Saúde da Mulher

Corrimento na gravidez — O que isso pode significar?

mulher grávida de lado olhando para uma calcinha branca que está em suas mãos.
Apatcha Muenaksorn / 123RF
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você já chegou ao final de um dia e percebeu que a sua calcinha estava molhada, mesmo que você tivesse se secado adequadamente depois de urinar e sem estar menstruada? Muitas mulheres não sabem, mas todas elas liberam fluidos diariamente, em um processo natural do corpo humano.

O muco cervical é o que uma mulher que não faz uso de métodos contraceptivos hormonais produz durante todo o ciclo menstrual. A calcinha molhada não é um sinal de problema, na maioria dos casos, e também não é motivo para sentir vergonha. É apenas um sinal de que o seu corpo está se preparando para a menstruação, se recuperando dela ou ovulando.

Por outro lado, o corrimento vaginal, que pode aparecer em mulheres cujo corpo não passa pelos processos do ciclo menstrual, precisa de um pouco mais de atenção. Ao mesmo tempo em que ele pode representar uma gravidez, também pode indicar que há alguma infecção se desenvolvendo na sua região íntima.

Há algumas características que diferenciam o muco cervical do corrimento vaginal e é importante que você consulte sempre um(a) profissional da saúde, caso perceba alguma das seguintes alterações no líquido que aparece na sua calcinha: cor amarela, esverdeada, branca, rosa ou marrom, odor forte (semelhante a peixe podre, por exemplo) e textura granulosa.

Caso as características apresentadas anteriormente estejam acompanhadas de coceira, ardor, irritação, bolhas, manchas, dor ou algum tipo de incômodo, tenha certeza de que o corrimento vaginal está apontando para algum problema de saúde no seu organismo. Nesse caso, é essencial que você procure atendimento médico.

Se na sua calcinha há apenas um líquido incolor ou esbranquiçado, com aparência de clara de ovo, textura espessa ou elástica, em maior ou em menor quantidade, provavelmente é só o seu ciclo menstrual funcionando. Quando a mulher está fértil, o muco cervical aparece em maior quantidade, elástico e incolor. Se ele está presente em menor quantidade, espesso e esbranquiçado, a mulher não está ovulando.

Corrimento na gravidez

A partir do que foi apresentado anteriormente, entendemos que o corrimento vaginal pode ser um sinal de alerta para a saúde da mulher, enquanto que o muco cervical, presente em todas as que passam pelo ciclo menstrual, é uma indicação do período fértil. Porém, durante a gravidez, sem o processo da menstruação, você notará algumas mudanças.

Mulher segurando sua barriga de grávida.
Cassidy Rowell / Unsplash

Em primeiro lugar, é preciso compreender como acontece o processo de engravidar e a fecundação do óvulo maduro. Assim você vai entender o que aconteceu no seu corpo e como é esperado que ele funcione a partir desse período.

No ciclo menstrual, a ovulação é a parte do mês na qual a mulher está apta para engravidar, ou seja, quando o óvulo é liberado pelo ovário para ser fecundado pelo espermatozoide. Com o muco cervical elástico e incolor, em grande quantidade, será mais fácil para o espermatozoide realizar esse processo.

Uma vez que o óvulo é fecundado, ele seguirá para a parede do útero, onde se fixará. Essa parte, chamada de nidação, é o que libera um corrimento rosado ou marrom, semelhante ao começo da menstruação. Se você não estiver perto de menstruar, tiver feito uma relação sexual desprotegida e notar um líquido rosa ou marrom na sua calcinha, há uma possibilidade de você ter engravidado.

Se você já identificou que está grávida, existem outros tipos de corrimento vaginal que podem se manifestar durante a gestação. É importante que você procure auxílio médico sempre que sentir que algo não está indo bem, combinado?

Você pode perceber que tem mais corrimento vaginal na calcinha durante a gravidez, porque esses fluidos são estimulados pelo hormônio estrogênio, que é liberado com mais intensidade na gestação. Além disso, como a gravidez aumenta o fluxo sanguíneo na vagina, o corrimento pode ser um sinal de que seu corpo está trabalhando mais para manter essa região limpa.

Você também pode gostar

O corrimento na gravidez pode ter a mesma aparência do muco cervical do período menstrual, mas é comum que ele se torne mais espesso e mais esbranquiçado durante essa fase. Algumas mulheres podem sentir coceira na região. Se for o caso, é importante procurar auxílio médico para identificar se há algum problema de saúde.

Conforme o parto se aproxima, o corrimento tende a se tornar mais volumoso e mais espesso. Por mais desagradável que seja ficar com a calcinha molhada, entenda que esse é um processo natural e saudável do seu corpo, que não deve ser interrompido ou controlado com absorventes diários.

Se o corrimento na gravidez não tem um odor forte, não está acompanhado de outros sintomas citados anteriormente e apresenta os mesmos aspectos que o muco cervical, em maior quantidade, não há motivo para se preocupar.

Lembre que liberar fluidos pela vagina não é um sinal de falta de higiene e não deve causar constrangimento. Para preservar a saúde dessa região íntima e garantir que o corrimento que você tem ou que o muco cervical que você libera sempre serão saudáveis, lembre-se de evitar calças apertadas, de usar calcinhas de algodão e de lavar a vulva apenas com água. Se notar alguma mudança incômoda, procure um(a) profissional da saúde.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br