Linguagem do Corpo Saúde Integral

Gripe? Resgate suas forças e sua saúde agora!

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Gripes e resfriados dispensam apresentações, não é mesmo? Mas é sempre bom esclarecer alguns fatos que talvez você ainda não saiba.

Também conhecida como Influenza, a gripe é uma infecção do sistema respiratório causado pelo vírus de mesmo nome. A gripe é mais comum nos meses de inverno, onde as pessoas tendem a conviver em ambientes mais fechados, onde o ar não circula como o adequado facilitando a transmissão do vírus.

Gripes e resfriados são transmitidos por vírus diferentes. Os resfriados são oriundos de um vírus denominado Rinovírus e são mais comuns ao longo do ano, podendo ser adquirido duas ou mais vezes sem causar maiores problemas. Já as gripes são mais incomuns, mas podem trazer consigo febre, dores do corpo e precisam de tratamento mais longo para desaparecer.

Cristina Cairo em seu livro afirma que gripes e resfriados aparecem quando as suas forças somem. Todos nós precisamos de momentos de relaxamento e tranquilidade e o excesso de trabalho pode fazer mal à saúde.

Gripes e resfriados segundo Cristina Cairo:

As pessoas que ficam resfriadas ou gripadas com facilidade mostram sua revolta contra pensamentos contrários aos delas. Também mostram que muita coisa está acontecendo ao mesmo tempo em seu ambiente, fazendo com que “não tenham tempo” para si mesmas. Quando você se atola de compromissos que inibem seu jeito real de viver e deixa de lado o seu lazer para “trabalhar por necessidade”, você acaba desorganizando inconscientemente seu metabolismo e a gripe vem como forma de “congestionamento” na sua cabeça (simbolicamente, significando congestionamento de ocupações) que vai fazer você ficar doente para obrigá-lo a parar um pouco e voltar a se ocupar consigo mesmo. Esse, na verdade é um desejo consciente, mas que, devido à situação, não pode ser revelado. Então, sua mente “providencia” um mal-estar para que você tenha uma desculpa e possam fugir daquele “inferno”, “sem carregar culpa”.

Gripe é, basicamente, uma congestão de influências externas que você rejeita na mente.

Aproveite a gripe para refletir e fazer mudanças em seu comportamento. Ninguém é obrigado a fazer o que não quer, nem a assumir sozinho uma situação. Reaja, com amor sobre momentos desencadeadores desse caos interno, e a doença desaparecerá! Duvide dos costumes antigos cuja crença, generaliza, é que a gripe e o resfriado são provocados pelo clima, pelo “chão frio”, pelo “golpe de ar gelado”, pelo excesso de sorvete, etc., etc. Os próprios psicanalistas já admitem que tudo são somatizações. Portanto, quem ainda não acredita nisso é porque mantém, enraizado em seu subconsciente, as instruções negativistas da própria educação.

shutterstock_193519934O inconsciente se encarrega de criar o tipo de doença que coincida com o tipo de trabalho da pessoa, ou aproveita uma situação apropriada para que a crença do indivíduo faça sentido.

Estamos nos familiarizando, cada vez mais, com a mente interior e logo nosso cérebro se adaptará com o modo correto de pensar. Realmente é difícil transmitir esse tipo de informação para as mentes que preferem se acomodar no passado. Ainda existem poucos livros que afirmam, com absoluta convicção, que a doença não existe, mas, com certeza, ainda serão divulgadas novas descobertas acerca da cura das doenças pela terapia psicossomática. Está muito próximo o momento em que este conhecimento será aceito completamente.

Por enquanto, vamos tentando transmitir essas informações aos amigos e aos leitores que, de um modo geral, se interessam em saber sobre o futuro no presente.

livro 1

 

 

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]