Autoconhecimento

3 coisas que você precisa parar de fazer para viver uma vida mais simples

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

“A vida é realmente simples. Nós é que insistimos em torná-la complicada.” Confucius

Este artigo é sobre alguns erros que tenho cometido.

Sobre alguns hábitos destrutivos que podem deixar a vida bastante confusa e infeliz. 

E o que podemos fazer para recompensar esses erros e hábitos com algo melhor.

Este artigo é sobre a descoberta da simplicidade, se você anda levando uma vida complicada demais.

1. Pare de pensar demais

Alguns hábitos e erros acontecem por ficarmos presos em pensamentos. Eu costumava fazer isso o tempo todo. E isso me levou à falta de análise das situações, à falta de ação e muito tempo e energia gastos em vão.

O que fazer:

Estabeleça prazos curtos.Quando você tem todo o tempo do mundo para pensar sobre algo, acaba gastando muito tempo para pensar em todas as variáveis. Eu descobri que estabelecer prazos curtos é realmente útil para isso, embora precise de um pouco de prática.

Então, para as pequenas decisões, como: “Deveria ir lavar a louça ou trabalhar?” Me dou 30 segundos para chegar a uma conclusão.

Para decisões mais complexas que, no passado, me renderiam dias ou semanas de pensamento, eu me dou 30 minutos ou até o fim do dia.

Diga “pare” para as situações que você sabe que não pode pensar direito

Sei que sou mais vulnerável aos pensamentos negativos e ao excesso de pensamentos quando estou com fome ou indo dormir.

Graças a isso, aprendi a evitar o fluxo de ideias durante um certo tempo. E, se esses pensamentos com um tom de negatividade resolvem aparecer, eu logo digo a mim mesma: “Não, não vamos pensar nisso agora.”

Porque sei que vou voltar a pensar sobre isso de forma mais clara e otimista se eu simplesmente comer alguma coisa ou tirar uma soneca.

Recomendo fortemente que você identifique essas situações em que é mais vulnerável ao excesso de pensamentos ou ao pessimismo e aprenda a ter controle e direcioná-los para outra coisa.

2. Para de tornar suas atividades diárias mais complicadas do que realmente são

É muito fácil ficar preso na velha rotina da escola ou do trabalho. Gastar suas horas lá como você e a maioria das pessoas gastam.

Com um monte de trabalho atrasado, a procrastinação te força a trabalhar no fim de semana ou um dia antes do fim do prazo.

O que fazer:

Respire e descubra o que realmente é importante para você

Primeiro, sente-se e respire fundo algumas vezes para relaxar e concentrar a sua mente.

Em seguida, pergunte a si mesmo: qual é a coisa mais importante que posso fazer hoje?

Quando fizer essa pergunta, pense no que é mais importante para você naquele momento. Aponte apenas uma tarefa.

Uma vez que a descubra, entre em ação

Se você tem problemas para se concentrar e se desligar da procrastinação, então vá devagar. Diga a si mesmo: vou trabalhar nessa tarefa por 2 minutos.

Começar devagar provoca pouca ou nenhuma resistência na sua mente. Porque, se você acabou de começar uma atividade, por experiência própria, é muito mais fácil continuar nela por um tempo ou até mesmo completá-la se tiver começado por partes.

3. Pare de pensar demais sobre os seus relacionamentos

A diversão, emoção e alegria de um relacionamento podem ser bastante reduzidas se houver alguns erros simples e bastante comuns.

Dois erros que cometi no passado foi tentar ler mentes e ir com tudo no drama.

O que fazer:

Pergunte

Geralmente, tentar ler mentes significa criar um verdadeiro pesadelo na sua cabeça. Porque essa é uma habilidade completamente impossível e assim fica muito fácil para você projetar seus piores medos nos pensamentos de uma outra pessoa.

Então, ao invés de ficar cultivando minhocas na cabeça, tente ser um pouco mais direto. Habitue-se a perguntar e ser mais claro na sua comunicação para entender melhor as pessoas que estão ao seu redor.

Questione o seu próprio drama

Pode haver uma espécie de prazer ou excitação ao criar um drama e fazê-lo ser mais negativo do que realmente é.

Num curto prazo, esse tipo de pensamento se torna algo destrutivo.

Então, comece a se questionar.

Pergunte a si mesmo: Isso vai ser importante para mim daqui a 5 anos? Ou daqui a 5 semanas?

Porque de complicada a vida não tem nada
Faça essas perguntas antes de começar a criar e distribuir seu drama para as pessoas que conhece. É claro, o assunto em questão pode ter que ser abordado, mas tente simplificá-lo ao descobrir o que ele realmente é, antes de sair criando conflitos desnecessários, raiva e sentimentos feridos.

E não se esqueça de questionar o drama das outras pessoas. Não é porque elas querem criar uma história na cabeça delas que você precisa se tornar um personagem.

Gostamos tanto de ser criança porque na infância sabemos mais o que queremos, é uma época da vida em que pecamos por tanta simplicidade. E é exatamente isso que falta na vida adulta. Pensar menos, sentir mais, organizar as prioridades e simplesmente viver. 


Escrito por Amanda Magliaro Prieto da equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]