Autoconhecimento

Arrepios: como explicar essa sensação que aparece de repente

Braço de pessoa branca arrepiado
Oleksii / 123rf
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Se você nunca disse, com certeza já ouviu alguém dizer “nossa, senti um arrepio”. Essa sensação pode ser definida como uma onda de frio, um tremor, um levantar dos pelos do corpo, principalmente do braço. Pode acontecer quando estamos fazendo alguma atividade, como assistir à televisão, estudar ou trabalhar, ou quando estamos acordando e até quando estamos distraídos.

As reações a esse acontecimento são as mais distintas. Algumas pessoas fazem o sinal da cruz, outras imaginam que estão apaixonadas e há quem acredita que o arrepio é uma evidência de que alguém acabou de pensar nela. Afinal, qual dessas definições está certa? A seguir, aprenda mais sobre os arrepios no corpo e entenda o que eles são!

Pessoa branca com expressão assustada e mão no rosto.
Andrea Piacquadio / Pexels

Mas qual seria a verdadeira explicação para essa fenômeno?

Em primeiro lugar, é preciso entender que os corpos humanos são constituídos por partículas de energia, assim como tudo o que está ao nosso redor: animais, plantas, objetos e até mesmo ambientes. Sem que percebamos, nossos corpos realizam trocas constantes de energia com esses outros corpos. Eventualmente, podemos nos deparar com corpos energéticos que carregam uma energia mais pesada ou mais leve que a nossa. E assim, durante a nossa adaptação a esse novo campo, sentimos um arrepio. Ou seja, uma das explicações para ficarmos arrepiadas é que nosso corpo reage quando passamos por um corpo que tem uma energia diferente da nossa.

Outra explicação para a sensação do arrepio não se relaciona com campos energéticos. É possível que uma pessoa experiencie esse breve desconforto quando estiver passando de um ambiente frio para um ambiente quente, ou vice-versa. O corpo precisará se adaptar ao novo ambiente e por conta disso podemos sentir essa mudança de forma mais acentuada. Ainda assim, não existe motivo para se preocupar, visto que se trata de um processo normal do corpo humano.

Você também pode gostar

Também existem os arrepios decorrentes de alguma emoção ou memória. Quando pensamos em alguém que amamos, ouvimos uma música que gostamos ou estamos prestes a realizar uma atividade que nunca fizemos antes, os arrepios podem tomar nossos corpos. É uma representação da forma como nos sentimos por dentro e também não é motivo para pânico. Os arrepios podem ter inúmeras origens, mas em nenhum caso devem ser vistos como algo ruim ou negativo.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br