Blog do Editor

Sua felicidade é de quem?

felicidade
Olá!

Pensando aqui que toda vez que colocamos nossa felicidade nas mãos de outra pessoa, de um trabalho, de um corpo perfeito, estamos deixando nossa felicidade sob guarda e cuidados dos outros, né?

Ocorre que, assim como nós, tudo é energia, tudo é livre e pode querer ir embora, por participação nossa ou não. Às vezes, um ciclo simplesmente se encerra e está tudo certo com isso, mas, nesse caso, a nossa felicidade vai junto?

Hmmmm… pensando…

Quem tem culpa de não nos amarmos, de não sabermos cuidar de nós mesmos, de não buscarmos nosso próprio amor, bem-estar e nossa paz? Eu mesma respondo: ninguém.

Depender de algo externo para ser feliz é a maior roubada de todas. Não são as pessoas que nos decepcionam. Somos nós quem criamos expectativas sobre elas e esperamos que atendam as nossas carências.

felicidade

E vamos combinar que é um peso muito grande para o outro essa obrigação de nos fazer felizes. E para nós também. Ser responsável pela felicidade de alguém é carga pesadíssima! Eu tenho que fazer fulano feliz? Alguém tem a obrigação de me fazer feliz? Isso acaba mal. Pesa.

Já pensei assim também. Hoje, não mais.

Sei que cada um sabe o que nos faz felizes, e já é tarefa grande e nobre demais conseguirmos encontrar a nossa própria felicidade. O que funciona, e é muito gratificante, é sermos felizes por nós mesmos, fazendo coisas bacanas das quais nos orgulhamos e sentimos um calorzinho no coração. Ser útil, amar sem esperar troca, paz de espírito pela conexão com o Todo e estar entregue ao fluxo da existência, isso sim acaba bem.

Exige trabalho, sim, porque é uma mudança de paradigma da tal busca pela metade da laranja, pelo pé de chinelo e pela tampa da panela, mas é libertador. Ser feliz, independentemente do que é ilusório e, portanto, pode acabar a qualquer momento, é a chave de tudo!

Hoje a minha felicidade pertence a mim e posso partilhá-la com quem eu quiser, sem cobranças e sem melindres. Ou posso ficar muito bem aninhada com ela sozinha também!

Somos livres! Oba!

Com amor,

Sobre o autor

Monica Marchese Damini

Monica Marchese Damini

Psicanalista Clínica e Editora do Eu Sem Fronteiras

Em certa altura da vida, senti o chamado para descobrir o que havia além da rotina, da vida material, do físico. Foram muitos os caminhos trilhados, muito estudo, muitas vivências e descobertas, muitos desafios, vários mestres. Gratidão a cada um deles.

Autoconhecimento, espiritualidade, física quântica, o universo, yoga, budismo, doutrinas, meditação, retiros, silêncio, corpo, mente, alma, o Ser, o Amor Maior.

Ser livre do mundo externo, do sofrimento de Maya, a ilusão.

Torna-se co-criador da própria realidade.

Colocar em prática o Dharma, o dom e recursos recebidos em prol da sociedade, privilegiar o Todo, trabalhar, estudar, compartilhar, amar, evoluir, sem apego ou aversão.

Despertar para o Divino em cada um de nós. Aprender a enxergar o Ego e deixar que ele apenas trabalhe a favor dos propósitos do Todo, aprender a praticar o desapego e a aceitação… tem que buscar, tem que querer, e eu quero!

Assim como eu, muitos estão nessa jornada, e com este propósito de nos juntar, criamos o Eu Sem Fronteiras, projeto amoroso de compartilhamento e ponte entre quem quer dar e quem busca receber todo tipo de informação e conhecimento, livre de dogmas, julgamentos e crenças, para que cada leitor aproveite o que desejar em cada momento de sua vida.

Transformar conhecimento em sabedoria.

Trabalhoso, mas tem muita gente vibrando na mesma sintonia e disposta a compartilhar o que sabe, e nessa nova era onde o coletivo impera sobre o individual, conseguimos uma equipe linda de profissionais em sinergia com nosso projeto para juntar todo o bem e todo o bom aqui neste portal.

Aprender a perdoar, se perdoar, nos libertar de sentimentos negativos, mágoas, culpas e tudo que gera padrão negativo. Há muitas formas e ferramentas, mas precisa trabalho e enfrentamento.

Quanto maior a massa crítica vibrando positivamente no amor universal, mais rápida a transformação deste planeta.

Queremos participar!

Contato:
E-mail: [email protected]
Facebook: Monica Marchese Damini
Instagram: @monicadamini