Comportamento

Inclusão digital na terceira idade: idosos usam cada vez mais internet no Brasil

Idosa branca deitada num sofá com computador no colo e celular na orelha.
dolgachov / 123rf
Fabiano de Abreu
Escrito por Fabiano de Abreu

Há um número cada vez maior de usuários da terceira idade ativos no universo digital. A internet passou a ser um meio de comunicação para ajudar a suprir a solidão ou complementar o nosso cotidiano. É uma nova forma de distração, comunicação e aprendizagem. Um novo mundo que abriu novas portas àqueles que têm mais tempo para explorá-lo, mas, muitas vezes, não conseguem fazê-lo. No entanto, essa experiência não é sempre positiva. O lado negativo também ensombra a sua utilização, mas, se tudo for feito com cautela, não haverá problemas.

Os idosos já não têm mais as mesmas ocupações e, quando se aposentam, acabam tendo um tempo livre que nunca tiveram em toda a sua vida, fato que também pode trazer tristeza e sensação de solidão. Porém, o principal benefício da internet é a distração que, se bem administrada, pode colaborar para a saúde mental.

Como um processo de neuroplasticidade, a internet ajuda a estimular a memória dos idosos e a reduzir o número de esquecimentos. Mexer no computador e navegar na web contribui para a diminuição dos riscos de demência em até 40% e os riscos de depressão em 30% para idosos que mantêm contato com outras pessoas em redes sociais.

A internet passou a ser uma companhia virtual com uma infinidade de funções. Cada descoberta é uma aprendizagem.

“Se distrair com atividades divertidas, que incluem jogos e vídeos interativos, ajuda no conhecimento e no equilíbrio. Além disso, ajuda a distrair a mente da solidão por meio das interações e a se manter a par dos acontecimentos. Ter aulas de atividades físicas sem sair de casa, fazer cursos online para uma melhor aprendizagem, ajudam a passar o tempo. Por exemplo: aprender a cozinhar e praticar receitas na cozinha, ouvir músicas das suas coleções antigas e relembrar os bons e velhos momentos”, esclarece o psicanalista Fabiano de Abreu.

Idosa branca sentada usando um tablet.
Retha Ferguson / Pexels

No entanto, nem tudo são flores no mundo virtual. Há muitos perigos à espreita de atacar os mais crédulos e desprevenidos.

A vulnerabilidade de um idoso numa rede social se dá pela fragilidade de lidar com esse mundo novo e desconhecido. O fato de ser virtual dá a falsa sensação de que nada de negativo pode acontecer. Na terceira idade, os problemas são administrados de forma diferente. A capacidade ou vontade de resolvê-los já não é a mesma.

Outro aspecto negativo, é o surgimento de uma dependência em exagero da internet. A comodidade pode criar um desapego diante de outras experiências as quais uma pessoa poderia usufruir ao sair de casa.

Você também pode gostar

O exagero pode ser prejudicial, gerar ansiedade e estresse que poderão causar síndrome do pânico e, até mesmo, depressão. É importante evitar assuntos que tragam pensamentos negativos ou irritabilidade. É crucial que a internet seja usada para o lazer e adquirir conhecimento, sempre mantendo um equilíbrio.

Nas redes sociais, os usuários não devem expor sua vida pessoal. Além disso, é importante dar uma opinião de forma clara para não ser mal interpretado ou ser alvo de ataques. Para a nossa segurança, nunca devemos expor número de telefone, endereço e fotos que mostrem os detalhes de nossa casa. O ideal é ter uma conta apenas para amigos e bloquear estranhos, portanto, é recomendável não aceitar pedidos de amizade de pessoas estranhas.

Mas as recomendações não param por aqui.

Os idosos são o alvo principal de golpes na internet, principalmente com relação a bancos. É necessário orientar que bancos não se comunicam com seus clientes pela internet. Nenhum dado deve ser solicitado online. Isso deve ser feito apenas nas agências bancárias diretamente com um gerente ou atendente.

Se muitos jovens caem em golpes em sites de compras online, imagina os idosos que ainda estão adaptando-se à era da internet. Não é seguro comprar em sites de marcas não confiáveis e desconhecidas. Além disso, é importante avaliar os detalhes de segurança do portal em que estiver realizando uma compra. É aconselhável ver nos sites de reclamações se há muitas queixas sobre a loja em questão.

No que diz respeito aos aplicativos de mensagens, também devemos ter certos cuidados.

Idoso branco om tablet na mão e óculos na boca ao ar livre
Andrea Piacquadio / 123rf

É preciso ficar atento às mensagens de WhatsApp. Não devemos clicar em links enviados e muito menos informar ou passar dados pessoais. Qualquer assunto relacionado a bancos deverá ser tratado diretamente com o respectivo banco, pessoalmente. Já para problemas relacionados a e-mails ou aplicativos, será necessário entrar em contato com a empresa do aplicativo. Se alguém ligar em nome de alguma empresa, devemos desligar, imediatamente, e entrar em contato com a mesma para confirmar se foi ela realmente quem ligou para você.

Sobre o autor

Fabiano de Abreu

Fabiano de Abreu

Fabiano de Abreu Rodrigues é um jornalista, psicanalista, neuropsicanalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e especialista em neurociência cognitiva e comportamental, neuroplasticidade, psicopedagogia e psicologia positiva.

Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional.

Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo, criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil.

Lançou os livros “Viver Pode Não Ser Tão Ruim”, “Como Se Tornar Uma Celebridade”, “7 Pecados Capitais Que a Filosofia Explica” no Brasil, Angola, Paraguai e Portugal. Membro da Mensa, associação de pessoas mais inteligentes do mundo, Fabiano foi constatado com o QI percentil 99, sendo considerado um dos maiores do mundo.

Contatos:

Email: [email protected]
Site: deabreu.pt
Site: pressmf.global/
Facebook: FabianodeAbreuOficial
Instagram: @fabianodeabreuoficial
Twitter: @Filosofofabiano
Youtube: Filósofo e jornalista Fabiano de Abreu
Linkedin: Fabiano de Abreu