Convivendo ONGs

Que tal fazer uma visita especial ao GRAACC?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

OGRAACC é um Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer. É uma instituição bem reconhecida que trabalha com crianças e adolescentes que tem câncer. Anualmente são realizados 3.000 atendimentos, dentre eles quimioterapia, consultas, procedimentos ambulatoriais, cirurgias, transplantes de medula óssea e outros.

A instituição é referência paro o tratamento de câncer infantil, pois tenta transformar o espaço em um lugar mais aconchegante para as crianças e adolescentes com a Brinquedoteca Terapêutica Senninha, onde se pode brincar, jogar vídeo game e pintar, e ainda ter atividades lúdicas.

E semanalmente os pacientes recebem a visita de palhaços e contadores de histórias. E tem ainda a presença do Joe Spencer, que é um cachorro Golden Retriever – voluntário no hospital, e que a partir do Projeto AmiCão, Joe tem direito a crachá e horário de trabalho.

Isso mesmo. Conheça melhor um pouco da história!

Terapia canina

Muito comum nos Estados Unidos é a presença de cachorros em hospitais que visitam os pacientes. No Brasil ainda não é permitido a presença de animais nos hospitais, salvo algumas ocasiões onde os animais fazem parte de um tratamento e assim auxiliam os internados.

Um deles é a Instituição GRAACC, que conta com a presença de Joe Spencer Wood Gold, que começou aos seis meses no ano de 2004 e está até hoje. Sua presença já é marcante e as crianças simplesmente são apaixonadas pelo Joe. Quando ele não vem, muitas delas perguntam aos funcionários porque sentem falta dele.

projeto AmiCãoEle é o único cachorro que frequenta a instituição, mas já é um membro do GRAACC. Existem diversas pesquisas comprovando em como este animal pode ser um grande auxiliador para o tratamento de diversas doenças, tanto que ele é conhecido como amigocão.

Os animais ajudando no tratamento

Em momentos de tristeza, um carinho pode vir até de um animal de estimação. Seja ele cachorro, gato, pássaro. Prova disso é o resultado de um estudo publicado no American Journal of Cardiology, dos Estados Unidos (EUA), que apontou que o convívio com animais ajuda a controlar o estresse, diminui a pressão arterial e reduz o risco de problemas cardiovasculares.

Os estudos além de apontarem os benefícios físicos, apontam também os mentais, que segundo estas pesquisas proporcionam bem-estar e ainda com o convívio diário ocorre a liberação de diferentes hormônios como endorfina, dopamina, prolactina e oxitocina.

Adote um bichinho

Se nos hospitais e instituições eles ainda não são a grande maioria, mesmo que poucos já são possíveis perceber a diferença, para a vida de muitas pessoas eles transformam e assim acabam se tornando um membro da família.

Já está mais do que comprovado que eles fazem bem a nossa saúde física e mental. Se você tiver a oportunidade adote um bichinho, faça-se valer da companhia dele. Você aprende e o amor recebido por ele é imenso. Pesquisas ainda apontam que os cachorros podem ajudar no tratamento da depressão. Nada mal né? E parabéns para o Graacc e pelo Joe! As crianças e os adolescentes agradecem!


  • Artigo escrito por Angélica Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras 

Créditos de imagem Golden Retriever – Projeto AmiCão

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]