Mindful Eating Nutrição

Como sei o quanto comer?

Luiza Camargo
Escrito por Luiza Camargo

Para responder essa pergunta, vamos falar de um dos princípios do mindful eating, que é resgatar a percepção da fome e da saciedade, isto é, estar consciente dos sinais de fome e de saciedade para se guiar na escolha de começar e parar de comer.

Já parou para notar quais são seus sinais de fome? Como percebe? Onde ficam no seu corpo? Aproveite e faça esse exercício.

Os sinais podem aparecer de várias formas, desde os mais localizados, como um vazio no estômago, a barriga roncando, uma dor na barriga ou até dor de cabeça, irritação, mau humor, tontura, fraqueza… E a lista continua.

Esses sinais acontecem de forma natural e em maior ou menor grau, dependendo de quanto tempo a pessoa espera até comer. Algumas pessoas conseguem perceber logo que eles aparecem e já se preparam para a refeição. Outras deixam passar e não se dão conta e, quando vão comer, estão famintas. E têm os que não esperam sentir nenhum sinal de fome e já comem antes.

Você pode fazer este exercício de ir notando os seus sinais de fome, como eles aparecem e com qual antecedência. Estes nos auxiliam a estar atentos ao corpo e ao que ele está nos sinalizando; além disso, nos ajuda a perceber o grau de fome e regular a quantidade de comida, o que é muito importante, pois a fome varia de um dia para outro. É comum comermos a mesma quantidade de comida todos os dias, no entanto, pode haver uma variação e reconhecê-la é essencial para esse ajuste.

healthy eating, dieting and people concept - close up of young woman eating vegetable salad at home

A quantidade de comida está relacionada ao quanto seu estômago quer receber naquela refeição para terminar bem e confortável, sem precisar “abrir o botão da calça” ou ficar se sentindo mal. Aprender essa regulagem é maravilhoso para seu corpo e sua saúde.

E como notar o estômago?

Fazer um check-in do estômago antes das refeições e perceber quão vazio está naquele dia e horário. Por exemplo, note logo pela manhã e depois compare com o horário do almoço e com a fominha que aparece à tarde. Durante a refeição, pare um instante e leve a atenção ao estômago, cheque novamente e perceba o que vai mudando. No final, também note suas sensações, como sente o corpo, quais as sensações físicas.

Esse exercício pode ser feito várias vezes e aos poucos vai lhe trazendo maior percepção do seu estômago e lhe ajudará a escolher a quantidade de comida que vai comer. Experimente!

As dietas restritivas ajudam a mascarar esses sinais e ignorá-los, lhe passando o que comer, as quantidades e os horários. No final, somos robotizados. Por isso, é fundamental notar os sinais, e a cada dia eles ficam mais visíveis, podendo nos ajudar a respeitar a fome e a saciedade.

O mindful eating é uma prática para comer com atenção que cria uma relação com a comida e amplia para perceber a sabedoria de seu corpo.


Referência:

Jan Chozen Bays. Mindful Eating Shambhala, 2009.

The Center For Mindful Eating

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Luiza Camargo

Luiza Camargo

Sou nutricionista e instrutora de mindfulness e mindful eating. Acredito na união da Nutrição, Mindful Eating, Mindfulness e Meditação. O alimento é um veículo para nutrir o corpo e a mente e, também, um reflexo de como lidamos com nossas vidas. Na minha trajetória sou pós-graduada em Obesidade e Emagrecimento e com especialização em Nutrição Desportiva. Realizei o treinamento em Mindful Eating-Conscious Living pela UCSD e Estratégias de Mindfulness pela MTI.

Contatos:

Site: luizacamargo.com/
Instagram: @luiza_camargo_mendes
Facebook: /luizacamargomendes