Autoconhecimento

Arrepios: como explicar essa sensação que aparece de repente

arrepio
helivideo
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Já se pegou se perguntando por que, assim, de repente, do nada, você ficou arrepiado? Sem algum motivo aparente, seus pelos, sem a menor explicação, se eriçam, então você tenta entender a causa desse mecanismo – será que foi uma energia ruim atravessando seu caminho, sintoma de alguma doença ou simplesmente frio?

Seja como for, essa sensação pode ser boa ou ruim e sempre vem acompanhada dos nossos questionamentos sobre o que pode tê-la motivado. Se você quer saber mais sobre esse fenômeno físico, acompanhe este artigo que preparamos especialmente para te explicar as possíveis causas do arrepio.

O que podem significar os arrepios no corpo?

Antes de mais nada, é preciso entender que o arrepio é um reflexo do nosso corpo a estímulos externos. Os nossos pelos estão ligados ao sistema nervoso autônomo, que faz com que nosso corpo reaja da mesma forma (arrepiando os pelos) para situações diferentes: medo, frio, estresse e excitação.

arrepio
Halishadow / Getty Images SIgnature / Canva

Mas e quando não se tratam de sentimentos ou estímulos físicos ou concretos? E quando a sensação vem quando olhamos para uma pessoa com quem a nossa energia não bateu ou quando achamos que sentimos a presença de alguém e, quando nos damos conta, não havia ninguém ao nosso redor? Será também que os arrepios podem ser originados de sensações boas, como a presença divina ou de anjos?

Trocas energéticas

Uma da causas para que sintamos arrepios repentinos e sem explicação é o fato de que trocamos energia a todo momento com outras pessoas e ambientes. Nosso corpo é um campo energético ambulante, então vivemos emanando e absorvendo energia. Quando somos tocados, há uma “quebra” nesse fluxo, o que causa os famosos arrepios. É como se fosse uma descarga de energia.

Mas o arrepio pode também ocorrer sem um toque direto. Você pode sentir o arrepio – acompanhado de outros sintomas, como mal-estar ou mesmo tontura – passando por alguém. Isso ocorre porque a pessoa ou o ambiente em que você está pode estar carregado de energias negativas. O melhor a fazer é sair dessa presença e focar bons pensamentos.

Arrepios segundo a Bíblia

Ainda sobre o arrepio no plano espiritual, há quem acredite que a presença de Deus se manifesta por meio de sensações físicas, como choro, desmaios e até mesmo o arrepio. Segundo quem já teve esse tipo de experiência, essas impressões eram a prova da presença divina.

Mas cada um sente Deus de uma forma, então emoções, percepções e sentimentos vão variar de acordo com as particularidades de cada fé. Além do mais, em nenhum lugar da Bíblia existe alguma afirmação sobre o fato de que sentir algo – físico ou não – é um sinal de que Deus está diante de nós.

Por que às vezes a gente se arrepia do nada?

Como já mencionamos mais acima, arrepios repentinos podem estar ligados às vibrações de uma pessoa ou de um local, fazendo com que nosso corpo reaja imediatamente a qualquer estímulo energético.

arrepio
MishaBelly / Getty Images / Canva

Mas como o nosso organismo reage dessa forma a diferentes gatilhos externos, pode ser que tenhamos nos arrepiado por algum estímulo que sequer tenhamos percebido, mas o nosso cérebro captou e enviou essa mensagem ao corpo.

Inclusive problemas de saúde, como depressão e ansiedade, podem desencadear essa sensação, sem que tenhamos uma explicação para seu surgimento repentino.

O que podem ser arrepios no braço?

Agora, e quando os arrepios são no braço? Bem, como os nossos braços estão frequentemente mais expostos do que outras partes do corpo, é comum que se concentre neles a maior ocorrência de arrepios, seja para reagir a uma baixa de temperatura, seja para evidenciar que os músculos dessa região estarão em alerta para qualquer intercorrência.

E também por esse motivo, as trocas de energias com pessoas ao nosso redor geralmente acontecem por meio do contato físico, que se inicia com toque de mãos, esbarrões ou toques nos nossos braços (aquele famoso tapinha). Sendo assim, é bem comum que esses membros sejam muito afetados pelos arrepios.

Arrepios segundo a ciência

De uma forma geral, o arrepio é uma tática do nosso cérebro para nos proteger do frio. Ele envia uma mensagem ao nosso corpo, fazendo com que os pelos se ericem por meio de espasmos para formar uma espécie de colchão de ar, protegendo contra as baixas temperaturas. Esse mecanismo costumava funcionar melhor para os nossos ancestrais, visto que eles tinham mais pelos do que o homem moderno.

Existe também o arrepio de excitação, estresse e até mesmo susto. No caso do susto, por exemplo, nosso corpo libera adrenalina e noradrenalina na corrente sanguínea, o que faz com que os músculos piloeretores se contraiam, erigindo os pelos.

Outros estímulos parecem desencadear os arrepios de forma similar, já que nossos pelos são ligados ao nosso sistema nervoso autônomo. Então vários serão os gatilhos, mas a sensação será a mesma.

Arrepios podem ser algum alerta de saúde?

O arrepio, em si, é uma resposta do nosso corpo a vários estímulos internos. Então não há com o que se preocupar se eles forem passageiros, mesmo que oriundos das trocas de energias ou do contato com vibrações ruins (nesse caso, afastar-se da fonte de má energia já resolve o problema).

arrepio
Halishadow / Getty Images SIgnature / Canva

Mas quando essa sensação se torna persistente ou vem acompanhada de outros sintomas, é preciso investigar. Quando se tornam calafrios, podem indicar o princípio de uma infecção, podendo estar associados a febres e a sensação de friagem. Doenças como pneumonia, mononucleose, hipotireoidismo e meningite podem estar entre as causas dos calafrios. Por essa razão, é importante procurar o médico. Outra doença que pode causar calafrios é a Covid-19.

Reações a vacinas também podem incluir calafrios, quase sempre acompanhados de febre. Mas, nesse caso, essa resposta é um bom sinal, pois, segundo os cientistas defendem, o processo inflamatório é um indício de que a vacina está fazendo o devido efeito. Nesse caso, os sintomas são transitórios, devendo se encerrar poucas horas depois que se iniciam.

Você também pode gostar

Como você pôde perceber, não há grandes mistérios com relação aos arrepios. Eles são uma resposta natural do nosso corpo e podem acontecer quando menos esperamos, sem que percebamos o que os motivou.

Apenas fique atento caso durem mais do que o normal, e, na dúvida, procure seu médico. E se sentir que são arrepios de vibrações ruins, faça uma limpeza espiritual, cultive bons pensamentos e afaste-se de pessoas com o astral pesado. Mas não se esqueça de manter sua saúde mental e física em dia, para que seu corpo sinta apenas os arrepios das boas sensações, como aquele friozinho gostoso depois de correr sob a chuva ou o toque de carinho daquela pessoa especial!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br