Autoconhecimento

Confia no fluxo: por que devemos entrar nessa energia?

Mulher branca assoprando dente-de-leão.
George Shervashidze / Pexels
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Um dos princípios da espiritualidade é o termo “confiar no fluxo”, ouvimos muito essa frase, mas nem todos sabem exatamente como colocar esse conceito em prática. É um modo de enxergar a vida, que, uma vez compreendida, torna-se mais leve. Veja a seguir algumas explicações que podem ajudá-lo a compreender melhor como confiar no fluxo da vida.

Afinal, o que é confiar no fluxo?

Confiar no fluxo significa admitir que nós não sabemos exatamente todos os segredos da vida e que é necessário deixar isso nas mãos de algo maior. O fluxo nada mais é do que uma forma mais abrangente de se referir aos caminhos que a vida percorre. Independentemente da sua religião, você pode até não acreditar que exista algo maior, mas confiar no fluxo é simplesmente deixar-se levar pelo percurso da vida sem lutar contra o que não pode ser mudado: pelo menos não por você.

Por que confiar no fluxo?

Existem dois tipos de coisas nesta vida: as que podemos controlar e as que não podemos. Por exemplo: cuidar do seu corpo e da sua saúde, estudar, colocar alguns projetos em prática e dar o seu melhor em tudo o que fizer são algumas coisas que só dependem de você e da sua iniciativa. A resposta a essas atitudes, entretanto, não está sob o nosso controle. Podemos cuidar da nossa saúde, mas mesmo assim ficarmos doentes; podemos estudar, mas ainda assim sermos reprovados em um concurso; podemos dar o nosso melhor em um relacionamento, mas ainda assim sofrermos decepções.

Confiar no fluxo é quase que inevitável a partir do momento em que nos damos conta de que temos controle sobre a nossa vida só até certo ponto. Uma vez entendido isso, a alternativa que nos resta é crer que o que a vida reserva para nós é sempre o que verdadeiramente precisamos, ou seja, é sempre o melhor que poderia acontecer dentro da nossa realidade.

Você não sabe tudo

Se olharmos para trás e refletirmos sobre a nossa história até agora, provavelmente veremos alguns pontos que se encaixaram perfeitamente. Até mesmo alguns acontecimentos ruins podem ter nos colocado em um caminho melhor, ou seja, até mesmo alguns males podem ter vindo para o bem.

Mulher de hijab e braços abertos enquanto sorri.
atiabii / Pexels

Imagine então se 100% de nossas vidas estivessem sob o nosso próprio comando: provavelmente faríamos somente as escolhas mais “fáceis” e nunca colocaríamos dores em nossos caminhos. A vida, porém, é sábia e nos apresenta algumas dores para que elas nos façam crescer e chegar a lugares que não alcançaríamos sozinhos.

Uma coisa que atrapalha o processo de confiar no fluxo é ficar questionando o porquê de a vida ter feito certas coisas com você. “Se não tivesse acontecido tal coisa…”, “Queria que tivesse sido diferente…”, “Se eu pudesse voltar no tempo, mudaria tudo…” esses tipos de pensamento não levam a absolutamente lugar nenhum e ainda o atrapalham, pois, pensando assim, você está duvidando da capacidade da vida entregar o melhor a você, está assumindo que é mais inteligente que o próprio fluxo do Universo e que conseguiria fazer melhor do que ele.

Para confiar no fluxo, é preciso ter a humildade de saber que nós não sabemos tudo, ninguém sabe… E a vida é sábia e nos coloca no eixo perfeito em que precisamos estar. Você não sabe o que poderia ter acontecido se tivesse sido diferente. Talvez a vida tenha dado a você algumas surpresas ruins, mas que estavam livrando-o de algo que poderia ser muito pior. Confie.

Quais são as consequências de não confiar no fluxo?

Não confiar no fluxo significa lutar contra a natureza das coisas, brigar com a vida. É como nadar contra a corrente.

Ao nadar contra a corrente, cedo ou tarde afogar-nos-emos. Nossa vida virará um caos e uma hora ficaremos perdidos.

Não aceitar certas coisas pode fazer com que fiquemos remoendo demais o passado e caiamos em estados de melancolia, podendo desencadear a longo prazo um quadro depressivo.

Você também pode gostar

Tentar controlar excessivamente o futuro pode nos gerar ansiedade, porque o nosso cérebro humano é pequeno demais para aguentar a carga de uma vida toda. É impossível conseguirmos carregar o mundo todo nas costas! Existe um limite do que conseguimos controlar e aguentar, mas quando ultrapassamos esse limite, é necessário soltar tudo e fluir com a vida.

O excesso de preocupações e de tentativa de controle pode nos deixar sobrecarregados e com exaustão mental.

Confiar no fluxo é entregar aquilo que você não aguenta ao Universo e viver mais leve.

Como começar a confiar no fluxo?

Como já foi dito, o primeiro passo é passar a enxergar a vida com a humildade de quem não sabe tudo e com a entrega de quem confia que o melhor chegará até você.

Pratique meditação ao menos uma vez na semana para conectar-se com essa leveza e descarregar-se do excesso de pensamentos e preocupações.

Anote num papel os insights e os pensamentos esclarecedores que você tiver nesse processo. Sendo assim, comece a reler essas anotações periodicamente para lembrar-se da clareza que você sentiu no momento em que esses pensamentos vieram.

Então, comece a praticar no seu dia a dia algumas pequenas atitudes que farão toda a diferença e, quando alguma adversidade lhe ocorrer, lembre-se de que a vida está proporcionando a você algum livramento ou ensinamento. Quando acontecer algo que o desagrade, evite reclamar e lembre-se de que a vida sabe o que é melhor para você.

Mulher negra de olhos fechados e mãos levantadas fazendo sinal de paz e amor.
Godisable Jacob / Pexels

Sabemos que não é fácil começar esse processo, pois estamos muito acostumados a reclamar e a nos preocupar demais, por isso se dedique a esse processo e leve-o a sério. Nos primeiros dias, você vai se esquecer de não reclamar, depois você vai se lembrar de vez em quando e mais adiante vai se lembrar com mais frequência. É um processo para a vida. Torne isso a sua missão, o seu compromisso.

Materiais que vão guiá-lo melhor

• Filme “Click” (2006) – Esse filme pode ser um clichê para uns, mas se você o assistir com muita atenção, poderá tirar vários ensinamentos dele. Ele mostra o que aconteceria com a nossa vida se fôssemos responsáveis pelo controle de tudo e traz uma grande lição sobre entregar o controle nas mãos da vida, do Universo, do fluxo natural das coisas.

• Livro e vídeo “Viva com Leveza”, de Kareemi – Kareemi teve seu braço amputado e conta as lições que tirou sobre confiar no que a vida traz para nós. O vídeo está disponível neste link: https://youtu.be/YN9Dq2FQ0Pc

• Palestra “A forma como você encara um momento pode mudar tudo”, de Paola Antonini – Paola sofreu um acidente em que teve sua perna amputada e conta sua história mostrando o lado bom que esse mal lhe trouxe: https://youtu.be/m0mI4bA7wYY

• Vídeo do pastor Deive Leonardo sobre confiar: https://youtu.be/mKN6oL0juwA

Meditação guiada sobre confiar no fluxo: https://youtu.be/Z1YDXRnHsQI

Lembre-se sempre disto: para vivermos de uma forma mais leve, é necessário tirar coisas da nossa “mochilinha” que levamos nas costas e não colocar cada vez mais peso nela. Livre-se das preocupações, do excesso de controle e dos rancores passados. Carregue consigo apenas o necessário e a vida ficará mais leve e gostosa de ser vivida.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br