Saúde Integral

Alergias sazonais

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Quem sofre com alergias sabe muito bem que, dependendo da estação do ano ou do clima que estiver lá fora, um tipo de problema diferente irá surgir. O tempo seco pode causar uma tosse seca e olhos lacrimejantes, enquanto o pólen das flores na primavera pode resultar em uma sucessão sem fim de espirros. Se o clima estiver frio e chuvoso, pode ser até que as alergias evoluam e se transformem em uma coriza constante que até parece um resfriado.

O fato é que, independentemente do clima, as alergias podem se manifestar de formas diferentes, mas sempre darão o ar de suas graças. Seja quais forem as condições climáticas, alguns cuidados e tratamentos podem amenizar este tipo de desconforto que acomete grande parte da população. Fique atento às nossas dicas que o ajudarão a se livrar deste incômodo.

Tratamento médico e remédios

Apesar de parecer algo passageiro, alergias devem ser tratadas com a seriedade que merecem, pois em muitos casos são apenas um incômodo passageiro, mas em outros podem levar a reações graves e até fatais. Na época do calor, por exemplo, alérgicos a picadas de insetos podem ter graves feridas na pele. Para evitar este tipo de coisa já existem tratamentos específicos no mercado. Uma boa saída é procurar um alergista e, após avaliação, iniciar um tratamento a longo prazo de imunologia. Com o uso de vacinas injetáveis, o paciente passa a responder positivamente aos alérgenos. Para se ter uma resposta de melhora a curto prazo, alguns medicamentos são indicados; esse é o caso do grupo dos anti-histamínicos. No entanto, existe uma infinidade deles, com diferentes indicações e dosagens, então consulte sempre um médico especialista.

Testes alérgicos

Ainda recorrendo à ajuda da medicina, procure um alergista e faça testes de alérgenos. Precisamos conhecer nossos inimigos para conseguirmos combatê-los da melhor forma. De repente você acha que sua alergia é sazonal, mas ela é desencadeada pelo sorvete que você só toma em dias quentes.

Umidificadores de ar

Durante o tempo seco, umidificadores de ar, um balde de água ou mesmo uma toalha molhada deixada estrategicamente no ambiente em que o alérgico está pode ajudar a manter as vias respiratórias mais lubrificadas. O mesmo vale para os olhos, que costumam ficar irritados.

Óculos de sol

Ainda falando dos olhos, proteger este órgão tão sensível é essencial para qualquer pessoa, mas para os alérgicos é ainda mais importante. Evite se expor ao sol sem este aliado, caso contrário a vermelhidão é certa. Se você tem miopia, astigmatismo ou hipermetropia, evite as lentes de contato e também dê preferência para as armações. Quanto menos substâncias entrarem em contato com suas mucosas, melhor será.

Evite maquiagem e cosméticos em geral

Pessoas alérgicas costumam reagir a corantes, perfumes e diversas substâncias químicas, então prefira cosméticos neutros e só use os essenciais.

Deixe os ambientes ventilados

Mesmo se estiver frio, tente manter a casa e os ambientes em que mais fica sempre arejados. Isso porque lugares fechados tendem a criar mais ácaros e mofo, além de acumularem poeira, desencadeando assim mais crises de alergia.

Evite objetos desnecessários

Cortinas, carpetes, tapetes e bichinhos de pelúcia dão um ar de aconchego para qualquer ambiente, mas se você é alérgico esses objetos podem significar crises de espirro e coceiras desnecessárias. Exercite o desapego e tenha os ambientes apenas com o necessário. Sua saúde agradecerá.

Limpeza

Mantenha os ambientes, suas vestimentas e as roupas de sua cama sempre limpas. Só tome cuidado para não usar sabões com muitos ingredientes e perfumes, caso contrário pode surtir o efeito contrário.


Texto escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]