Convivendo Maternidade Consciente

Ansiedade de separação: o que é esse sentimento que nasce nas mães?

Working Mother Dropping Child Off At Nursery
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Durante a gravidez, são nove meses, ou perto disso, que as mamães se dedicam aos bebês, mudam sua rotina, iniciam diversos cuidados especiais para sua saúde e principalmente da criança e assim é criado um vínculo eterno, regado de um amor incondicional. Se está grávida ou se o seu bebê acaba de nascer, você sabe exatamente do que estou falando. A questão é que chega um determinado momento em que as mães precisam saber lidar com as breves separações, ficar longe do filho pelas primeiras vezes não é uma tarefa fácil para nenhuma das partes.

Geralmente, essas situações acontecem quando as mães precisam voltar ao trabalho e deixam os filhos com parentes, babás ou na escola. Independente de qual for a situação, é preciso se livrar do sentimento de culpa. É preciso criar uma independência emocional para todos os envolvidos neste processo. Ainda que pareça algo muito triste, este cenário favorece para que a criança cresça em um ambiente mais saudável e menos tóxico.

Passar algumas horas do dia longe do seu filho vai te fazer enxergar que outras pessoas também são capazes de cuidar dele; é claro que de maneiras diferentes da sua, afinal, cada pessoa é de um jeito, mas essa “liberdade” vai fazer com que a criança perceba que ela pode confiar em outras pessoas, além de você. Isso contribui para que ela tenha mais facilidade de convívio com os colegas, parentes, amigos etc.

Por fim, as mães precisam lembrar que, além de cuidar do filho, elas precisam cuidar de si. Voltar a ter uma vida própria e não se colocar apenas no papel de mãe ajuda a recuperar ou manter a autoestima e autoconfiança.


Texto escrito por Natalia Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]