Autoconhecimento

Lidando com as emoções negativas

Vista frontal de uma adolescente triste sentado no chão na sala de estar em casa com um fundo escuro
Juliana Ferraro
Escrito por Juliana Ferraro

Oiê! Como estão as coisas com você? Estou escrevendo num clima de final de ano para compartilhar um presente que ganhei antes mesmo do Natal…

Aprender a lidar com os sentimentos negativos. Raiva, tristeza, medo… Ninguém gosta de sentir isso, certo? E tendemos a querer encobrir isso fazendo outras coisas ou com pensamentos positivos.

Mas para mim nunca funcionou essa coisa de pensar positivo, não importa o que aconteça. Se funciona para você, maravilha…

Mas o que tem mais tido efeito para mim é: ficar com o sentimento. Pode ser desconfortável. Chato. Fora de hora. Pode ser um monte de coisas desafiadoras. Mas não tem outro jeito.

Deixar de sentir o que quer que apareça é igual a fechar uma panela de pressão. E o pior é que uma hora explode sem controle, jogando sujeira pra todo lado. Machucando outras pessoas e até a gente mesmo.

Homem sentado no sofa com as duas mãos cobrindo o rosto

Quando surgir a raiva, por exemplo, fique com ela. E procure observar as sensações físicas no seu corpo, voltando para o momento presente. Respirando um pouco para tomar consciência. E nada mais precisa ser feito.

Quanto mais você conseguir se apropriar das sensações sem reagir… a probabilidade é de que a raiva mais rápido vai passar. Assim como a tristeza. Apenas se deixe se sentir triste. Chorar. Ficar um tempo na cama.

Usar ferramentas que permitem que a gente possa ficar em silêncio com os sentimentos ajuda a entender com a prática rotineira: que você não é irritado ou deprê ou estressado… Você está! Os sentimentos são ondas que passam pelo nosso corpo.

Mulher segurando cabelo e olhando para frente

E quando perceber isso vai ver que, como ondas, eles entram e saem. Tudo muda o tempo todo! Aprenda a lidar com os sentimentos e crescer com eles. Nunca reprimir e fingir que não está acontecendo.

Você também pode gostar

Use o yoga, que mexe com o corpo e com a respiração, ative o sistema nervoso central com essas técnicas para estar presente e poder enxergar com mais clareza. E desapegar do que aparecer. Quando for o momento, deixar ir. Sempre vão surgir oportunidades para aprendermos como fazer isso com cada vez mais clareza!

Espero que tenha te ajudado!

Namastê!

Sobre o autor

Juliana Ferraro

Juliana Ferraro

Juliana Ferraro é psicóloga por formação e viajante por amor às coisas novas da vida. Seu contato com diferentes línguas e culturas começou quando ela ainda trabalhava no Club Méditerranée. Depois fez um mochilão pelo mundo em busca de autoconhecimento. Em pouco mais de um ano conheceu diversos países asiáticos, em especial a Índia, onde fundou uma paixão profunda pela yoga e pela meditação. No Brasil: morou, deu aulas de yoga e se formou como massoterapeuta, em Paraty, RJ. Foi nessa época que concluiu quatro cursos de dez dias de meditação Vipassana e se aprofundou na prática de Ashtanga Yoga. Hoje, ela está estudando Ashtanga Yoga no KPJAYI, em Mysore, Índia. E dá aulas de Ashtanga Yoga online.

Contatos:

Facebook: /juferraroyoga
Instagram: @_ju_ferraro |
YouTube:
Ju Ferraro

Site: lotusviajante.com/ashtanga-yoga-online-com-ju-ferraro-pratique/ | lotusviajante.com/ashtanga-yoga-online-com-ju-ferraro
E-mail: [email protected]