Convivendo

Como viver relacionamentos mais conscientes

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Relacionar-se com alguém deve ser um ato de amor, companheirismo, amizade, confiança e afeto. Quando você escolhe se comprometer com alguém, isso significa que essa pessoa te faz bem, te faz feliz e retribui o seu amor. E é importante que essas características se mantenham ao longo do tempo de existência dessa relação.

Um relacionamento consciente é aquele que não deixa o ciúme, o ego, a inveja, o sentimento de posse, a raiva e a impaciência falarem mais alto. É saber controlar esses sentimentos para que ambos estejam satisfeitos com a relação que estão vivendo e que ela faça bem para os dois, tanto física quanto emocionalmente. Porque é isso: um relacionamento consciente é um relacionamento saudável.

É preciso entender o que o outro gosta, almeja, quer, sonha e batalha para conseguir; quais são seus princípios, seus medos, suas alegrias, conquistas e vontades. Tendo a humildade de se preocupar com o outro, ele se preocupará com você também. É preciso que tudo de bom seja recíproco para que a relação funcione e o amor se mantenha vivo. Afinal, não é o amor que faz um relacionamento durar para sempre. É o relacionamento que faz o amor viver.

É claro que, na prática, por vezes é muito difícil lembrar-se de ser humilde, amável, paciente e justo. E não é por mal. Simplesmente somos humanos e, às vezes, erramos, mesmo que essa não seja a nossa intenção.

Por isso, um relacionamento consciente origina-se de tentativas, erros e acertos do dia a dia. Surge de todas as vezes em que aceitamos aprender com os nossos erros e tentamos crescer com eles. Nesse momento, amadurecemos e começamos a evoluir nosso relacionamento para outros níveis.

E como tentar melhorar? É preciso estar disposto a entender conceitos e estar determinado a mudar o que precisar. Se você estiver, continue lendo este artigo e encontrará o necessário para começar essa nova etapa do seu relacionamento. Lembre-se de que um relacionamento consciente é mais saudável, mais verdadeiro e, por consequência, mais feliz.

Seja companheiro. Acompanhe os sonhos da pessoa que você ama e ajude-a a alcançá-los. É importante que, durante a vida, tenhamos oportunidades de seguir na direção daquilo que sonhamos e desejamos. Afinal, uma vida feita apenas de responsabilidades e obrigações não faz bem. Termos a chance de correr atrás do que queremos é essencial. Faça isso pela pessoa amada. Lembre-se de que ela fará o mesmo por você.

Ajude a crescer. Além de correr atrás dos sonhos, às vezes precisamos colocar os pés no chão e não deixar as oportunidades de crescimento (espiritual, profissional, emocional e pessoal) escaparem. Isso não significa abrir mão do que quer. Significa, no entanto, não ignorar o que a vida está te oferecendo – inclusive em recompensa ao seu esforço – dentro dos ambientes em que você já está inserido.

“Tenha a sabedoria de ajudar a pessoa amada a entender e a enxergar essas oportunidades inclusive como uma forma de facilitar o caminho até os sonhos e desejos dela”

Seja fiel, comprometido e honesto. Ser fiel é não trair, não cometer adultério, não jogar fora o amor que está no coração. Ser companheiro é estar sempre junto, é viver os sonhos dela por ela assim como ela vive os seus por você. E ser honesto significa dizer o que está sentindo sempre, principalmente quando estiver insatisfeito com alguma coisa. Quando é honesto, você dá a oportunidade do seu relacionamento se recuperar.

Faça tudo o que estiver ao seu alcance para manter o amor vivo. Este sentimento é maravilhoso, mas muitas pessoas se esquecem de que é preciso cultivá-lo. Conte ao seu parceiro (ou sua parceira) o quanto ele é lindo por dentro e por fora, o quanto é especial e importante para você. Dê um presente a ele sem a necessidade de esperar alguma data especial. O presente pode ser um beijo acalorado ou um cartão escrito à mão – o importante é que seja verdadeiro e especial.

Tempos difíceis existem para todos e o seu relacionamento não foge à regra. Ter sabedoria e paciência durante esses momentos é primordial. Entenda que tudo na vida tem fases ruins. É normal. O importante é saber lidar com elas para superá-las, e é isso que um relacionamento consciente consegue fazer. Portanto, você provavelmente ainda terá fases ruins, mas saberá superá-las.

A imagem muda. Estamos de um jeito hoje, estaremos diferentes amanhã. Então, não se apegue à imagem. É importante cuidar de você para o outro, e é importante que o outro cuide de si para você. Isso mostra cuidado e dedicação. Mas o exterior nunca deve ser mais importante que o interior. O que é belo hoje pode se tornar feio amanhã. O mais importante é o que está dentro de cada um de nós.

Comparação piora qualquer situação. Um relacionamento não deve ser comparado com outro nunca. São pessoas, princípios, jeitos e histórias de vida diferentes. No mundo de hoje, com tanta exposição, é normal compararmos absolutamente tudo: emprego, saúde, físico, família, status e até o relacionamento amoroso. Porém, lembre-se de que o que uma pessoa expõe ao mundo é o espetáculo que ela vive. O que acontece atrás dos palcos somente ela sabe. Todos têm problemas e dificuldades, então não se engane.

Todos nós somos bons e maus. Absolutamente todas as pessoas no mundo têm pensamentos bons, outros nem tanto e outros pensamentos péssimos. É normal. Somos seres humanos. O que importa é o que decidimos colocar em prática e qual caminho queremos seguir. Então, não julgue seu parceiro pelo passado dele. Tudo é aprendizado.

“O que importa é o que ele faz, como ele é hoje e o que ele espera para o futuro”

Seja entendedor de você e dos seus cinco elementos. Cada um de nós é um ser feito de cinco elementos – forma (corpo), sensações (sensações, emoções e sentimentos), percepções (intuição), formações mentais (pensamento) e consciência (julgamento). Seja entendedor de sua verdadeira natureza para saber o que acredita e o que quer.

Quando somos entendedores de nós mesmos, nos cuidamos, praticamos o bem e somos focados em nossa missão de vida. Se nos deixamos de lado, conflitos tomam conta de nós. Ajude seu parceiro a entender e a descobrir tudo isso sobre ele também. É extremamente importante. Quando cada pessoa dentro de uma relação domina seu próprio território (ou seja, domina a si próprio e seus cinco elementos), há ordem e, se ela se perde, rapidamente é restabelecida.

Cultive a energia da consciência. É possível cultivá-la de incontáveis maneiras: prestando atenção em sua respiração, caminhando de forma relaxante ou até mesmo lavando a louça do almoço, por exemplo. Exercitar e cultivar a energia da consciência é, simplesmente, prestar atenção em si mesmo e nos seus cinco elementos. É refletir sobre eles e se lembrar, mesmo que em momentos mais complicados, do que você quer, do que você sonha e do que você é.

Você vai se apegar à sua consciência e, com o tempo, recorrerá a ela em momentos difíceis para superá-los de forma mais natural. Você será capaz de amar e de perdoar sem se esquecer de você e sem deixar de se importar com você, mas, ao mesmo tempo, importando-se na medida certa com o seu parceiro.

Seja paciente. Você não perceberá a energia da sua consciência de um dia para o outro. É um exercício que exige prática constante e, a cada dia que passar, você se tornará mais sensível para você mesmo. A partir do momento em que você for consciente a respeito do seu território e dos seus cinco elementos, seu relacionamento será mais consciente também. Portanto, se você não for consciente a respeito de si próprio primeiro, não há chances do seu relacionamento ser, porque você não estará preparado para ele.

É importante entender que cada pessoa é única e individual. Isso significa que, mesmo num relacionamento, cada pessoa continua tendo seus momentos a sós e sua personalidade. Entretanto, uma relação amorosa faz com que você se preocupe também com outro ser. Um não é o outro. Mas um é a extensão do outro.

“Cada ser precisa ser consciente de si próprio para ter a capacidade de viver um relacionamento consciente”

É preciso cultivar a si próprio. É preciso cultivar a paciência, a honestidade, a humildade, o caráter, os princípios, o amor, o companheirismo, a amizade, o carinho e todas as outras características necessárias para que um relacionamento seja saudável.

Não é fácil viver um relacionamento. Quanto mais sério ele for, mais difícil será. Ao mesmo tempo, é muito recompensador e enche seu coração de coisas boas. Faz de você um ser mais consciente, mais evoluído e mais preocupado com o bem-estar do mundo.

A felicidade, assim como a tristeza, não é uma questão individual. Suas atitudes interferem diretamente na vida de com quem você se relaciona. Ou seja, se agir de forma boa, a outra pessoa também se beneficiará disso. Assim como se a outra pessoa estiver feliz, você também está. Se os dois tiverem essa percepção, farão de tudo para que o outro esteja feliz e, então, a relação será mais harmoniosa, porque será encontrado o equilíbrio.

Façam o necessário para que os dois sejam felizes na relação. Isso não significa esquecer-se de você. Significa apenas retribuir o afeto de uma pessoa que não se esquece de você. Faça muito por outra pessoa e ela fará muito por você. Dessa forma, os dois continuarão igualmente importantes dentro da relação.


Escrito por Giovanna Frugis da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]