Aromaterapia

Tudo o que você precisa saber sobre o difusor de aromas

Imaegm de um difusor de aroas ultrassônico nas cores cinza e azul.
Devanath / Pixabay
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Já imaginou chegar em casa e se deparar com aromas agradáveis que lhe proporcionam prazer? Sabe como você pode conquistar esse quase presente diário? Com um difusor de aromas! Não sei se você sabe, mas as fragrâncias têm a capacidade de “tocar” as nossas emoções, propiciando-nos uma certa tranquilidade, dando ânimo ou até mesmo fazendo-nos relembrar boas memórias.

Difusores de aromas são comumente utilizados em sessões de aromaterapia – um tipo de terapia que utiliza fragrâncias para promover bem-estar –, mas, com o sucesso que adquiriram no decorrer do tempo, eles conquistaram o coração de muitas pessoas que gostam de ser envolvidas por aromas em suas próprias casas. Muito além de perfumar um ambiente, uma fragrância posta em um difusor de aromas pode proporcionar inúmeros benefícios à saúde física e mental. Continue lendo o artigo e tire todas as suas dúvidas sobre os diversos tipos de difusores de aromas!

O que é um difusor de aromas?

De forma geral, um difusor de aromas é um dispositivo ou utensílio que libera aromas em um determinado ambiente a partir de essências, óleos ou varetas – tudo dependerá do tipo de difusor utilizado.

Como usar o difusor?

Como citado anteriormente, existem diversos tipos de difusores, e para cada um há uma forma específica de uso. Confira cinco exemplos a seguir:

1. Varetas: o difusor de aromas varetas é um tipo bem simples de difusor. Ele é mais indicado para enfeitar e aromatizar ambientes de uma forma mais sutil, porém com efeitos prolongados. A evaporação dos aromas desse difusor acontece a partir do álcool contido na composição da essência, que é onde as varetas ficam relativamente imersas. Extremamente prática, a opção com varetas é supersimples de ser utilizada: você colocará as varetas em contato com o líquido, que comumente fica em um recipiente fechado – sua única tarefa será periodicamente inverter a posição delas.

2. Difusor de vela: muito mais antigas e comuns, as velas também fazem parte de difusores de aromas! O difusor em vela costuma ser feito de cerâmica ou barro, e produz os aromas a partir do aquecimento da vela em sua base. Essa é uma opção bem simples: você compra o difusor, uma vela de sua preferência e a essência. Depois coloca a fragrância na base e acende a vela. Além de perfumar o ambiente, a chama da vela também proporciona um clima mais relaxante.

3. Difusor elétrico: considerado um dos difusores mais práticos, o difusor elétrico é o preferido de muitas pessoas! Para utilizá-lo, você precisa somente adicionar de 7 a 14 gotas de óleo essencial no local indicado e plugá-lo em alguma tomada. Mas é preciso saber que não é por ser elétrico que ele aumentará o valor da sua conta de luz! Difusores elétricos são extremamente baratos, compactos e consomem pouca energia. A difusão do aroma ocorre a partir do calor fornecido pela eletricidade.

Eles são ideais para todos os tipos de ambiente, mas possuem uma pequena desvantagem: os óleos evaporam rapidamente – o que significa que o ambiente ficará extremamente perfumado, mas também que a essência deverá ser reposta em um determinado período de tempo (aproximadamente a cada 4 horas).

Imagem de  um lindo difusor de aromas e ao lado dele vários vidros com tipos diferentes de essências.
CK Kahlon / Pixabay

4. Difusor ultrassônico: esse tipo é um dos melhores modelos existentes na atualidade, mas também é um dos mais caros do mercado. O difusor ultrassônico não precisa de calor para evaporar os aromas. Por isso, ele mantém todas as propriedades do óleo essencial, fazendo, assim, com que você consiga aproveitar todos os benefícios que ele pode promover.

Ele funciona da seguinte forma: você mistura o óleo essencial na água, coloca no local indicado, e essa mistura passará por algumas vibrações. Assim, além de ser um difusor, ele também se torna um purificador e umidificador de ambientes.

5. Difusor pessoal: essa é uma opção para carregar na bolsa, no bolso ou em um colar! O difusor pessoal consiste em um pequeno recipiente feito para comportar poucas gotas de algum tipo de óleo essencial. Geralmente é usado como colares, mas também pode ser guardado em outros lugares.

Qual melhor difusor de aromas?

Na hora de escolher um difusor de aromas, você pode se questionar: qual é a melhor opção? Saiba que tudo depende do seu objetivo! Como foi dito aqui, alguns são propícios para ambientes menores, outros para lugares maiores, alguns são mais caros… tudo depende!

Se a sua intenção é um difusor para perfumar um ambiente pequeno, que lhe proporcione tranquilidade e que seja de bom custo-benefício, opte pelo difusor em vela! Se o seu desejo for manter a sua casa sempre perfumada, sem se preocupar com reposições ou em ficar observando o seu difusor, aposte no de varetas! Se você busca por praticidade e rapidez, o elétrico é perfeito! Mas, se você quer uma opção mais completa, quer aproveitar todas as propriedades dos óleos escolhidos e não se importa em gastar um pouco mais, compre o difusor ultrassônico! E, claro, se você quiser carregar os aromas com você, compre o difusor pessoal!

Imagem de vários tipos de essencias em seus vidrinhos e ao lado um moderno difusor.
Jill Wellington / Pixabay

Quais as melhores essências para o difusor de aromas?

A escolha das essências varia muito conforme o seu objetivo e com o ambiente em que você deseja usar o difusor. A primeira coisa que você deve fazer é decidir o ambiente a ser aromatizado; em seguida, buscar pelas essências que podem lhe proporcionar as sensações desejadas. Confira algumas dicas de essências a partir da escolha de ambientes!

Sala: a sala é um ambiente que promove a tranquilidade e o aconchego. É o local que costuma ser o destino após um longo dia de trabalho: assim que chegamos em casa, nos sentamos no sofá para relaxar! Por isso, é válido optar por aromas mais relaxantes, que nos remetam a boas memórias, como baunilha, lavanda ou menta.

Cozinha: a cozinha é um ambiente que não pode de forma alguma ser aromatizado com perfumes muito fortes. As melhores opções são as essências que remetam à comida, afinal, é na cozinha que você prepara seus alimentos e, por muitas vezes, faz algumas refeições. Por isso, óleos essenciais cítricos podem proporcionar boas vibrações ao ambiente, assim como os de chocolate ou de canela, por exemplo.

Imagem de um difusor de aromas feito em madeira.
Anke Sundermeier / Pixabay

Quarto: ambiente de relaxamento e descanso, precisa de aromas que promovam bem-estar e aconchego. Óleos com essências amadeiradas, de jasmim e de lavanda são opções perfeitas! Se, por acaso, o quarto for de uma criança, opte por essências de frutas!

Banheiro: banheiro é um ambiente que precisa exalar limpeza! Essências de pinheiro, de jasmim e de outras flores são as melhores opções!

Escritório: há quem tenha um escritório ou trabalhe em casa! Para um ambiente de trabalho, são indicadas essências com aromas cítricos, como laranja e limão, que auxiliam na concentração e na diminuição do estresse.

Você também pode gostar

Pronto! Você já sabe tudo sobre os difusores de aroma, e agora com certeza será mais fácil escolher qual é a melhor opção para o seu ambiente! Se quiser, compartilhe com os seus amigos e fomente neles a vontade de aromatizar a casa para relaxar e sentir boas sensações provenientes de essências específicas!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]