Autoconhecimento

5 pessoas que estão atrasando a sua vida

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Existem pessoas que ajudam a clarear as coisas, nos seguram quando estamos prestes a cair, sentam ao nosso lado para pegar nossos caquinhos e nos ajudam a colar… Entretanto, alguns “serumaninhos” fazem questão de atrapalhar a vida dos outros. Pode ser que você tenha um vampiro emocional por perto, mas, por estar muito envolvido, não consiga reconhecer. Vamos mostrar quem são eles e como se proteger.

Quem só abre a boca para criticá-lo

Uma crítica bem feita é boa para enxergar pontos negativos e corrigi-los. Mas certos sugadores de energia não perdem a oportunidade de fazer um comentário depreciativo. A intenção? Colocar você para baixo, é claro! Pessoas assim não têm um pingo de autoestima e querem que todos estejam no mesmo clima, pois, dessa forma, não serão as únicas inferiores do grupo.

O que fazer? Pergunte por que ela não faz outra coisa a não ser criticar. Pergunte como ela se sentiria ao ser criticado o tempo todo. Diga que você e ninguém gosta disso e peça para ela se colocar no lugar do outro antes de disparar críticas. Caso a conversa não surta efeito, afaste-se dela. A pessoa é um colega de trabalho ou da família? Fale somente o necessário.

Quem vive pedindo favores

Tem gente que não responde suas mensagens, trata você com desdém ao telefone e finge que não te viu na rua, mas, quando precisa de alguma coisa, sabe onde te encontrar? Pessoas interesseiras também roubam nossa energia, porque se aproveitam da bondade alheia. Elas pedem para os outros irem ao banco, ao supermercado, entregar o currículo onde os “amigos” trabalham, pedem para pagar o cafezinho porque esqueceram a carteira… Você vai lá, ajuda e logo é colocado para escanteio.

O que fazer? Pergunte por que o “pedinte” só te procura quando precisa. Explique que não é legal ser interesseiro. Se não der certo, corte relações.

Quem só fala de doença

Sempre tem um que só fala sobre dores e doenças. Os vampiros emocionais hipocondríacos se aproximam das pessoas já gemendo de dor e com ar de eterno sofrimento. Tudo para essas pessoas giram em torno de enfermidades. Se alguém pergunta itinerário de ônibus, ela fala que é perto do hospital que ela sempre vai. Se perguntam sobre o que está barato na feira ou supermercado, fala sobre os alimentos com os quais prepara uma sopinha para amenizar os sintomas do resfriado. Alguém comenta que dormiu torto e está com dor nas costas, tira um estoque de remédios da bolsa e faz as piores previsões.

O que fazer? Explique que é legal cuidar da saúde, mas que ninguém suporta quem só fala sobre doença. O “serumaninho” não entendeu? Deixe-o falando sozinho.

Quem só sabe cobrar

Este sugador de energia cobra porque você demorou para responder a mensagem, porque não ligou para ele imediatamente, porque não sai mais com ele, mas sai com outras pessoas… Pessoas assim acreditam que o mundo gira ao redor delas e que elas não podem esperar. Difícil isso, né?

O que fazer? Pague na mesma moeda e cobre um comportamento diferente. O cobrador continua assim? Vá embora.

Quem sabe tudo

Culinária, esportes, física quântica, religião, células-tronco, Código Penal… O sugador de energia sabe-tudo transita com excelência pelos mais diferentes e complexos assuntos. Ele adora expor sua inteligência em reuniões de família e com os amigos. O sabichão protagoniza um monólogo e ai de quem ousar interromper. Quem pensa que sabe tudo na verdade é extremamente inseguro e faz isso para mudar sua imagem diante dos demais.

O que fazer? Diga que todos nós temos algo para aprender. Explique que é falta de educação não deixar ninguém falar. Se não resolver, caia fora.

Os vampiros emocionais estão em todo lugar. Você conhece outros tipos? Fale para a gente quem são e o que você fez para se proteger.


Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]