Convivendo

Diabetes e animais

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Uma doença que exige muito cuidado e atenção por quem sofre dela é a diabetes. As pessoas portadoras dessa patologia sabem como todo cuidado, desde a alimentação até a disciplina nos medicamentos, é essencial para se manter saudável. O que poucos sabem é que a diabetes também pode acontecer em animais de estimação, como cães e gatos.

Alguns sintomas podem indicar que talvez o bicho esteja com essa doença. O aumento de sede e de apetite acima do normal e da frequência do xixi podem ser alguns indícios que precisam ser observados. Alguns sintomas mais graves podem se manifestar com vômitos e até mesmo cataratas. Caso o animal esteja com alguns desses sintomas, alguns exames feitos no veterinário podem ajudar a fazer um diagnóstico mais preciso – seja com um teste de urina, ou com exames que analisem o funcionamento dos rins, fígado e pâncreas.

Caso ele realmente tenha diabetes, o tratamento deve começar imediatamente. Alguns cuidados são até mesmo parecidos com os dos humanos portadores da doença, como injeções diárias de insulina e dieta balanceada. Em alguns casos mais graves, o animal pode precisar até mesmo ficar internado para ter as medicações necessárias até ficar melhor e poder continuar o tratamento em casa.

Já em casa, o principal fator que vai mudar é a alimentação do bicho. Seja cão ou gato, a ração precisa ter baixo índice glicêmico. Ou seja, alimentos que não sejam transformados rapidamente em glicose. Existem rações próprias para esses tipos de caso. Mas, além disso, deve-se tomar cuidado ao dar aquela comida que sobra do dia a dia para eles comerem. Tudo deve ser controlado para evitar maiores problemas.

Independente da condição do seu gato ou cachorro, e mesmo se ele não apresentar nenhum dos sintomas citados acima, lembre-se sempre de levá-lo ao veterinário periodicamente, pois a prevenção é o melhor tratamento para que outras doenças também não apareçam em seu pet. Afinal, se você gosta tanto dele, todo cuidado é uma satisfação, com o objetivo de preservar a saúde e a alegria dele – e a sua também.


Texto escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]