Plantas Medicinais Saúde Integral

Alho: muito mais que um tempero

Famoso nos temperos de qualquer cozinha brasileira, o alho é uma planta medicinal que vai muito além de um bom gosto. Esse alimento, nativo da Ásia, é utilizado desde o Egito Antigo como forte remédio e traz diversos benefícios à saúde em seu consumo a curto prazo.

Versátil e saudável, o alho não só possibilita uma gama enorme de receitas, como também está rodeado de importantes significados espirituais e pode até mesmo ser utilizado no âmbito estético, para fazer crescer os cabelos. Se você quer entender melhor tudo isso, venha com a gente e mergulhe no denso universo desse tesouro natural!

O alho para a espiritualidade

No imaginário coletivo e em histórias de ficção, não é à toa que o alho aparece relacionado às bruxas e à caça de vampiros. Em toda a história da humanidade, o alho aparece rodeado de significados e crenças, e até hoje essa planta é um símbolo de proteção que age a favor da saúde e da prosperidade e contra o mau olhado.

Tendo sido até mesmo encontrado no túmulo de Tutancâmon, o alho tem o poder de afastar os maus espíritos e foi muito consumido pelos guerreiros russos durante a Segunda Guerra Mundial, por eles acreditarem que o alho os protegeria dos inimigos. Todas essas crenças e histórias derivam da ideia de que o alho é uma planta mágica.

Apesar de ser exótico, dentes de alho podem ser utilizados como amuletos, sendo guardados no bolso ou colocados como pingente de colares para atrair boa fortuna e afastar energias negativas. Além disso, essa planta medicinal, que foi muito utilizada por bruxas da Idade Média em seus feitiços, ainda é um instrumento importante para a realização de diversas simpatias.

Benefícios do alho para a saúde

  1. Fortalece a imunidade
    Rico em sulfatos alílicos e alicina, o alho é uma planta medicinal que aumenta a imunidade, ajudando o corpo a combater vírus e bactérias.
  2. Faz bem para o coração
    Além de reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL) e de triglicerídeos no sangue, o alho ajuda a regular a pressão arterial e a melhorar a circulação do sangue, diminuindo a pressão sobre os vasos e fortalecendo a saúde cardíaca.
  3. Ajuda a manter o cérebro saudável
    O consumo frequente, porém não exagerado, de alho ajuda a proteger as células do cérebro e a diminuir os danos causados pelos radicais livres (responsáveis por doenças neurodegenerativas), devido ao teor de selênio e colina da planta.
  4. Previne contra doenças respiratórias
    Com propriedades expectorantes e antissépticas que facilitam a respiração, além da ação de fortalecer o sistema imunológico, o alho é um grande aliado na prevenção de doenças e na redução de infecções pulmonares, diminuindo a chance de se contrair resfriados e gripes.
  5. Reduz doenças inflamatórias
    Os compostos sulfúricos do alho têm ação anti-inflamatória; por isso, essa planta medicinal pode ser usada para aliviar dores provenientes de artrites, artroses e afins, além de regular as respostas do organismo contra esses males.

Tabela nutricional

Valores referentes a uma porção de 100 g.

Valor energético113,2 Kcal = 475 kJ
Carboidratos23,9 g
Proteínas7 g
Fibra alimentar4,3 g
Fibras solúveis0,5 g
Cálcio13,6 mg
Piridoxina B60,4 mg
Fósforo149,1 mg
Manganês0,2 mg
Magnésio21,3 mg
Lipídios0,2 g
Ferro0,8 mg
Potássio534,9 mg
Cobre0,2 ug
Zinco0,8 mg
Tiamina B10,2 mg
Sódio5,4 mg

Como consumir o alho?

Um dos temperos favoritos da culinária brasileira, o alho está presente na mesa do povo desde o arroz mais comum até a carne mais refinada. Para além de ser um grande amigo da cebola em diversas receitas, como em patês, pães de alho e maioneses, essa planta também pode ser consumida em forma de chá, o que é muito recomendado para cuidados com o coração e para o fortalecimento da imunidade.

Para o melhor aproveitamento dos nutrientes do alho, o que se recomenda é que ele seja consumido cru e amassado, mas isso não significa que a obtenção dos nutrientes dessa poderosa planta medicinal deva ser uma tortura, afinal, você pode incluir o alho cru e amassado em saladas frias deliciosas.

Outras formas de usar o alho

Para além da culinária, o alho é uma planta versátil que apresenta muitas formas de ser usado. No âmbito espiritual, por exemplo, esse alimento é transformado em importante instrumento para a realização de simpatias e é até mesmo usado como amuleto por quem acredita que ele seja um símbolo de prosperidade e repelente de mau olhado.

No campo da estética, o alho também cumpre seu papel, já que existem tônicos capilares feitos com a planta que prometem estimular o crescimento e o fortalecimento dos fios. Por último, mas não menos importante, há o óleo essencial de alho, um estimulante para a energia e para a disposição, que pode ser usado em massagens, banhos e outros tipos de relaxamento.

Várias cabeças de alho na natureza
manfredrichter / Pixabay

Existem contraindicações?

O consumo de alho não é indicado para gestantes e recém-nascidos, para quem possui problemas gástricos graves, para quem toma algum anticoagulante, para quem tem pressão baixa, para quem tem ou está com dor no estômago, hemorragias e nem durante a cicatrização de cirurgias. O alho também não deve ser consumido por quem faz uso de remédios para afinar o sangue.

Mitos e verdades sobre o alho

Faz mal comer alho cru: MITO!
Pelo contrário, comer alho cru é um ato maravilhoso para fortalecer a imunidade. Se o alho cru estiver amassado, então, melhor será a obtenção dos nutrientes e das propriedades da planta.

Alho aumenta a imunidade: VERDADE!
Muito consumido na forma de chá em casos de gripes e resfriados, o alho é um alimento ótimo para o sistema imunológico, já que é rico em sulfatos alílicos.

Chá de alho é bom para o coração: VERDADE!
Excelente para a pressão arterial, o alho é um poderoso alimento para a saúde do coração, sendo muito indicado por nutricionistas para os cuidados cardíacos.

Alho e vinagre de maçã curam a Covid-19: MITO!
Apesar de ser ótimo na prevenção de resfriados e gripes, o alho não tem o poder de curar nenhuma doença, muito menos um vírus forte como o da Covid-19. Em casos como esse, o alho pode ser consumido para amenizar sintomas, mas outro tratamento deve ser buscado com auxílio médico.

Alho pode dar dor de cabeça: VERDADE!
O consumo exagerado de alho pode desencadear diversos males além da dor de cabeça, como: cólicas, gases, vômitos, diarreia, tonturas e até mesmo problemas digestivos.

Alho pode queimar a pele: VERDADE!
É importante frisar que o alho não deve ser usado para tratamentos na pele, como secativo de espinhas ou fungos, porque o contato prolongado dessa planta com a pele pode causar queimaduras graves e até mesmo bolhas.

Receitas com alho

Chá de alho

Ingredientes:

• 2 dentes de alho
• 250 ml de água

Modo de preparo:

Após descascar os dentes de alho, amasse-os em uma xícara. Adicione a água fervente na xícara e abafe o recipiente, deixando descascar por cerca de 10 minutos. Depois disso, a bebida está pronta para ser consumida e, para a melhor obtenção de seus nutrientes, não deve ser acrescida de açúcar.

Patê de alho

Ingredientes:

• 3 dentes de alho
• 1 copo de leite
• Óleo
• Salsinha a gosto
• Sal a gosto

Modo de preparo:

No liquidificador, bata o alho, o leite, a salsinha e o sal. Vá colocando o óleo aos poucos e deixe mexer bem, até o ponto ficar bem grosso, parecendo a consistência de uma maionese. Sirva como preferir (com torradas, pães etc.).

Pão de alho caseiro

Ingredientes:

• 6 pães médios do tipo francês
• 1/2 xícara (chá) de maionese
• 2 colheres (sopa) de alho picado
• 1 colher (sopa) rasa de orégano
• 1/2 xícara (chá) de cheiro-verde picado
• 1/2 xícara (chá) de parmesão ralado
• Sal a gosto
• Pimenta a gosto

Modo de preparo:

Em um recipiente, misture a maionese, o alho, o orégano, o cheiro-verde, o sal e a pimenta e reserve. No pão francês, faça cortes horizontais, formando fatias, mas sem desprendê-las umas das outras. Passe a mistura feita anteriormente entre as fatias e também um pouco em volta dos pães. Por fim, polvilhe o parmesão ralado sobre os pães e asse-os na churrasqueira do modo como preferir.

Alho confitado

Ingredientes:

• 200 g de alho
• 1 xícara (chá) de azeite de oliva
• 1 colher (chá) de sal
• 4 grãos de pimenta do reino
• 2 ramos de alecrim

Modo de preparo:

Em uma assadeira, coloque o alho lavado e descascado com o sal, os grãos de pimenta e os ramos de alecrim. Despeje o azeite de oliva na assadeira de modo a cobrir todos os dentes de alho. Depois, no forno pré-aquecido a 160ºC, asse o alho na travessa com o azeite por 45 minutos. Por fim, deixe o prato esfriar fora do forno e sirva como quiser. Observação: a receita deve ser mantida em um pote de vidro por, no máximo, 15 dias.

Alho assado

Ingredientes:

• 4 cabeças de alho
• Azeite a gosto
• Sal a gosto
• Pimenta a gosto
• Orégano a gosto

Modo de preparo:

Corte o topo da cabeça de cada alho de modo a deixar todos os dentes expostos. Depois, coloque cada cabeça sobre uma folha de papel alumínio de tamanho suficiente para envolver por completo o alho. Tempere os alhos com o sal, o azeite, a pimenta e o orégano do modo como preferir. Em caso de algum alho estar mais seco, pode ser acrescentado um pouco de água para ajudar a amolecê-lo na hora de assar. Envolva totalmente cada cabeça de alho no alumínio e leve ao forno entre 40 minutos e 1 hora em temperatura média. Sirva como preferir.

Ufa! É impressionante como um simples alimento pode realmente se mostrar um tesouro da natureza, não é mesmo? Agora que você entende todo o poder contido no alho, com certeza vai olhar com outros olhos para essa planta e querer incluí-la mais ainda no seu dia a dia. Para se surpreender ainda mais, navegue pelos conteúdos de outras plantas medicinais do nosso site e amplie os seus horizontes!

Outras plantas medicinais

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br