Autoconhecimento Comportamento

Valentia, bravura, coragem qualidades de corações nobres

Mulher sentada em balanço no alto de uma montanha
SonerCdem / Getty Images Pro / Canva
Escrito por Anna Maria Oliveira

Coragem, do latim coraticum, significa a bravura que vem de um coração forte. Habilidade de ser e estar na vida, nasce do autoconhecimento e da capacidade de lidar com situações adversas de maneira resiliente.

A pessoa corajosa reconhece seu valor, pratica honestidade consigo mesma, diz a verdade sem acusar ou julgar, não espera aprovação dos outros, é sábia ao lidar com dificuldades pessoais e coletivas.

Sua comunicação é assertiva, demonstra alinhamento entre pensamentos, sentimentos, palavras e atitudes.

Nomeia suas emoções, não as coloca “embaixo do tapete”, pois sabe que não precisa provar nada para ninguém. Assim reconhece o que sente, porque sente o que vai fazer com seus sentimentos.

A pessoa corajosa sabe que vai encontrar resistências internas e externas à medida que avança em direção ao seu ideal.

Mulher sorrindo com óculos de sol na floresta
Andre Furtado / Pexels / Canva

Os desafios virão para testar sua coragem. O sabotador interno, o crítico interior trará crenças limitantes, criadas ao longo da vida, tentando levar o ser ao desânimo ou descrença em si.

Pessoas apreciadoras de competitividade surgiram para testar sua força e determinação, conflitos diversos podem surgir.

A partir do seu centro, que é o seu coração, de onde brota a coragem, alimentada pelo amor-próprio e pela clareza de quem você é de fato — e não o que as pessoas dizem que você é ou deveria ser —, a pessoa corajosa se ergue.

Coragem, portanto, não é sobre esmagar, com o próprio ego, os outros, as situações. A coragem não grita, não faz demonstrações “palcóticas” de sua bravura.

Atos de coragem invocam a bravura do coração, isto é, a confiança, a responsabilidade, a clareza mental e a sabedoria de que toda ação gera uma reação, portanto uma consequência, benéfica ou desastrosa para si, outros e meio ambiente.

Pessoa caminhando no parque
KristinaJovanovic / Getty Images Pro / Canva

O arquétipo da coragem demonstra profundo respeito por sua história de vida. Amor doador honra os saberes ancestrais, deseja a própria cura, trabalha pela cura de outras pessoas e do planeta.

Valentia, bravura e coragem são qualidades de corações nobres, de pessoas que desejam verdadeiramente viver sua essência divina, contribuindo para que o mundo material seja um lugar de experiências dignas para todas e todos.

Dicas para o fortalecimento da coragem:

  • Valorize sua jornada
  • Agradeça suas aprendizagens
  • Reconheça os desafios
  • Medite sobre suas habilidades e talentos
  • Expresse sua coragem com elegância da alma
  • Sinta mais
  • Escute mais
  • Contemple mais
  • Seja você, confie em você

Para finalizar, deixo uma sugestão de prática meditativa, publicada em outro artigo sobre coragem. Escolha um local confortável, música agradável e pratique. Depois conta para mim como foi a experiência.

Meditação Abraçando a Coragem

Mulher meditando.
Marilyn Nieves / Getty Images Signatures / Canva

Sente-se confortavelmente… Inspire e expire… Suave e profundamente… Relaxe o corpo…

Imagine um círculo de luz branca dourada… Bem suave e clara… Essa luz abraça você… Essa luz é a luz da coragem…

A coragem é suave, firme, clara e segura… A luz ilumina o seu coração, você sente o carinho, o acolhimento e o abraço da coragem envolvendo todo o seu ser…

Você sente a luz interior… Dizendo mentalmente… Eu sou corajosa…

Eu sinto a verdade e a força da coragem em todas as minhas células.

Essa luz branca dourada está sempre comigo… ela é parte de mim.

Inspire e expire, por mais alguns minutos, preste atenção na sua respiração, na energia e na vibração da coragem pulsando em você.

Lentamente, amorosamente, abra os olhos, alongue os braços e observe seu estado emocional.

Boas reflexões e experiências… desejo muito sucesso e fortalecimento da coragem.

Sobre o autor

Anna Maria Oliveira

Atuo como palestrante, consultora, professora formadora na abordagem meditação e yoga lúdico na educação, desenvolvida por mim. Graduada em cursos complementares, como arte contemporânea, xilogravura, educadora brincante, reiki tibetano, técnicas corporais ayurveda, instrutora de yoga na educação com crianças.

Vasta experiência em educação pública e no terceiro setor.

Realizo atendimento individualizado para profissionais da educação, utilizando a abordagem consultoria integrada experiencial.

Fundadora da Academia Confluência, escola de desenvolvimento humano para autogestão.

CONTATOS
E-mail: annaeduc@outlook.com
Site: academiaconfluencia.com.br
Facebook: academiaconfluencia
Instagram: @academiaconfluencia
Linkedin: Anna Maria de Oliveira