Convivendo

A humildade é tudo!

Mulher em meio a pássaros em ambiente externo. Seus braços estão erguidos.
Pop Nukoonrat / 123RF
Escrito por Paulo Tavarez

A humanidade precisa fazer uma inflexão, precisa olhar para si, não estamos mais no jardim da infância, é hora de aprendermos com todo esse cenário e mudarmos a nossa visão diante da vida.

Estamos diante de um geração de mimados, de pessoas que adoram vitimizar-se, pessoas que não têm resiliência alguma, são extremamente frágeis e demonstram uma total incapacidade de perdoar, compreender, aceitar e relevar. Bundões mesmo!

É uma juventude que não consegue ampliar a perspectiva quando é afetada, não aceita brincadeira, é escrava do politicamente normal (não correto), não suporta ser contrariada e parece feita de cristal. Que geração é essa? O que será que colocaram na mamadeira desses bobões?

Essa geração precisa subir um degrau urgente, precisa sair da trincheira, não dá pra viver de armas na mão o tempo todo, é impossível esperar que as pessoas estejam incessantemente correspondendo às suas expectativas, isso é doentio, isso é insano, isso é, até mesmo, infantil.

Degraus de madeira em meio a pedras.
Wendelin Jacober / Pexels

O básico do básico é o seguinte: se eu sofro com o outro, o problema é meu! Eu é que sou frágil, eu é que sou vulnerável, eu é que não tenho humildade nem autoestima para conviver em paz com as adversidades, eu é que sou incapaz de oferecer a outra face, eu é que não compreendo o objetivo da experiência em curso, enfim, eu é que sou o problema!

Humildade, de fato, é tudo! Pessoas humildes não se ofendem com coisa alguma, não se afetam com nada, não sofrem com opiniões estúpidas de pessoas radioativas, não ligam para conceitos maldosos e destrutivos ou julgamentos negativos. São verdadeiros super-homens, são extremamente poderosos, invulneráveis, são o espelho daquilo que precisa ser alcançado.

Pare e pense, cara pálida… Por que viver de forma reativa? Por que problematizar as experiências que a vida nos traz? Por que engajar-se em demandas tão ilusórias? Desçam do sicômoro, pelo amor de Deus!

Sobre o autor

Paulo Tavarez

Instrutor de yoga, pedagogo, escritor, palestrante, terapeuta holístico e compositor. Toda a minha vida tem sido dedicada à construção de um mundo melhor.

Celular: (11) 94074-1972
E-mail: [email protected]
Facebook: /paulo.hanuman
Instagram: @paulo.tavarez
Site: paulotavarez.com