Autoconhecimento

Como ser forte no dia a dia

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O que lhe falta para encontrar a força para viver a sua rotina?

São várias as situações que nos fazem sentir uma enorme sensação de fracasso. Estar em um emprego que não lhe dá prazer ou não conseguir encontrar uma maneira de sobreviver dignamente, enquanto vê os amigos realizados profissionalmente zombando de quem ainda não alcançou o sucesso profissional. Viver um relacionamento amoroso fracassado, pela falta de coragem em colocar um ponto final e também por estar cansado de ser o único “encalhado” do grupo de amigos. Não atender aos rígidos e caros padrões estéticos impostos pelas celebridades.

Ver um familiar doente e não saber o que falar ou fazer para amenizar sua dor. Enfim, é interminável a lista de frustrações capazes de abalar nossa estrutura e nos transformar tão frágeis quanto um castelo de cartas. Esses fatos nos diminuem, sugam nossa energia física e psíquica, roubam nossa essência e trazem a sensação de estarmos sozinhos em um labirinto que a cada dia se torna maior, sem a menor perspectiva de solucionar o menor dos problemas. As mensagens de autoajuda e os ensinamentos religiosos dizem que devemos agradecer a oportunidade de acordar, que os problemas são apenas oportunidades para crescermos. De fato, tudo isso é verdade, porém, quando estamos vivenciando uma das situações citadas anteriormente, não conseguimos enxergar tudo isso, porque elas nos distanciam da nossa essência.

Ser forte não é algo impossível, isso está mais perto do que podemos imaginar, basta apenas ter a coragem de abrir o coração e enfrentar sua situação de frente.

Quando temos a coragem de confessar nossas angústias e fraquezas às poucas pessoas de confiança que nossa descrença ainda consegue identificar, não sentimos o alívio esperado por essa atitude, porque, mesmo que o amigo, professor ou parente veja que estamos passando por um momento de turbulência, o máximo que ouvimos é “você tem que ser forte”, “você não pode se abater pelos problemas”. Eles estão certos, mas, isso soa muito vago quando estamos perdidos nesses períodos de turbulência. Não queremos ouvir obviedades, o que realmente precisamos saber é como alcançar tudo isso.

As situações adversas quase sempre são provocadas por pessoas e questões externas, contudo, se analisarmos bem, chegaremos a conclusão que a causa está dentro de nós. Existe uma velha máxima que diz “só fazem com a gente, aquilo que nós permitimos”, isso é verdade, porque se nos sentimos reduzidos a nada, por conta dos “amigos” que nos ridicularizam por desempenharmos uma função menos “glamourosa”, é porque dentro de nós existe a certeza que estamos destinados ao fracasso, e não conseguimos encontrar nossas qualidades pessoais e profissionais. Ao insistirmos em um namoro ou casamento fracassado por não ter coragem de terminar, ou pelo medo de envelhecer sozinha, é outro indício que revela a incapacidade de fazer uma autoanálise e extrair o melhor de nossa personalidade, por esperar que o outro tenha a solução para a minha felicidade. Ficar triste por não ser atraente como as estrelas da música e da televisão revela a incapacidade de não aceitar suas características físicas, e mais uma vez colocar em questões externas o motivo de nossa felicidade.

shutterstock_211431292-2Sempre que lemos sobre “ser forte” nas revistas, livros ou sites vemos explicações voltadas para o que diz respeito ao vigor físico, vemos cardápios de dietas e programas de atividades físicas. Mas, e o “ser forte” psíquico? Poucas pessoas falam sobre isso devido sua alta complexidade, parece até que é uma coisa de outro mundo, ou então, voltada para os super-heróis. Saibam caros amigos, que ser forte não é algo impossível, isso está mais perto do que podemos imaginar, basta apenas ter a coragem de abrir o coração e enfrentar sua situação de frente.  Porém, como alcançar esse estágio de plenitude? Como recuperar o tempo perdido pela criação de tempestades em copos d’ água? Não existe nenhuma fórmula pronta, mas, se você realmente quer virar o jogo e começar a viver de verdade, abra seu coração e leia e aplique nossas dicas em seu dia a dia.

Deixe ir

O desapego é questão primordial para reencontrar o equilíbrio emocional perdido. Deixe ir embora tudo o que faz mal, objetos que fazem você lembrar um (a) ex-namorado (a) que foi embora, bem como suas cartas e mensagens no celular e nas redes sociais. Deixe ir aquele velho sentimento de colocar as outras pessoas na sua frente, isso não é egoísmo, é amor próprio. Deixe ir embora os sentimentos negativos. Aprenda a falar não para as prioridades dos outros e diga sim aos seus desejos. Deixe as coisas ruins irem embora para dar espaço a tudo que é belo.

Descubra um motivo para viver

Procurando bem, todos nós temos um motivo para viver. Repare como as pessoas emocionalmente fortes sabem que cada dia é uma dádiva, porque é uma oportunidade para recomeçar Assim como as crianças são felizes com o bolo de fubá que vão comer na casa da avó, fazer um castelinho de areia na praia ou com um banho de chuva, você precisa encontrar a felicidade nas coisas simples. Tudo bem que quando somos adultos, as prioridades mudam, entretanto, permita-se tomar um banho de chuva ou fazer qualquer coisa que fazia sua felicidade na infância. Assim, você vai conseguir encontrar um refúgio saudável nos momentos de turbulência.

Torne-se um ímã

shutterstock_270198026Você com certeza já ouviu falar que gentileza proporciona gentileza, não é verdade? Então, antes de fechar a cara para alguém que está super animado porque quer contar para você, porque considera você uma pessoa legal e de confiança, respire fundo e agradeça por ter uma pessoa que gosta tanto assim de você. Receba as pessoas com um sorriso. Treine a paciência todos os dias, a tolerância para com nossos semelhantes criam um mundo mais saudável e tem o poder de quebrar a negatividade de quem tem o intuito de nos destruir.

Afaste-se de pessoas negativas

Pessoas negativas sugam a energia alheia e você simplesmente não precisa disso. Uma agressão pode esconder um pedido de socorro. Tenha em mente que o que não faltam são pessoas frustradas, loucas para espalhar sua desesperança, a fim de “equilibrar” as coisas. Reze por essas almas menos evoluídas, mas, mantenha-se longe delas.

Espiritualidade

Perdoe quem fez mal a você, perdoe quem abandonou você quando mais precisou, perdoe quem zombou da sua situação. Limpe sua mente de pensamentos que remetam a vingança ou maus desejos. Se conecte a forças exteriores através de mantras ou orações. Cultive o hábito de “conversar” com Deus, não só pedindo, mas, principalmente agradecendo pelo fato de estar tentando se transformar em uma pessoa mais forte.

Mantenha contato com quem faz bem a você

Mantenha o contato com familiares e amigos que sempre estiveram perto nos momentos mais difíceis. Experimente também fazer novos amigos, fazendo cursos, participando de atividades extraclasses na faculdade ou em qualquer outro curso. Se for adepto de alguma religião, participe do coral, grupos de artesanato ou atividades que visem ajudar crianças, idosos ou pessoas doentes. Amplie seu círculo de amizades, a ciência provou que pessoas com vida social ativa correm menos riscos de desenvolverem depressão e outras doenças psicológicas.

Escolha suas batalhas

Não perca tempo com batalhas inúteis. Para que passar a vida tentando ser igual à moça da revista, ou ser amado por todos? Esses objetivos são coisas inalcançáveis, e cá entre nós, uma tremenda bobagem. Encontre o prazer de ser quem você é, com a sua beleza, qualidades e pontos a melhorar. Lute para conquistar um bom emprego, para conseguir uma bolsa de estudos. Lute para ser uma pessoa forte, que não desiste dos seus sonhos, lute para aprender a gostar da pessoa que o espelho reflete, lute para aprender a filtrar as críticas positivas daquelas ditas por quem não tem nada a dizer.

Se uma coisa não deu certo hoje, refaça o caminho amanhã, depois de amanhã, até conseguir.
Saia da sua zona de conforto

Ficar chorando e se lamentando pelos cantos, é muito mais fácil do que ir à luta pelo o que se acredita. Afinal de contas, o seu quarto, o seu sofá, o seu diário são velhos conhecidos que deixam você super à vontade para falar sobre sua falta de sorte ou como os outros são maus. Saia imediatamente da sua zona de conforto, vá ao parque, ou naquela exposição do artista que você adora. Experimente um sabor de sorvete diferente. Experimente colocar o arroz por cima do feijão. Se alguém chamar você para sair, nada de inventar desculpas absurdas para não ter que visitar um lugar novo. Por mais que sua casa seja confortável, ouse fazer algo diferente.

Lembre seus sucessos

Com certeza você já teve vários momentos de êxito. Vitórias no esporte, um delicioso jantar preparado de última hora que ainda é lembrado pela família e pelos verdadeiros amigos, notas altas na escola até nas matérias que todo estudante fica arrepiado só de falar, aquele arranjo de flores que até mesmo sua mãe, uma expert no assunto, admirou, uma palavra cruzada resolvida em tempo recorde. Lembrar desses momentos fará você se lembrar da pessoa capaz de superar os percalços que, vez ou outra aparecem. Lembre deles diariamente até ter a certeza de que você é sim alguém muito especial;

Não leve as coisas tão a sério

Leve o pensamento de Charles Chaplin como um mantra. O grande ator dizia que “A vida é uma tragédia quando vista de perto, mas uma comédia quando analisada de longe”. Claro que algumas coisas precisam ser encaradas com seriedade, contudo, aprender a rir de si mesmo pode fazer os pequenos fracassos mais suportáveis. Lembre-se que as pessoas mais interessantes conseguem rir delas mesmas, fazer piada com os tropeços.

Serenidade é preciso

Outro sentimento super importante para reencontrar o equilíbrio emocional é a serenidade. Como diz a oração: “Dai-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar as coisas que podem ser mudadas e a sabedoria para diferenciar tais coisas”. Repita isso diariamente, espalhe essa mensagem por todos os cômodos de sua casa, uma hora você vai ver que a mensagem contida nessa oração é verdadeira.

Tente outra vez

shutterstock_265828271Lembra das vitórias que você já teve? Com certeza vieram após muito sacrifício e após muito tempo. Se uma coisa não deu certo hoje, refaça o caminho amanhã, depois de amanhã, até conseguir. Pessoas mentalmente fortes sabem que as falhas trazem respostas. As pessoas mais bem-sucedidas não ficaram deprimidas, tampouco desistiram dos seus sonhos e o mundo não seria o mesmo se elas tivessem jogado tudo para o ar. Coloque a música do Raul Seixas “Tente outra vez” no seu celular e toque toda vez que estiver se sentindo meio cabisbaixo.A letra dessa música é muito inspiradora e com certeza vai tirar o desânimo de você e jogá-lo longe.

Agradeça

Mesmo que você ainda não tenha o emprego dos sonhos, ou o relacionamento que faz seu coração bater mais forte, você com certeza têm motivos para agradecer. Muitas pessoas não sabem ler, porque nasceram em famílias muito pobres, e elas trocaram os livros pela enxada e passaram a vida trabalhando. Outras não têm um teto e condições mínimas de sobrevivência. Quantas têm seus braços cheios de caroços porque precisam fazer sessões de diálise. Muita gente por aí, não anda, não enxerga e transborda felicidade, mesmo diante das dificuldades. Se você analisar sua vida, verá inúmeras razões para agradecer.

Nada é para sempre

Não há mal que sempre dure. As turbulências são meras oportunidades de se reinventar e aprender mais sobre você e sobre a vida. Será que você ainda sofre por aquele namorado (a) que foi embora, ou se agarrou a essa tristeza por medo de encarar algo novo? Pense nisso.

Sabemos que esse processo de reequilíbrio emocional é difícil, entretanto, é fundamental para levar a vida de uma maneira mais confortável e feliz. Tenha em mente que somente você é responsável pelas coisas que acontecem de ruim em sua vida, logo, somente você tem o poder de arrancar essas ervas daninhas e adubar esse jardim com fé na vida, fé em si mesmo para colher os frutos. Esperamos que esse artigo tenha sido o primeiro passo, a primeira semente rumo a uma colheita farta. Nós não ensinamos tudo, essa jornada é muito particular, e cada pessoa tem que encontrar sua estrada rumo ao bem estar-psíquico, mas, não custa nada dar um empurrãozinho para um amigo que está meio perdido, não é mesmo?


  • Texto escrito por Sumaia Santana da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]