Saúde Integral

Depressão pós sexo. O que é?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

50% das mulheres sofrem com depressão pós-sexo

Quando se pensa em relação sexual as primeiras coisas que vêm a cabeça são prazer e sensação de bem-estar. Mas, o que pouco se sabe é que mais de metade das mulheres já sofreram com depressão pós-sexo.

Um estudo realizado pela Universidade de Tecnologia Queensland, com mais de 200 mulheres australianas, detectou que uma em cada três mulheres já se sentiram tristes ou ainda se sentem mal após o sexo.

Também conhecida como disforia pós-sexo, a depressão após a relação sexual pode acontecer tanto em homens como em mulheres de qualquer idade. Entre os sintomas mais comuns estão a sensação de vazio, irritabilidade, choros, ansiedade, agitação e até agressividade. Mesmo após uma transa satisfatória, esses sentimentos vêm acompanhados da pergunta: “o que eu estou fazendo aqui?”.

Essa mudança repentina de humor pode ser justificada, principalmente, pelas mudanças hormonais que acontecem no corpo durante o sexo. O que também pode ser levado em consideração é o contexto social e cultural, a educação familiar, religião, predisposição biológica, falta de segurança, submissão nas relações e até a distância do parceiro.

Alguns estudos e questionamentos ainda estão sendo realizados para dar informações mais completas sobre esse tema. Mas, algumas medidas podem ser tomadas para ajudar quem sofre com esse problema:

1. Autoconhecimento

Entender o que se passa na sua mente é fundamental, mas conhecer o seu corpo também. Você é a única dona de si, então toque-se. Descubra suas emoções e sentimentos. Se algo te faz mal, afaste-se até entender o real motivo.

2. Realizações

Corra atrás dos seus sonhos, seja profissional ou pessoal. Uma pessoa realizada espalha alegria e prazer por todo lado. A autoconfiança também pode interferir muito durante a relação sexual.

3. Na hora H

As contas, as crianças, os problemas no trabalho e qualquer outra preocupação podem te fazer perder a vontade ou não ter bom desempenho na hora H. Não deixe esse turbilhão de coisas te impedir de ter prazer, na hora do sexo esvazie sua mente.

4. Parceiro (a)

Uma boa conversa é primordial para um sexo prazeroso e seguro. Converse com seu parceiro, fale do que você gosta e das coisas que te aflige. Confiança nessa hora pode mudar tudo.

5. Amizade

Converse com alguém próximo de você, que você tenha liberdade para falar sobre qualquer assunto. Um desabafo pode mudar tudo.

6. Procure um especialista

Nada melhor do que alguém que realmente entenda do assunto para te ajudar. Esse problema pode estar diretamente ligado a questões psicológicas, necessitando de algum tipo de tratamento.  

7. Permita-se

Não minimize seu problema, procure ajuda e seja realmente feliz! Não finja que está tudo bem e que essa fase logo vai passar, permita-se ter prazer agora. Sexo é algo maravilhoso, não se prive disso.


Texto escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]