Nutrição Nutrição Funcional

Alimentos que aliviam os sintomas da depressão

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
A depressão é uma doença que afeta grande parte da população mundial. Estima-se que 24 milhões de latino-americanos sofram desse mal.

Apenas os portadores desse transtorno sabem como é difícil conviver com a doença. A falta de disposição e insatisfação pessoal não as deixa realizar tarefas simples do dia a dia e, em casos mais graves, até mesmo trabalhar. Isso se deve ao fato de que o cérebro de pessoas com depressão não produz a quantidade correta de serotonina, um neurotransmissor capaz de causar a sensação de bem-estar, bom humor e disposição.

Pessoas que sofrem com a depressão muitas vezes têm os seus sintomas (como a falta de ânimo, indisposição e irritabilidade) confundidos com preguiça e falta de boa vontade, o que não é verdade de forma nenhuma! A depressão é uma doença e necessita de acompanhamento médico para ser tratada. Contudo, existem alguns alimentos que ajudam a amenizar a fadiga e a falta de bem-estar.

As substâncias listadas a seguir estão presentes em uma variada gama de alimentos e proporcionam melhores condições para o cérebro produzir a serotonina, aumentando o humor e a disposição:

shutterstock_232915645-2Selênio

O selênio ameniza os sintomas da depressão e reduz o estresse. Alguns alimentos são a castanha do Pará, nozes e amêndoas. Duas castanhas do Pará oferecem selênio suficiente para seguir o dia mais feliz;

Ômega 3

O Ômega 3 promove maior sensação de bem-estar no corpo a longo prazo e, além disso, protege o coração e suas artérias e reduz o colesterol ruim. Encontramos no salmão, atum, truta, óleos de peixes e semente de linhaça;

Triptofano

Melancia, abacate, limão, banana, tangerina e mamão são algumas das frutas onde podemos encontrar triptofano, que é um aminoácido capaz de auxiliar na produção da serotonina;

shutterstock_136862387-2Cálcio

O cálcio participa ativamente na transmissão de impulsos nervosos e contrações musculares e regula a pressão arterial. Também combate a irritabilidade. Ingerindo 300 ml de leite desnatado por dia pode-se sentir os efeitos a longo prazo;

Vitamina B6

A vitamina B6 tem participação na produção de neurotransmissores, incluindo a serotonina. Alguns alimentos que contém essa vitamina são atum, banana e cereais integrais;

Magnésio

O magnésio tem função importantíssima na produção de neurotransmissores, portanto sua ingestão é aliada na melhora dos sintomas da depressão. Podemos achá-lo na soja, tofu, caju, tomate, espinafre, aveia e arroz integral;

Vitamina C

Promove melhora no funcionamento do sistema nervoso, dá energia e previne o estresse e a fadiga. Laranja é uma ótima fonte da vitamina;

shutterstock_180205544-2Mel

O mel estimula a produção de serotonina no cérebro.

Vale ressaltar que pessoas que sofrem com a depressão devem evitar alimentos gordurosos, açúcar refinado, massas, pães e arroz que não sejam integrais, pois esses alimentos podem agravar os sintomas.

Para combater a doença, além de uma alimentação adequada, também recomenda-se a prática de exercícios físicos todos os dias. Meia hora de corrida por dia, por exemplo, gera quantidade suficiente de endorfina (também conhecida como o hormônio do prazer) no organismo para que a pessoa se sinta melhor e mais disposta.

No entanto é importante lembrar que esses alimentos são apenas aliados no combate aos sintomas e não substituem a ida ao médico. A ajuda médica é imprescindível para que você consiga o melhor tratamento.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]