Convivendo

Quer dar um grande presente para uma criança? Não fale mal dos seus pais

Pais e filhos andando na calçada de mãos dadas
Emma Bauso/Pexels
Fátima Cardoso
Escrito por Fátima Cardoso

Para ter filhos, é necessário que uma mulher e um homem tenham relação sexual, mas não é necessário que sejam dois seres humanos perfeitos. Afinal, o homem e a mulher tornam-se pais não porque são bons ou ruins mas porque o espermatozoide e o óvulo se unem. Até mesmo porque os seres humanos que vivem no planeta Terra estão evoluindo por meio da interação com outros seres da mesma espécie e ainda de espécies diferentes, assim entendemos que, se estamos evoluindo como seres humanos, ainda não somos perfeitos.

Mesmo conscientes da imperfeição enquanto humanos, podemos até admitir que nossos familiares, em especial nossos pais, não atenderam as nossas expectativas, “cometeram falhas conosco” – mesmo fazendo o melhor que sabiam –, mas é comum nos sentirmos desconfortáveis quando outra pessoa cita os “erros” dos nossos pais. É mais ou menos assim: “Eu posso falar mal dos meus pais, mas você não pode falar mal deles”. O ato de falar mal dos pais de uma pessoa se torna ainda mais prejudicial quando essa pessoa é uma criança e quando maliciosamente é implantada na mente dessa criança uma imagem negativa dos seus pais ou de um deles. Ouvi alguns relatos de crianças, como:

8 anos – Eu me sinto muito sozinho, então eu queria ter uma foto do meu pai no meu quarto, mas minha mãe não deixa, ela fala que não quer ver foto daquele vagabundo, e eu fico triste.

6 anos – Minha vó fica falando mal da minha mãe e do meu pai, e eu não gosto.

Quando eu tinha 11 anos, meus pais se separaram, e meu pai me instruiu para falar mentiras sobre minha mãe, ele só falava mal dela, hoje eu me sinto culpada e me arrependo muito.

Criança segurando dedo de um adulto
Pixabay/Pexels

9 anos – Quando eu choro, porque às vezes eu caio e me machuco, eu choro muito, meu pai fala para eu parar de chorar, senão eu fico parecendo mulherzinha, igual à minha mãe. Minha mãe não gosta quando ele fala isso, eles brigam e eu fico triste e não consigo parar de chorar.

10 anos – Minha mãe fala que vai se separar do meu pai, porque ele não presta, aí eu fico com medo.

Vale lembrar que num relacionamento que é formado por duas pessoas diferentes e em evolução, logo divergências existirão, mas é preciso aprender a lidar com elas, quer estejam juntos ou tenham se separado. Porém inúmeras vezes os adultos não conseguem resolver suas divergências de forma harmoniosa e colocam os filhos no meio desse cabo de guerra, usando-os para alimentar desejos de vingança contra o parceiro ou ex-parceiro.

Manipular sentimentos e comportamentos das crianças, que são a parte mais frágil de qualquer relação, pode acarretar muitas cicatrizes, como interrupções no desenvolvimento cerebral, depressão, ansiedade, agressividade, distúrbios do sono, dificuldade de estabelecer vínculos afetivos, entre outras.

Você também pode gostar

Quer dar um grande presente a seus filhos, que terá efeito pela vida toda? Não fale mal do pai ou da mãe deles. Lidem com seus dilemas de casal com maturidade, sem envolver as crianças. Busquem ajuda para viver harmoniosamente como casal ou para promoverem a separação sem precisar entrar em guerra com o ex-parceiro, assim as crianças se tornarão adultos mais saudáveis

Se a boca fala daquilo que o coração está cheio, busque limpar suas feridas emocionais para se sentir mais leve, não há mais a necessidade de falar mal de qualquer outra pessoa, que assim como você também está no processo evolutivo.

A minha criança interior saúda a sua criança interior. Feliz Dia das Crianças!

Sobre o autor

Fátima Cardoso

Fátima Cardoso

Fátima Cardoso é facilitadora de Cinesiologia Especializada pela escola Three in One Concepts. Facilitadora em Cinesiologia Quântica pela Conexão Harmônica, Massoterapia e Reflexologia pelo Senac, e também Reiki e Metafísica da saúde. Facilitadora de Constelação Sistêmica Familiar presencial e online. Além disso, fez participações no programa Kabballah Egípcia na Rádio Mundial.

E-mail: [email protected]
E-mail: [email protected]
Cel: 11 9 8122-7920
Facebook: Terapeuta Fátima Cardoso
Site: facilitadorafatimacardoso.com.br

Locais de atendimento:
São Paulo - (11) 98122-7920
Diadema - (11) 4054-3508
Santo André - ((11) 4972-0003
Campinas - (19) 9 8138-9669