Linguagem do Corpo Saúde Integral

Dores no ciático? Você vive a sua vida como realmente gostaria?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Linguagem do Corpo: Dor Ciática

O nervo ciático é o nervo mais longo do corpo humano. Ele tem início na região lombar e se estende até o dedão do pé. Inflamações neste nervo consistem em dores na coxa, nos joelhos e em toda a extensão do nervo. Além disso, o paciente também pode sofrer de fraqueza, dormência ou formigamento de toda a perna.

Algumas das causas de inflamação do ciático são: deslocamento do disco (hérnia de disco), lesão ou fratura pélvica, diabetes e até herpes zóster ou catapora.

shutterstock_130094549-2Em seu livro, Cristina Cairo afirma e explica que a dor ciática pode ser um bloqueio por grandes decepções do passado.

Dor Ciática por Cristina Cairo

A definição da dor ciática é ‘a afecção extremamente dolorosa do grande nervo ciático’.

A ciática prende os movimentos pela dor. Simboliza que a pessoa não está se permitindo sentir prazer. Também não está vivendo do jeito que gostaria de viver.

Não se feche como uma ostra. Deixe fluir a troca de amor com as pessoas. As mágoas do passado não justificam os seus bloqueios. Sua viagem por este planeta continua e por isso você deve colaborar consigo mesmo. Não resista a felicidade e aos prazeres que você costumava ter. Saiba equilibrar paixões e sabores, que tudo ficará bem.

A evolução do ser humano acontece em degraus: suba-os respeitando o limite de tempo certo para cada coisa.

Abra seu coração e seu corpo para a vida, sem sentir medo de fazer o que gosta porque ninguém tem o poder de bloqueá-lo. Só você mesmo é quem cria bloqueios fantasiosos e sofre por eles.

livro 1

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]