Comportamento

Alimentos que aumentam a serotonina

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
A falta de serotonina significa a ausência da produção do neurotransmissor que age no cérebro e no sistema nervoso. A carência desse hormônio é perceptível por meio de diversas alterações de humor e os sintomas trazidos pela baixa serotonina são parecidos com os da depressão, como ansiedade, autoestima baixa, compulsão alimentar, fadiga, falta de atenção, irritabilidade, falta de paciência, mau humor, sonolência e insônia.

A serotonina é um dos hormônios da felicidade e do prazer, sendo o principal causador daquela sensação de bem-estar no ser humano, tendo funções equivalentes às da endorfina e da dopamina. A ausência do hormônio pode afetar diretamente o bem-estar pessoal e desenvolver sérios problemas psicológicos.

Existem alimentos específicos que são ricos em triptofano, aminoácido essencial para o organismo e para a produção de serotonina. Para contribuir para a produção, é importante incluir na dieta produtos ricos em triptofano.

Os alimentos de origem animal, que geralmente são ricos em proteína e também possuem triptofano, são queijos, frango, peru, ovos e salmão. As frutas, que sempre são uma ótima fonte de nutrientes e são importantes para a saúde e bem-estar, também auxiliam na produção de serotonina; banana, abacate e abacaxi são as principais; e as frutas secas, como nozes, amendoim, caju e castanhas, também são fontes de triptofano.

Felicidade

Mas o triptofano não está apenas em carnes e frutas, couve-flor, brócolis, batata, beterraba e ervilhas, soja e até algas ajudam na produção de serotonina, contribuindo para o bem-estar físico e principalmente mental. Além dessa substância, esses alimentos também são ricos em cálcio e magnésio, importantes para melhorar a ação do hormônio no organismo.

Você também pode gostar de:

O ideal é que esses alimentos sejam consumidos ao longo do dia e inseridos nas principais refeições, para manter os níveis de serotonina sempre próximos do recomendado. Além de mudar a alimentação, é importante para o paciente que está com baixa serotonina realizar atividades físicas, exercícios ao ar livre e meditação. Esses fatores, em conjunto, contribuem para evitar alterações de humor e distúrbios emocionais, além de ajudarem a manter o corpo equilibrado físico e mentalmente.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]