Autoconhecimento

Emoções indesejadas: Como lidar?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Diante da rotina intensa que temos, do acordar até o dormir, inúmeros eventos ocorrem em nosso dia. Alguns bons e outros nem tanto assim. Somos seres humanos dotados de sentimentos, emoções, anseios, objetivos e sonhos. E a busca por esses sonhos é o que permeia nossa vida e nos motiva a acordar diariamente e viver um dia a mais.

Voltando para a questão de que nem sempre de coisas boas a nossa vida é preenchida, pois vários sentimentos estão dentro de cada um de nós, fica o questionamento: como lidar?

1 – Não reprima suas emoções

Coloque pra fora. Se está doendo, reclame que está doendo. Se quer chorar, chore até passar. Ser transparente e não fingir que está tudo bem (algo que costumamos fazer, seja pra não amolar os outros ou para parecermos fortes) é essencial para que esse primeiro passo de lidar com suas emoções de maneira empoderada seja realizado.

Não brigue com você mesmo(a). Lembre-se: somos seres humanos e somos feitos de carne, osso e coração.

2 – Reflita

Após a etapa de “colocar pra fora” — lembrando que ninguém é culpado pelo que estamos sentindo — é importante refletir e pensar com calma, olhando para si mesmo, lá no fundo de sua alma: “O que posso fazer para melhorar?”, “Quais são minhas possibilidades?” e “Eu mereço ser feliz sempre” são pensamentos que devem estar presentes com o tempo. Fácil? Não mesmo, pelo menos nos primeiros dias e semanas. Porém o mais importante é tentar, tentar até conseguir. Não desista nunca de você.

3 – Ame-se

Parece até brincadeira falando isso. Tudo na teoria é o melhor dos mundos, em que tudo pode dar certo, mas, tomando como foco o segundo passo e passando para o terceiro, quando você reflete e observa o que há de melhor em você (novamente o exercício de tentar até conseguir), esse amor próprio brota de seu coração e reflete em seu corpo e sua vida como um todo. Acredite: Existe alguém incrível que pode mudar toda a sua realidade para melhor. Amor é essência.

4 – Fale

Fale com seus amigos, expresse-se. Faça terapia. Não se trata de loucura, mas sim de você se conhecer cada vez mais. Profissionais dessa área sabem como ouvir e sabem fazer com que você se ouça. Os amigos também são importantes nesse momento. Com paciência, fale e também ouça. Amizade é algo valioso, e trocar experiências, angústias e vitórias faz parte do processo de lidar com sentimentos negativos em sua vida. Importante: esteja disposto(a) a ouvir, a mudar à medida que recebe orientações, seja de seu terapeuta e/ ou psicólogo. Coração aberto nesse momento, ok?

5 – Lembre-se sempre: tudo é passageiro

Daqui a alguns anos você estará rindo de tudo isso, de todos esses problemas que pareciam tão grandes, desses sentimentos causados pelas intempéries da vida. Você não precisa ser perfeito(a) o tempo todo. Tudo passa e você não precisa provar nada pra ninguém, e sim pra você mesmo(a) de que vencerá.

“Eu tentei 99 vezes e falhei, mas na centésima tentativa eu consegui. Nunca desista de seus objetivos mesmo que esses pareçam impossíveis, pois a próxima tentativa pode ser a vitoriosa.”

Um fraterno abraço e sucesso sempre!


Texto escrito por Bruno da Silva Melo da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]