Convivendo

Uma Carta para Hannah

Pessoa escrevendo uma carta
John-Mark Smith/Pexels
Angela Regina Lazzari

Esta carta foi escrita há exatamente três anos, mais precisamente no dia 19 de maio de 2017. Foi escrita por mim, num momento em que a única coisa que eu possuía em mim se chamava gratidão!

Só agora, relendo o texto, passei a compreender o que esta carta significaria, depois de tanto tempo. E é incrível como durante esse longo percurso tomei consciência de tantas coisas maravilhosas que me aconteceram e que ainda estão acontecendo. Hoje, mais do que nunca, posso dizer a você que está lendo isto, neste momento, que não foi apenas o acaso, mas uma comunicação profunda que lá atrás tive com o Alto e continuo tendo. Pode acreditar, as coisas sempre se encaixam, mesmo que a princípio não consigamos entender. Quero que você saiba que, do meu mais profundo ser, com muito carinho, desejo que você nunca se esqueça de você, por inteiro(a). Tenha apreço pelo que você é, por tudo o que você vem lutando e por tudo em que você tem acreditado. Você vale a pena, em todos os sentidos. Não entre em pânico: se sentir medo, é natural, faz parte, mas continue a caminhar mesmo assim.

Dentre todas as infinitas possibilidades que o universo nos concede, você está inserido nelas. Tenha calma, paciência e confiança. As peças encaixam-se sempre.

Hannah sou eu, que sempre acreditei e acreditarei na força maravilhosa que todo ser humano tem dentro de si!

Mulher escrevendo em um caderno e segurando uma caneca
Lisa Fotios/Pexels

“Doce Hannah,

Já faz um bom tempo que não nos falamos. Por vezes a vida torna-se cruel e sem sentido e acabamos por nos afastar daqueles por quem temos profundo apreço e enorme consideração. Eu espero que, quando tomar ciência destas poucas linhas, tu estejas bem e em paz, onde quer que seja. Quando decidi escrever-te, fui até a minha velha escrivaninha empoeirada e encontrei o antigo tinteiro e a corroída pena, com os quais tu brincavas de escrever poesias e davas os primeiros rabiscos, que eu sempre admirei. E o tempo voltou como num filme em câmera lenta. Relembrei de quantas vezes eu te via sentada no banco do jardim, olhando o céu, com os teus lindos olhos brilhantes, sorrindo. Era mesmo um encanto ver-te assim, com os cabelos esvoaçando e a tua voz meiga, convidando os passarinhos para conversarem contigo. Não me recordo de tudo. São imagens rápidas que atravessam a minha memória, mas que me dão a nítida certeza, neste tempo de agora, de que construíste dentro de mim, com beleza e amor, o ser humano que hoje sou. Quando partiste, em busca da sublime Verdade, eu não me entristeci. Eu soube reconhecer, mesmo com um pouco de dificuldade, que partidas não existem. Tampouco separações. Talvez o que exista seja apenas uma continuidade daquilo que somos e que vai além da nossa compreensão. Mas no fundo do nosso íntimo temos a certeza de que essa continuidade traz à nossa alma um grande aprendizado, como nos traz também a capacidade de sentirmos com profundidade que tudo o que acontece é exatamente para o nosso bem. Hoje consigo ver nitidamente como tu foste importante em minha jornada. Doce Hannah, tu viverás sempre dentro de mim e farás parte eterna da minha história. Tu partiste nas nuvens, mas eu continuarei essa história tão bonita que não teria tido início, se não fosse o tempo que dividimos juntas. Antes de findar estas poucas linhas, quero que tu saibas que a ETERNIDADE e a REDENÇÃO serão dois vocábulos que caminharão sempre junto comigo, de mãos dadas como dois irmãos, que nunca se separarão. A REDENÇÃO, porque através dela tu me ensinaste a redimir-me. A ETERNIDADE, porque ela faz com que tu e eu sejamos uma única essência, neste universo cheio de estrelas que brilham e que me fazem recordar da tua alma etérea e cheia de luz. Agradeço-te, Hannah. Sempre serei grata pela tua ETERNA presença, bem aqui, dentro do meu peito. Com o mais puro afeto, Angela”.

Você também pode gostar

E por favor nunca se esqueça: mesmo que tudo esteja no mais profundo silêncio ao seu redor, o movimento das suas concretizações já está FEITO.

Gratidão por você ter lido!

Paz e Luz!

Sobre o autor

Angela Regina Lazzari

Angela Regina Lazzari

Tenho 56 anos e desde que me reconheço como ser pensamente, interesso-me imensamente por assuntos espirituais, cabalísticos e tantos outros que me fazem progredir e ser um pouco melhor a cada dia.

Dentro desse meu conhecimento, que acredito não ser ainda tão vasto, mas que está fluindo e caminhando, procuro passar para as pessoas que conheço tudo aquilo que retiro e sinto de bom em mim, quando abordo diversos temas de desenvolvimento pessoal.

Não sou jornalista, não sou coaching, sou formada em Licenciatura e Bacharelado em Letras e Secretariado Executivo e sou poeta (já publiquei um livro,apenas de gosto pessoal que não foi comercializado).

Email: [email protected]