Aromaterapia Comportamento

Óleos essenciais — Conheça o poder da aromaterapia!

Imagem de um pequeno frasco de vidro contendo óleo essencial. Ele está disposto em um pires branco de porcelana sobre uma mesa decoarada com flores e cristais azul.
Marina Pershina / Pixabay
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Na China e no Egito, durante a Antiguidade, era comum buscar remédios, alimentos e utensílios na natureza. Usando os cinco sentidos, essas civilizações descobriram que poderiam produzir óleos essenciais a partir do manuseio de plantas que liberavam aromas naturalmente. Assim, era possível desenvolver pomadas, remédios e até mesmo cosméticos.

Desde então, os óleos essenciais têm sido utilizados no mundo inteiro, com diversos propósitos. Eles podem trazer relaxamento, concentração, clareza de pensamentos e alívio de alguns tipos de dores, por exemplo, apenas usando o poder das ervas aromáticas naturais.

Por se tratar de produtos que não são elaborados na indústria farmacêutica, com componentes químicos, muitas pessoas duvidam da sua eficácia. Porém pesquisas científicas provam o contrário. Pela Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (FAPESP), por exemplo, há mais de 400 estudos sobre o tema.

Mesmo sendo uma área que ainda precisa de mais estudos e mais testes em todo o mundo, os óleos essenciais já são vistos com outros olhos pela comunidade científica e pelas pessoas. É possível resgatar o conhecimento ancestral para melhorar nossa qualidade de vida, de uma maneira gentil e delicada.

Imagem de vários frascos de vidro de formatos diferentes contendo óleo essencial. Eles estão sobre um pedaço de juta decorado com um laço de fita na cor vermelho.
Monicore / Pixabay

Para que servem os óleos essenciais?

Os óleos essenciais podem ser utilizados para inúmeros fins. O primeiro deles é a atenuação de dores no corpo, como cólicas menstruais, dores de cabeça e alguns tipos de dor muscular. Além disso, podem ser empregados para promover relaxamento e concentração, seja para dormir melhor, seja para trabalhar com mais foco.

É comum utilizar os óleos essenciais para aumentar a própria conexão com a natureza, sendo um ingrediente importante em meditações e em processos de limpeza energética. Nesse sentido, esses produtos podem levar ao bem-estar físico e emocional.

Pense sobre as vezes em que você tomou um chá de hortelã para aliviar uma dor de estômago, ou quando sentiu um perfume de lavanda, bebeu um chá de camomila e imediatamente se sentiu mais em paz. Esse é o poder dos aromas sobre o corpo de uma pessoa, incorporado pelos óleos essenciais!

Imagem de dois frascos de vidro marrom contendo óleo essencial. Eles estão dispostos sobre uma mesa de madeira decorada com pétalas de rosas na cor rosa.
Monicore / Pixabay

O que é aromaterapia?

A aromaterapia é uma forma de terapia baseada na estimulação de regiões do cérebro a partir das moléculas de perfume que os óleos essenciais liberam. Em outras palavras, é um método de cura promovido pelo aroma de um ingrediente natural, como plantas e ervas aromáticas.

Diferentemente do que muitas pessoas imaginam, a aromaterapia não deve ser realizada sem orientação médica. Por mais que sejam utilizados ingredientes naturais na composição de cada óleo, é importante verificar se eles causam alergia no seu organismo e quais são os melhores óleos para o seu caso.

Com a orientação correta, a aromaterapia pode trazer muitos benefícios. Inclusive existem misturas de óleos essenciais que podem ser indicadas por profissionais, criando um produto personalizado para cada paciente, com mais chances de atender ao que eles buscam.

Imagem com lindas flores nas cores roxa e branca com miolo amarelo. Ao lado um pequeno frasco de vidro contendo óleo essencial.
Marina Pershina / Pixabay

Quais são os benefícios dos óleos essenciais?

Os óleos essenciais são uma ferramenta de conexão entre o corpo e a mente, além de promoverem bem-estar físico e mental. A partir da ativação de determinadas regiões do cérebro, é possível promover diferentes sensações, que podem ser percebidas facilmente.

Entre elas, estão a sensação de tranquilidade, o estímulo da criatividade, o desenvolvimento da atenção, a redução da sensação de medo e ansiedade, o estímulo da positividade e dos bons sentimentos e o alívio de dores localizadas no corpo.

No entanto, para que eles tragam os efeitos que você imagina, é essencial procurar auxílio médico. Assim você saberá identificar a causa das sensações que está tendo e poderá tratar a origem de cada uma, não só esses sintomas.

Imagem de um pequeno frasco de vidro contendo óleo essencial. Ao lado dele um pedaço de kiwi cortado em rodela.
Marina Pershina / Pixabay

Como utilizar os óleos essenciais?

Antes de começar a usar os óleos essenciais de maneira indiscriminada, você deve realizar uma consulta médica para identificar o que está acontecendo com seu corpo e sua mente. Com esse mapeamento, será mais simples e mais objetivo escolher os óleos essenciais que devem ser aplicados no seu caso.

É importante observar que nem todos os óleos essenciais podem ser aplicados diretamente na pele, principalmente se você tiver alergia aos componentes de algum deles. Leia as contraindicações de cada um e conheça seus efeitos adversos. Porém, na maioria dos casos, eles podem ser utilizados das seguintes maneiras: com massagens, com difusores, com inalação ou espalhando diretamente nos punhos.

No caso das massagens, algumas gotas do óleo devem ser espalhadas nas mãos de quem irá massagear o corpo. Mesmo uma pouca quantidade de produto já é suficiente. Em difusores – objetos próprios para espalhar óleo essencial em um cômodo –, você deposita o óleo que será liberado para o ambiente. A inalação é feita a partir do frasco ou de um pedaço de algodão embebido com algumas gotas do óleo, que não devem encostar no nariz.

Imagem de uma linda flor nas cores laranja e branco. Ao lado dela um pequeno vidro contendo óleo essencial.
Marina Pershina / Pixabay

Principais óleos essenciais e seus usos

A seguir, você irá conhecer os principais óleos essenciais e os benefícios que eles trazem. Como foi dito anteriormente, é preciso procurar auxílio médico para saber qual é a melhor maneira de usar cada um deles. Caso você tenha alergia a algum componente, por exemplo, a sua forma de uso será diferente da de outras pessoas. Não siga conselhos quando o assunto é saúde. O que funcionou para o seu amigo pode não funcionar para você.

1) Óleo essencial de lavanda

Produzido a partir das flores de lavanda, esse óleo essencial é um conhecido calmante. Ele pode ser utilizado para amenizar a ansiedade, para trazer uma sensação de relaxamento e para combater a insônia. Também pode auxiliar no combate aos problemas respiratórios. Muitas pessoas o utilizam em difusores, para criar um ambiente aconchegante.

2) Óleo essencial de bergamota

Elaborado com a casca da bergamota – também conhecida como mexerica ou tangerina –, esse óleo essencial é ideal para quem vive situações de muito estresse. Doenças como depressão e ansiedade, que podem ser desencadeadas por esse cenário, também podem ser aliviadas com o óleo. Ele também auxilia no processo de digestão e na melhoria de infecções de pele.

3) Óleo essencial de limão

Feito com a casca do limão, esse óleo essencial pode trazer muitos benefícios para quem precisa se concentrar melhor, controlar o estresse com mais eficiência e aliviar dores de cabeça ou sintomas de baixa imunidade. Esse produto também pode trazer mais energia para quem o utiliza.

4) Óleo essencial de hortelã

Produzido com folhas de hortelã, esse óleo essencial é um transformador do sistema respiratório e do sistema digestório. Combatendo a obstrução nasal, a má digestão e o mau hálito, o óleo essencial de hortelã ainda pode acalmar as emoções e promover mais concentração. Outra vantagem do produto é a melhoria do aspecto dos cabelos e da pele.

Imagem de um pote de vidro transparente contendo óleo essencial de lavanda. Sobre ele um ramo de lavanda decorado com uma fita na cor roxa.
Devanath / Pixabay

5) Óleo essencial de capim-limão

O óleo essencial de capim-limão é elaborado a partir da planta homônima e traz uma série de benefícios, tanto para a saúde física quanto para a saúde mental. No que diz respeito ao corpo, ele pode prevenir inflamações e infecções, auxiliar na digestão e estimular o fluxo sanguíneo. Na mente, ele tem a capacidade de aliviar a fadiga, trazer uma sensação de paz e afastar a negatividade.

6) Óleo essencial de cedro

Desenvolvido a partir da casca da árvore de cedro, esse óleo essencial é um importante fortalecedor físico e mental. Conferindo autoconfiança e segurança, ele pode melhorar consideravelmente a capacidade que uma pessoa tem de superar problemas. Na saúde física, pode fortalecer os cabelos e amenizar a acne.

7) Óleo essencial de patchouli

Extraído da planta patchouli, esse óleo essencial pode funcionar como repelente, fungicida, anti-inflamatório, afrodisíaco, cicatrizante e sedativo. Com um perfume amadeirado, ele ainda pode reduzir os sintomas da depressão, trazendo sensação de bem-estar e fortalecimento de todo o sistema imunológico.

8) Óleo essencial de ylang-ylang

Muito utilizado em cosméticos pelo perfume adocicado, o óleo essencial de ylang-ylang é produzido a partir da planta de mesmo nome. Na aromaterapia, ele é frequentemente indicado para melhorar o humor de uma pessoa, aliviando a ansiedade e a depressão. Além disso, contribui para a redução do crescimento de pelos no corpo.

9) Óleo essencial de vetiver

Produzido a partir da planta vetiver, esse óleo essencial tem um benefício um pouco incomum. Ele é capaz de afastar carrapatos, o que é ideal para quem frequenta regiões rurais. O óleo essencial de vetiver também melhora a atenção e apresenta antioxidantes na composição do produto.

10) Óleo essencial de laranja

Feito a partir da casca de laranja, esse óleo essencial é conhecido por trazer muita alegria para quem o utiliza. Combatendo energias negativas, estresse, depressão e ansiedade, ele ainda fortalece a imunidade e auxilia na manutenção do bem-estar físico.

Imagem de um pequeno frasco de vidro contendo óleo essencial. Ao lado dele um ramo de flores pequenas na cor azul e roxo.
Marina Pershina / Pixabay

Você também pode gostar

Os óleos essenciais, quando utilizados corretamente e indicados por profissionais, podem melhorar consideravelmente o nosso bem-estar, sobretudo se forem atrelados a outros tipos de tratamento. A natureza pode nos fornecer uma série de benefícios se formos capazes de identificar aquilo de que precisamos e o que queremos para a nossa saúde.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]