Cabala Espiritualidade

Chanuka

Denis Schaefer
Escrito por Denis Schaefer
Chanuka, “inauguração, consagração” ou “festa das luzes” em hebraico, inicia-se em 25 de Kislev (Sagitário). Neste ano será dia 12 de dezembro, terça-feira, ao pôr do sol, alguns dias antes do Natal cristão. Historicamente, é a data quando os macabeus derrotaram os invasores que impuseram a cultura greco-romana aos israelitas. Ao entrarem no Templo Sagrado, os macabeus acenderam a menorá com o azeite puro lá encontrado. Este azeite seria suficiente para um dia, mas acabou durando oito dias, sendo este evento considerado um milagre.

Por que oito? 

Deus criou o mundo em seis dias, sendo que seis representa o mundo natural. No sétimo dia, Deus descansou, segundo a Torá. Sete representa a presença divina. O oito representa a transcendência divina. Está relacionado aos milagres, a força além das leis físicas da natureza.

Estes são os dias relacionados aos grandes milagres, uma fenda cósmica no espaço e tempo, única e verdadeiramente poderosa. O verdadeiro milagre acontece quando vemos além da materialidade, quando conseguimos ver os caminhos de Deus e Seu poder que nos protege e nos guia.

Veja e viva os milagres em sua vida! Alegre-se e louve ao Criador! 

Na primeira noite de Chanuka, recite a bênção, antes de acender a vela (veja o quadro abaixo, para o acendimento). Utilize o shamash (vela guia, ao centro) para acender a primeira vela, no extremo direito da menorá.

Na segunda noite, acenda uma vela adicional à esquerda da vela acesa na noite anterior. Repita o mesmo processo nas noites seguintes, onde a vela a ser acesa é sempre a nova, da esquerda para a direita.

Se uma vela apagar, reacenda.

Acendimento na véspera e após o Shabat

Na tarde de sexta-feira, acenda as velas de Chanuka pouco antes das velas de Shabat. No sábado, as velas de Chanuka somente são acesas após o Shabat, depois da Havdalá.

Depois de acender o shamash, faça a prece:

  1. Baruch Atá A-do-nai, E-lo-hê-nu Mêlech Haolam, asher kideshánu bemitsvotav, vetsivánu lehadlic ner Chanucá. Bendito és Tu, A-do-nai, nosso D’us, Rei do Universo, que nos santificou com seus mandamentos, e nos ordenou acender a vela de Chanucá.

  2. Baruch Atá A-do-nai, E-lo-hê-nu Mêlech Haolam, sheassá nissim laavotênu, bayamim hahêm, bizman hazê. Bendito és Tu, A-do-nai, nosso D’us, Rei do Universo, que fez milagres para nossos antepassados, naqueles dias, nesta época.

Na primeira noite, acrescente:

Baruch Atá A-do-nai, E-lo-hê-nu Mêlech Haolam, shehecheyánu vekiyemánu vehiguiyánu lizman hazê.

Bendito és Tu, A-do-nai, nosso D’us, Rei do Universo, que nos deu vida, nos manteve e nos fez chegar até a presente época.

Em seguida, acenda as velas da chanukiya com o shamash, da esquerda para a direita. Após acender as velas, coloca-se o shamash à esquerda da chanukiya de modo que fique mais alto do que as chamas da chanukiya, e faça a prece:

Hanerot halálu ánu madlikin al hateshuot, veal hanissim, veal haniflaot, sheassíta laavotênu, bayamim hahêm, bizman hazê, al yedê cohanêcha hakedoshim. Vechol shemonat yemê Chanucá, hanerot halálu côdesh hem, veen lánu reshut lehishtamesh bahen, êla lir’otan bilvad, kedê lehodot ul’halel leshimechá hagadol, al nissêcha, veal nifleotêcha, veal yeshuotêcha.

Nós acendemos estas luzes em virtude das redenções, milagres e feitos maravilhosos que realizaste para nossos antepassados, naqueles dias, nesta época, por intermédio de teus sagrados sacerdotes. Durante todos os oito dias de Chanuka, estas luzes são sagradas, e não nos é permitido fazer qualquer uso delas, apenas mirá-las, a fim de que possamos agradecer e louvar teu grande nome, por teus milagres, teus feitos maravilhosos e tuas salvações.

Horários para acendimento das velas 

  • 1ª vela | 12/12 | terça 20h45;
  • 2ª vela | 13/12 | quarta 20h45;
  • 3ª vela | 14/12 | quinta 20h45;
  • 4ª vela | 15/12 | sexta 19h15;
  • 5ª vela | 16/12 | sábado 20h45;
  • 6ª vela | 17/12 | domingo 20h45 – Juntamente com a Lua Nova de Capricórnio;
  • 7ª vela | 18/12 | segunda 20h45;
  • 8ª vela | 19/12 | terça 20h45.

Chag Sameach Chanuka!

Sobre o autor

Denis Schaefer

Denis Schaefer

Denis Schaefer, oficial da Marinha do Brasil - formação em ciências navais, com ênfase nas matérias de administração, Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo, Cabalista, Escritor e Palestrante.

Estuda e divulga os conhecimentos da cabala, sabedoria que desvenda os códigos ocultos da Torá (Bíblia). Segue os ensinamentos de Isaac Luria (ARI), renomado cabalista do século XVI, que viveu em Israel, tendo estudado em diversas escolas, sendo as mais recentes dirigidas pelos rabinos cabalistas Rav Berg e Rav Joseph Saltoun. Realizou suas primeiras palestras após viagem iniciática em Israel, Marrocos e Espanha, onde visitou as principais fontes e teve muitas inspirações. Promove encontros de cura e meditação.

A missão de minha vida é de revelar a luz do Criador ao mundo, para que todos vivam em sua plenitude, alegria e paz.

CONTATOS:
Grupo no Facebook: Estudos da Cabala
Celular: (11) 997120833
E-mail: [email protected]
Instagram: @schaeferdenis