Autoconhecimento Espiritualidade

Profundo estudo sobre Tarologia

Mesa com cartas de tarot
Rirriz--3509176 / Pixabay / Canva
Maria Elisabete
Escrito por Maria Elisabete

Iniciamos apresentando a história e a origem do Tarot. Ao longo dos anos, tenho buscado desenvolver continuamente o meu Ser. E não somente isso, também tenho levado os conhecimentos que eu adquiri ao longo da vida e com as formações em Tarologia, Terapias Integrativas, Coaching, Desenvolvimento Humano, Autoconhecimento e tantas outras para milhares de pessoas para que assim como eu possam com esses saberes transformar suas vidas.

E hoje estou aqui para compartilhar com você os meus estudos e conhecimentos sobre Tarologia. Vem comigo!

Vou iniciar contando a história e a origem do Tarot com as informações que os estudiosos conseguiram registrar ao longo da existência desse precioso instrumento de autoconhecimento.

O Tarot é de origem desconhecida, não havendo nenhuma certeza de como surgiu ou como nasceu. Há, sim, muitas hipóteses sobre a sua criação.

Muitos estudiosos afirmam que ele se difundiu na Europa, onde há registros do ano de 1397, porém não se sabe se é originário do Egito, da Índia ou de outra localidade totalmente diferente. Na realidade, o que se sabe é que isso ainda não ficou comprovado. Os primeiros vestígios são de pelo menos 6 séculos de existência e que é o antepassado direto das nossas modernas cartas de jogar.

Cartas de tarot espalhadas na mesa
AlbanyColley–6298107 / Pixabay / Canva

Foi na Europa, mais especificamente na Itália, onde se identificaram os registros das primeiras manifestações de um jogo de 78 cartas. Cartas que hoje são conhecidas pelo nome de Tarot.

Aproximadamente no meio do século XV, não muito após terem aparecido na Europa as primeiras referências escritas sobre qualquer forma de carta, um artista chamado Bonifácio Bembo pintou um célebre conjunto de cartas sem nome e sem número para a família Visconti Sforza, de Milão, que pode datar dos anos 1430-50. Esse célebre jogo pode ser considerado um dos mais antigos exemplares de Tarot de que se tem conhecimento.

Não se pode afirmar se o conjunto dos 22 trunfos ou Arcanos Maiores e as 56 cartas dos chamados Arcanos Menores – com seus quatro naipes – foram criados separadamente e mais tarde combinados num único jogo ou se, desde sempre, foi criado o conjunto de setenta e oito cartas.

O Tarot hoje

Hoje o chamado e conhecido Tarot é um jogo formado por 78 cartas, sendo 56 delas dispostas em 4 séries de dez cartas, cada série seguida de 4 figuras, divididas em 4 naipes (Copas, Ouros, Espadas, Paus), numeradas de 1 a 10 e mais 4 cartas de Corte (Pajem, Cavaleiro, Rainha e Rei), que formam os Arcanos Menores, e de mais 22 cartas chamadas de Arcanos Maiores. Estes últimos se inspiram e descrevem as principais forças que governam os homens, atribuindo-lhes um valor hierárquico.

As 22 cartas, 21 + 1, formam o conjunto tradicionalmente chamado de Arcanos Maiores. Cada Arcano Maior, exceto o Louco (na maioria dos Tarots tradicionais), e também assim no Tarot aqui representado na criação das imagens do Tarot da Prosperidade, traz um número na parte superior, além de figuras que encerram representações humanas, animais ou materiais no centro. Há também uma denominação na parte inferior identificando a sua interpretação simbólica.

Foto do Tarot da Prosperidade
Tarot da Prosperidade – Maria Elisabete Pinheiro

O número, tomado simbolicamente, revela os princípios filosóficos que nos permitem compreender a armação da constituição do Cosmos com suas leis e princípios.

São infinitos os sentidos que cada número pode tomar. A comparação do princípio representado pelo número com a figura permite precisar o ponto de vista sob o qual foi considerado e, em contrapartida, dá as bases de interpretação da natureza das cores, da disposição relativa dos objetos e do sentido particular que presidiu a representação da carta.

Você também pode gostar

Para uma boa familiarização com o Tarot, é recomendável primeiro dedicar-se exclusivamente ao estudo dos 22 Arcanos Maiores.

O profundo conhecimento do simbolismo desses arquétipos serve como uma extraordinária introdução ao modo de pensar do Tarot. Somente depois de obtermos familiaridade com os Arcanos Maiores é que devemos nos ocupar com os 56 Arcanos Menores.

Sobre o autor

Maria Elisabete

Maria Elisabete

Eu Sou Maria Elisabete, mãe, professora, mestra em Tarologia, master coach criacional, apaixonada por pessoas, peregrina, estudiosa, comunicadora social e mestre em marketing estratégico.

Autora do livro "O Tarot da Prosperidade".

Criadora do programa "22 dias de Prosperidade com o Tarot".

Esse Programa já atendeu a mais de 1.200 pessoas no Brasil e no exterior.

Criadora do programa "O Tarot como caminho para o autoconhecimento".

Atendo e ministro cursos de Tarot no Brasil e no exterior, com resultados surpreendentes.

Sou uma eterna aluna, estudiosa e mestra em Tarologia.

Sou mestra em coach criacional formada pelo Instituto Internacional Geronimo Theml - IGT. Minha especialidade é em coaching para educadores e pessoas em transição de carreira.

Sou autora do Programa "50pracima Educação"

Dedico minha vida todos os dias a ser uma pessoa melhor, mais próspera, mais espiritualizada, mais alegre, mais feliz, mais solidária e mais comprometida com a vida.

Por causa de tudo isso me disponho ao Universo como uma servidora, para que, com o meu trabalho e as minhas atitudes, eu possa verdadeiramente contagiar, inspirar e apoiar pessoas que desejam ter uma vida mais autêntica, com mais propósito e liberdade de simplesmente ser.

Tenho o Tarot como o bastão mágico da minha existência e me dedico a levar o Tarot a todos como caminho para o autoconhecimento.

Email: [email protected]
Site: mariaelisabete.com.br
Facebook: MeProfMariaElisabete
Instagram: @profmariaelisabete