Autoconhecimento

Solitude, sobre a beleza da sua própria companhia

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Tem gente que se arrepia só de pensar em ficar sozinho. Quem pensa assim nem cogita existir algo bom em se afastar e ficar quietinho no seu canto. Para fugir desse “castigo” chamado solidão, algumas pessoas embarcam em barcas furadas, falsas amizades e relacionamentos amorosos fracassados só para falar que estão acompanhadas e acabam corroídas exatamente por aquilo que elas tanto temiam. Mas, o que podemos aprender quando estamos a sós? Vem com a gente descobrir o que é solitude e porque você é a sua melhor companhia.

Diferença entre solidão e solitude

A solidão é o sentimento de pesar por estar sozinho. Solitude, termo pouco conhecido é a “glória de estar sozinho”, segundo definição do teólogo alemão Paul Tillich.

A solitude é um ato de coragem neste mundo que valoriza as multidões. Você precisa ser forte para desafiar o senso comum e reservar um tempo para ficar em silêncio e curtir sua própria companhia.

Quem descobre a beleza da solitude sabe que ela permite um mergulho profundo na alma. Nesta viagem você vê onde está errando, assume um compromisso consigo para se desenvolver e descobre que está cheio de qualidades escondidas. Quem embarca nesta jornada rumo ao autoconhecimento, experimenta a real liberdade vivenciada apenas pelos corajosos.

Quem aproveita sua própria companhia sabe o que quer da vida. Aproveite os momentos com você mesmo para repensar e trazer de volta os sonhos e projetos que ficaram pelo caminho. Que tal pensar naquela viagem ou naquele curso? Trace estratégias de como realizar esses sonhos. Deixa de viver aquele que perdeu a capacidade de sonhar, lembre-se sempre disso.

Como curtir os momentos com você mesmo?

Como diz o filósofo alemão Schopenhauer: “Um homem pode ser ele mesmo apenas se está sozinho; e se ele não ama a solitude, ele não vai amar a liberdade; pois é apenas quando ele está sozinho que pode ser verdadeiramente livre”. E para aproveitar esses momentos, você pode:

  • Sente-se confortavelmente no chão, ou sobre uma almofada;
  • Desligue o celular;
  • Feche os olhos, respire lenta e profundamente e expulse o que há de ruim;
  • Concentre-se em seus sonhos e planos e mantenha-se focado o tempo que conseguir.

Outras dicas:

  • Leia o que você mais gosta e inclua na leitura textos sobre autoconhecimento;
  • Mexa com plantas, cozinhe ou dedique-se a alguma atividade artística;
  • Vá a praças, parques e, se morar no litoral, caminhe na areia.

Durma com esse pensamento

“A solitude é muito positiva, é uma presença, transbordante. Sente-se tão pleno de vida aquele que pode preencher o universo inteiro com a sua presença, e não há necessidade de alguém…”, Osho, líder religioso indiano.

Veja uma história real de como ser sua melhor companhia.


Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]