Ciclo menstrual Saúde da Mulher Universo Feminino

Ciclo menstrual: desvendando o ritmo natural do seu corpo

Já parou para pensar em tudo que faz parte do ciclo menstrual de uma mulher? Entre diferentes fases, hormônios e sintomas, pode ficar difícil entender algo tão importante no organismo feminino. Mas buscar mais informações é importante para se conectar melhor com seu próprio corpo. Então venha descobrir tudo sobre esse tema agora mesmo!

O ciclo menstrual é praticamente um companheiro da mulher durante grande parte da sua vida, então entendê-lo se torna quase que uma necessidade, pois vai fazer com que as coisas sejam muito mais fáceis de lidar. Entender o seu ciclo menstrual está diretamente ligado a sua saúde e bem-estar, porque você compreenderá o funcionamento do seu corpo e os impactos que cada fase tem na sua vida. Aprenda ainda a calcular sua menstruação: mais do que saber os seus períodos férteis, você vai saber identificar a fase pela qual está passando e como pode usar isso a seu favor. Este artigo é um convite a se conhecer melhor e compreender o funcionamento do ciclo menstrual, que te acompanha durante toda a sua vida fértil, o que corresponde a muitos anos de sua vida.

O que é o ciclo menstrual e como funciona?

O ciclo menstrual é um processo cíclico natural que ocorre durante a idade fértil da mulher, que começa geralmente na adolescência e vai até a menopausa. Todo mês, um dos ovários libera um óvulo, que é quando o corpo da mulher se prepara para engravidar. Quando a gravidez não acontece, o corpo expele o revestimento do útero por meio da menstruação. Além disso, o ciclo menstrual envolve uma série de mudanças hormonais e físicas. O sistema endócrino é responsável pela produção e pela regulação dos hormônios reprodutivos, o que regula o ciclo menstrual. Este ciclo pode durar de 21 a 35 dias, podendo variar para cada mulher. Esse processo se divide em algumas fases, e cada uma delas traz efeitos diferentes para o corpo feminino. É importante notar que a duração e as características do ciclo menstrual podem variar para cada uma, além de sofrer a influência de diversos fatores físicos e psicológicos. O acompanhamento do ciclo menstrual pode ser útil para entender a fertilidade, monitorar os sintomas e identificar possíveis problemas de saúde.

Aprofunde-se sobre os principais artigos sobre menstruação:

Fases do ciclo menstrual: menstruação, fase folicular, ovulação e fase lútea.

Pessoa escrevendo em um calendário menstrual
 pixelshot / Canva

O ciclo menstrual pode ser dividido em quatro principais fases, e cada uma delas tem características específicas, que estão relacionadas às mudanças hormonais, além do funcionamento dos órgãos reprodutivos. Conheça-as:

Fase menstrual

É o início do ciclo, marcado pelo primeiro dia de sangramento menstrual. Nesta fase, o revestimento do útero que se formou no ciclo anterior é eliminado através da vagina. Isso acontece pois o óvulo não foi fertilizado. Essa fase pode vir acompanhada de alguns sintomas como cólica, dor de cabeça, dores no corpo e oscilações de humor. Os níveis hormonais estão baixos e essa etapa pode durar entre 3 e 7 dias.

Fase folicular

Esta fase começa no primeiro dia da menstruação e continua até a ovulação. O hormônio folículo-estimulante (FSH) é secretado pela glândula pituitária, estimulando os ovários a produzir vários folículos que contêm óvulos imaturos. Durante o processo, eles secretam o hormônio estrogênio, que prepara o útero para a possível implantação de um óvulo fertilizado. Nesta fase é comum ter mais energia e também uma melhora no humor.

Fase da ovulação

Neste momento, um óvulo maduro é liberado do folículo ovariano e está pronto para ser fertilizado. Ocorre por volta do 14º dia do ciclo, mas pode variar para cada mulher. Assim que o óvulo é liberado, ele fica disponível para ser fertilizado por um espermatozoide por cerca de 24 horas. Esta fase vem acompanhada do aumento da libido e pode haver maior sensibilidade nos seios.

Fase lútea

Depois da ovulação, o folículo vazio se transforma em uma estrutura chamada corpo lúteo, que é responsável pela produção do hormônio progesterona. Quando o óvulo não é fertilizado, o corpo lúteo se degrada gradualmente e o revestimento do útero é descamado. Nesta fase pode haver inchaço do corpo.

Os hormônios no ciclo menstrual

Durante o ciclo menstrual, alguns hormônios desempenham papéis essenciais para regular as mudanças que ocorrem no corpo. Eles são produzidos por diferentes glândulas endócrinas e trabalham em conjunto para preparar o corpo para uma possível gravidez. Destacamos os principais hormônios envolvidos no ciclo:

Hormônio folículo-estimulante (FSH): é produzido pela glândula pituitária, uma pequena glândula localizada na base do cérebro. Na fase folicular, ele estimula os ovários a produzirem folículos que contêm óvulos imaturos. Conforme o folículo se desenvolve, ele libera estrogênio.

Estrogênio: é produzido pelos folículos ovarianos em desenvolvimento durante a fase folicular. É essencial para preparar o revestimento do útero para a possível implantação de um óvulo fertilizado. Além disso, ajuda a regular a liberação do hormônio luteinizante (LH) pela glândula pituitária.

Hormônio Luteinizante (LH): também produzido pela glândula pituitária. Na fase folicular, os níveis de LH aumentam à medida que a ovulação se aproxima. Esse aumento súbito desencadeia a liberação do óvulo maduro dos ovários.

Progesterona: o corpo lúteo secreta progesterona, que é responsável por manter o revestimento do útero espesso e preparado para a possível implantação de um óvulo fertilizado. Quando não há gestação, o corpo lúteo se degrada aos poucos e os níveis de progesterona caem.

Além disso, há outros que têm um papel regulador no ciclo menstrual, como o hormônio estimulante dos folículos (eFSH), a hormona antimülleriana (AMH) e a prolactina, entre outros.

Como saber a duração do seu ciclo menstrual?

Para conhecer a duração do seu ciclo menstrual, você precisará observar e registrar a data do primeiro dia de cada menstruação ao longo de vários meses. O ciclo menstrual é contado a partir do primeiro dia da menstruação até o dia anterior ao início da próxima. Então anote o dia em que se iniciou o sangramento e depois o dia em que ele parou. É importante fazer esse registro por alguns meses consecutivos, idealmente entre 6 a 12 meses. Após isso, você deve somar os dias de cada ciclo e dividir pelo número de meses, pois assim descobrirá a duração média do seu ciclo menstrual. É importante lembrar que isso pode variar de mulher para mulher, além de que pode ser afetada por fatores como estresse, mudanças de estilo de vida, exercício físico, saúde geral e outras condições médicas. São considerados normais ciclos entre 21 a 35 dias. Caso note ciclos irregulares ou flutuações significativas, é importante consultar um médico. Existem também aplicativos móveis e calendários de ciclo menstrual que podem te ajudar a acompanhar e registrar o seu ciclo.

Como identificar sinais de irregularidade no ciclo menstrual

Mulher segurando teste de gravidez e calendário menstrual, com feição de confusa
doucefleur de doucefleur’s Images / Canva

É muito importante que você conheça o seu ciclo menstrual e que note caso haja grande irregularidade, pois pode ser necessário acompanhamento médico. Um sinal claro é a variação da duração do ciclo, como ter um de 21 dias e depois outro de 35 dias, o que é uma mudança significativa. A ausência de menstruação é outro sinal de alerta. Se estiver em idade fértil e passar mais de 90 dias sem menstruar, isso representa uma irregularidade que precisa de acompanhamento. Atente-se também a mudanças no fluxo, seja para mais ou para menos, além de alterações no padrão de sangramento, como na cor, presença de coágulos e de odor. Outro alerta de irregularidade no ciclo menstrual é sentir dores intensas, mais fortes que o comum, o que pode indicar problemas como a endometriose. Outros sinais são excesso de acne, crescimento excessivo de pêlos, perda de cabelo ou alterações no padrão de sono. Se notar algum desses sinais, não deixe de consultar um especialista.

Como lidar com cada fase do ciclo menstrual?

Lidar com cada fase do ciclo menstrual de forma saudável e confortável pode fazer uma grande diferença no bem-estar. Cada uma delas apresenta suas próprias características e desafios, e é importante adotar estratégias específicas para enfrentá-las. Confira:

Fase menstrual

Escolha o produto menstrual mais adequado para você, para que se sinta confortável. Além disso, é importante redobrar os cuidados com a higiene pessoal. Neste período, o mais indicado são exercícios leves, de baixa intensidade. Foque atividades como meditação ou que tenham baixo impacto. Tenha uma dieta equilibrada e beba bastante água para ajudar a diminuir o inchaço e a retenção de líquidos.

Fase folicular

Nesta fase você vai notar mais energia, então aproveite para praticar exercícios mais intensos, como musculação, corrida, entre outros. É mais fácil também, nesse período, controlar a alimentação, como foco em alimentos que ajudam o seu corpo. O acúmulo de energia pode gerar ansiedade, por isso não deixe de cuidar da mente.

Ovulação

Se deseja engravidar, esse é o seu momento, mas se esse não é o plano, tenha cuidado redobrado com a prevenção. Nesta fase os hormônios estão altos e podem gerar algum desconforto, por isso varie entre exercícios de maior e menor intensidade. Pode ser um bom momento para trabalhar alongamento.

Fase lútea

Os sintomas pré-menstruais podem começar a aparecer, então foque o seu autocuidado, como banhos quentes, massagens e exercícios de relaxamento. É recomendado evitar alimentos ricos em sal e açúcar, pois podem piorar a retenção de líquidos e os sintomas. Não se esqueça também de cuidar do seu sono, dormindo o suficiente para que seu corpo fique bem.

Você também pode gostar:

O ciclo menstrual é inevitável para a mulher em idade fértil, e não precisa ser um inimigo, mas um companheiro que precisa ser entendido e administrado. A verdade é que o ciclo menstrual envolve uma série de questões, mas talvez a principal delas seja o autoconhecimento. Apesar de haver sintomas e condições comuns à maioria das mulheres, o ciclo de cada uma é único. Quanto mais você conhecer sobre o assunto, mais fácil se tornará lidar com ele. Você pode descobrir ainda mais sobre o ciclo menstrual visitando outros artigos do nosso site. Uma mulher que se conhece profundamente é mais feliz e mais forte.

Navegue pela categoria:

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br