Energia em Equilíbrio

Inverno – O que podemos aprender com o Solstício de Inverno?

Estrada coberta de neve com passagem para carros
Anna Maria Oliveira
Escrito por Anna Maria Oliveira

O que podemos aprender com o solstício de inverno?

“Cada vez que decidimos mudar de direção, desenhamos e redesenhamos nossos estilos de vida, hábitos, prioridades, necessidades pessoais e objetivos.” -Jamie Sams

O solstício de inverno chegou anunciando dias mais curtos e noites mais longas.

Inverno é a estação do recolhimento mais profundo, iniciado no equinócio de outono. A natureza silencia buscando na terra o ninho acolhedor.

As noites abertas e estreladas são um convite à apreciação e à revitalização da vida.

Mulher assoprando flocos de neve
Foto de Kristin Vogt no Pexels

O elemento regente do inverno é o ar, aquele que nos faz recordar a magia da respiração, o sopro da vida, a habilidade da comunicação assertiva, a ginástica pulmonar para vitalizar todo o corpo, oxigenando órgãos e células.

Os ventos chegam trazendo murmúrios, sussurros e vozes sutis da alma para o coração. São considerados a essência das palavras, pelas sabedorias ancestrais.

Quando silenciamos, os ventos entregam as mensagens que precisamos escutar, porém é preciso afinar a sabedoria interior para decodificar os segredos.

Em tempos de pandemia, distanciamento e isolamento social, não é possível à maioria da população escalar uma montanha para sentir o vento tocando o rosto e ofertando suas mensagens secretas.

A sacada do prédio, a janela da casa, o quintal são espaços físicos para você viver essa experiência de conexão com o ar, interno e externo. O espírito do vento vai chegar até você.

Respire… respire… faça pausas para respirar e sentir o espírito do ar. Ele conecta você à energia suprema do universo, eu superior, fonte de energia vital, ou como você preferir chamar o Criador.

Bola de gelo com flocos de neve em volta
Foto Aaron Burden no Unsplash

O ar do inverno inspira a prestar atenção à respiração (fluida, longa ou curta e ansiosa), reaprender a viver, dizer “sim” ou “não”, fazer escolhas, sentir o poder de autoliderança, observar o estado de presença no momento presente.

O ar é o local sutil, onde tudo tem início, representa o mundo das ideias, os sonhos, os planejamentos mentais e a imaginação.

Segundo os estudos de Hipócrates sobre os temperamentos humanos, pessoas com predominância do elemento ar, ou sanguíneas, apresentam comportamento despreocupado, leve, fluido, sociável, alegre, animado, otimista, esquecido, impaciente, superficial (esses últimos, quando estão desconectadas de sua essência).

Aproveite a chegada do solstício de inverno e a estação para cuidar de seus pensamentos. Ofereça alimentos positivos a eles:

– Música de qualidade vibratória (432 Hz, 540 Hz, 780 Hz)

– Assuntos e conversas positivas

– Leituras alinhadas ao que te faz bem

– Vídeos e filmes inspiradores

– Alimentos adequados às suas necessidades nutricionais, estômago e intestinos “pesados” tornam a mente “pesada”

– Escalda-pés para o conforto geral do corpo (use ervas, óleos essenciais, sal grosso)

– Hidratação do corpo e dos cabelos

– Repouso/descanso

– Revisão de planos e projetos

– Tempo para meditar – escolha o melhor horário para escutar o espírito do vento

Sugestão de prática respiratória e meditativa, da etnia kahuna para fortalecer o foco e a vitalidade:

“Imagine que você esteja no alto de uma montanha, num lugar maravilhoso. Feche os olhos e sinta a brisa tocar o seu rosto, o perfume da natureza, sensações de leveza e tranquilidade.

Nesse estado de consciência você consegue ouvir sussurros e a voz do vento. O que ele tem a dizer? Qual é a mensagem que traz para você hoje? Escute a mensagem do Espírito do Vento.

Você também pode gostar

Agora leve sua atenção ao alto de sua cabeça, inspire pelo nariz, imaginando que a energia está entrando pelo topo de sua cabeça.

Retenha o ar nos pulmões por alguns segundos, energizando todo o seu corpo. Ao expirar, leve sua atenção ao umbigo, expire pela boca, imaginando que a energia esteja saindo pelo umbigo. Repita a sequência várias vezes (se desejar, 21 vezes). Inspire com a atenção no topo da cabeça, retenha o ar, expire pelo umbigo. Após a prática, observe como está sua energia e permita-se receber os novos ventos que irão soprar em seu caminho”.

Lindo inverno, maravilhosas experiências com o Espírito do Ar!

Abraço carinhoso

Anna Maria de Oliveira

Sobre o autor

Anna Maria Oliveira

Anna Maria Oliveira

Atuo como palestrante, consultora, professora formadora na abordagem meditação e yoga lúdico na educação, desenvolvida por mim. Graduada em cursos complementares, como arte contemporânea, xilogravura, educadora brincante, reiki tibetano, técnicas corporais ayurveda, instrutora de yoga na educação com crianças.

Vasta experiência em educação pública e no terceiro setor.

Realizo atendimento individualizado para profissionais da educação, utilizando a abordagem consultoria integrada experiencial.

Fundadora da Academia Confluência, escola de desenvolvimento humano para autogestão.

CONTATOS
E-mail: annaeduc@outlook.com
Site: academiaconfluencia.com.br
Facebook: academiaconfluencia
Instagram: @academiaconfluencia
Linkedin: Anna Maria de Oliveira