Autoconhecimento Coaching

Como vencer o estresse com “três letras”

Diego Trambaioli
Escrito por Diego Trambaioli
O médico austríaco Hans Selye que dedicou a vida ao estudo do estresse costumava dizer: ”Não é o estresse que nos mata, mas a forma com lidamos com ele“ e hoje, utilizando três letras teremos a receita mágica para vencer o estresse.

Existe uma técnica, prática, eficaz e rápida para isso: quando sentir a pressão do trabalho ou da família lute contra o estresse lançando seu grito de SOS. Pois é, isso mesmo, você entendeu bem, quando é absolutamente necessária a chegada rápida de ajuda envie seu SOS (sigla mundialmente reconhecida para pedir socorro imediato) e será atendido.

Talvez esteja pensando que está lendo a página errada (ou pior que esse artigo seja uma piada), mas se você já passou um dia no escritório em que a situação se tornou tensa ou enfrentou uma discussão particularmente desgastante, querendo naquele momento somente fechar os olhos e ter o poder de sumir para reaparecer imediatamente naquele lugar fantástico e sossegado que sempre sonhou, te convido a ir em frente para descobrir a importância da técnica SOS no controle do estresse.

Infelizmente ainda não existe o remédio mágico com viagem astral que, ao fechar os olhos, nos transporta para nosso paraíso de sossego, mas hoje conhecemos várias técnicas, realmente eficazes, que nos ajudam a controlar e limitar o nível de estresse.

Lembrando que o objetivo não deve ser aquilo de eliminar totalmente o estresse que, em determinados momento da vida é fundamental para nossa sobrevivência e para alcançarmos nossos objetivos mais ambiciosos, vamos ver detalhadamente como funciona a técnica SOS que significa: Stop, Organize and Select.

1. Stop (Pare)

shutterstock_146333138-2A primeira coisa que precisa fazer quando o estresse “vem com tudo” é Parar. “Diego, mas como parar? Eu não posso!”. Acredite, querido leitor, eu entendo, você está repleto de compromissos que nem sequer tem tempo para beber um copo de água, mas eu lhe peço para parar. Pois sim amigo, esta é a hora em que mais precisa parar porque se você não o fizer conscientemente será seu corpo ou sua mente a provocar uma “pausa forçada” que, garanto, terá sequelas bem maiores de um simples momento de verdadeiro ócio necessário para recarregar as pilhas.

Quando o estresse sai de seu controle pare e conserve suas energias físicas e mentais o máximo que puder, para logo depois recomeçar renovado, com entusiasmo e de forma mais organizada porque o momento melhor para relaxar é quando não temos nem um momento para fazê-lo.

2. Organize (Organiza)

Geralmente quando estamos estressados aparece também a angústia que, de certa forma nos cega, fazendo aparecer as coisas não como realmente são, mas como nós as percebemos. Estou errando se digo que às vezes coisas aparentemente simples e rápidas a serem executadas se tornam cansativas e insuportáveis quando a ansiedade nos domina?

Depois de ter recuperado as energia precisamos fazer o “raio x” de nossa situação atual, esclarecendo todos os desafios que iremos enfrentar. A forma mais simples é escrever em um papel o que precisamos e queremos fazer, mas não tem que ser uma simples lista, precisa ser uma lista completa com todas as atividades que passam por sua cabeça (sim também ir no mercado comprar feijão e arroz). Este exercício que nos EUA chamam de “Brain Dump” tem como objetivo esvaziar sua cabeça de todas as preocupações e tarefas e colocá-las no papel (sou “antigo” ainda prefiro escrever no papel, mas você pode escrever a lista no seu notebook se preferir).

Quando seus pensamentos “tomam vida” em um suporte externo (papel ou file que seja) perdem automaticamente a capacidade de entupir seu cérebro e você sentirá uma agradável sensação de alívio, porque como dizia a escritora americana Anais Nin: “Muitas vezes não enxergamos as coisas para o que são: as enxergamos pelo que … somos”.

3. Select (Seleciona)

Sei que agora tem sua imensa lista de coisas a fazer e antes de você me perguntar sobre o que vai fazer e como vai lidar com todas essas tarefas, te digo que esse é o momento mais importante do SOS, portanto mantenha muita calma e objetividade. Chegou a hora de estabelecer as prioridades entre todos esses compromissos que estão te “sufocando”; saiba que a diferença fundamental entre as pessoas que sabem agir de forma eficaz nas situações estressantes e as que se deixam vencer pelo estresse é a capacidade das primeiras de individuar as prioridades e focar 100% na execução delas.

Saber priorizar é a base do sucesso, e lembre-se que é melhor fazer bastante bem o que precisa fazer do que fazer otimamente o que não precisa ser feito. Aplicando esses três princípios básicos garanto que irá conseguir lidar com as situações de estresse imediato melhorando rapidamente a qualidade da sua vida e das pessoas com quem você lida.

E agora que venceu o estresse e tem organizado suas tarefas como irá aproveitar do tempo livre que acabou de ganhar?

Sobre o autor

Diego Trambaioli

Diego Trambaioli

Licenciado em Ciências Políticas e Relações Internacionais na Universidade de Turim (Itália) possui o Master em Jornalismo esportivo obtido no Ateneo Formass de Milão (Itália). Master Coach Internacional formado na Escuela Europea de Coaching (EEC) associada com a International Coaching Federation (ICF) e na Sociedade Brasileira de Coaching (SBC) associada com a Association for Coaching (AC), Worldwide Association for Coaching (WABC), Institute of Coaching (IOC) É certificado em PNL pela Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguistica (SBPNL). Tem 15 anos de experiência na área de Relações Públicas no Club Mediterranée Europe (Itália, Espanha, França e Martinica) e Road Manager na organização de eventos musicais (Malamusik Itália). Desde 2008 atua como Palestrante e Coach Pessoal e de Carreira com foco no desenvolvimento humano, realização de objetivos e melhoria continua da performance palestrando e atendendo no Brasil e na Itália.

Telefone: (11) 2269-3452 | 94545-9856
E-mail: [email protected]
Blog: www.diegotrambaioli.com
LinkedIN: Diego Trambaioli

Facebook: Diego Trambaioli
Twitter: www.twitter.com/diegotrambaioli