aqui alguns alimentos amigos do fígado que você deve incluir na sua dieta, para ajudar no bom funcionamento desse órgão tão importante, mas muito maltratado.

Imagem de uma mulher segundado uma jarra com água. Ela está se servindo. Ao lado uma flor laranja compõe a imagem.
Direitos autorais : thodonal

Água

Em primeiro lugar, água. Não é um alimento, mas ela é essencial para ajudar a eliminar as toxinas do organismo. Procure sempre estar com uma garrafinha d’água à mão. O ideal é beber um mínimo de dois litros de água diariamente. Procure evitar bebidas industrializadas ou cheias de açúcar. Elas sobrecarregam tanto o fígado quanto os rins.

Maçã

Já dizia o ditado em inglês: “An apple a day keeps the doctor away” (“Uma maçã por dia mantém o médico longe”). A maçã é uma fruta até meio subestimada, mas é graças aos seus antioxidantes, em particular a florizina (um flavonoide que só é encontrado nessa fruta) que o fígado fica protegido contra os radicais livres.

Além do mais, ela é rica em fibras solúveis, especialmente em pectina, que ajuda na redução da taxa de colesterol e facilita a digestão de gorduras. É como se a fibra se “agarrasse” às células de gordura e as levasse pra fora do corpo, impedindo seu acúmulo no fígado.

Chá-verde

O chá-verde é rico em catequinas (fitonutrientes da família dos polifenóis que contêm forte ação antioxidante). As catequinas ajudam na estimulação do metabolismo lipídico no fígado, mas não devem ser consumidas em excesso, pois em altas concentrações podem induzir lesão hepática.

Própolis

O própolis é rico em bioflavonoides, compostos com ação antioxidante associados a uma melhora da função hepática. Estudos que vêm sendo feitos há mais de três décadas sugerem que a substância artepelin C, presente no própolis, ajuda a combater células tumorais no fígado.

Imagem de um abacaxi. Ele está inteiro e sobre uma travessa de porcelana na cor preta, decorada com laranjas cortadas ao meio de folhas de hortelã.
Imagem de Andy M. por Pixabay

Abacaxi

A bromelina, uma enzima encontrada na haste e no sumo dessa fruta, auxilia na digestão. De acordo com a nutricionista Mariana Thomaz, do Hospital Paulistano, o abacaxi ajuda a desobstruir o fígado do acúmulo de gorduras e toxinas. Combiná-lo com hortelã potencializa os efeitos sobre o fígado, segundo a especialista.

Gengibre

O gengibre é uma raiz tuberosa com múltiplos benefícios. Considerado um potente tônico hepático, ele ajuda a secretar a bile, o que torna a digestão de gorduras mais eficiente e faz com que o fígado não seja sobrecarregado.

Beterraba

A beterraba é rica em betalaína, substância que confere a essa raiz coloração avermelhada. Com ação antioxidante, tem um papel importante na regeneração celular do fígado.

Açafrão-da-terra

Também conhecido como cúrcuma, essa raiz é capaz de reparar tecidos hepáticos danificados pelas toxinas.

Couve

A couve é umas das hortaliças campeãs na composição dos sucos tidos como detox. Assim como os vegetais de folhas verde-escuras, ela estimula a produção de bile. Além de ser rica em fibras, ela também contém uma enzima antioxidante chamado glutationa, que age como anti-inflamatório e purificador natural do sangue (ajudando também a depurar as vias de chegada do sangue ao fígado).

Imagem de dois abacates. Um inteiro e o outro cortado ao meio.
Direitos autorais : Phonlawat Chaicheevinlikit

Abacate

Rico em gorduras boas, que equilibram os níveis de colesterol no organismo, o abacate também contém nutrientes que ajudam o fígado na produção da glutationa.

Você também pode gostar

Esses são alguns dos muitos alimentos que ajudam na manutenção da sua saúde por meio do bom funcionamento do fígado. Para completar, adote um estilo de vida saudável, aliando esses alimentos à prática regular de atividades físicas. Além disso, procure dormir bem, tenha atitudes equilibradas e fique longe do estresse. Respeite o seu organismo, afinal seu corpo é seu templo.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]