Autoconhecimento

Livros de colorir aliviam o stress?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Os livros de colorir tiveram uma explosão de vendas nesse ano, como o caso do livro Jardim Secreto, de Johanna Basford, ocupando a posição número 1 nos rankings de mais vendidos. A propaganda dizia que o livro ajuda a relaxar, mas a questão é: os livros de colorir ajudam mesmo no alivio do stress?

shutterstock_300041237 De certa forma podemos dizer que sim, porém isso é muito relativo. Hoje, vivemos em uma sociedade extremamente agitada, principalmente para as pessoas que moram em cidades grandes onde ter um momento de paz é muito raro. O trânsito, o barulho e o trabalho excessivo nos deixam completamente estressados. Também temos  os aparelhos eletrônicos que interferem na nossa concentração, muitas vezes não nos permitindo manter o foco em uma única atividade e acabam nos levando ao esgotamento mental.  

É nesse âmbito que podemos considerar os livros de colorir como uma forma interessante para redução do stress. Colorir é uma arte, atrativa para crianças, adultos,  idosos. Quando colorimos associamos, principalmente, a sensação da fase em que estávamos na escola primária. É como voltar a ser criança, por isso atraiu tantos jovens e adultos, pessoas que estão vivendo os momentos da vida onde existem mais atividades estressantes.

Ao colorir, nos focamos em uma única tarefa, e nos ligamos a ela. Sendo assim, colorir ajuda a aliviar a mente.

A estética contida nesses livros é excitante, e ao colori-los temos a sensação de prazer em ver a beleza do desenho ganhando cores. Os detalhes que são percebidos depois de pintados e o sentimento de um trabalho artístico realizado aguçam o sistema nervoso e nos dá um imenso prazer.

Contudo, é importante lembrar que o livro não é uma terapia. Nenhum estudo comprovou esse fato, ou seja, não podemos esperar uma cura para o stress. Também é necessário a compreensão que nem todas as pessoas encaram colorir como uma forma anti-stress. O livro pode ser concebido como um hobby, colorir para esvaziar a mente, se acalmar, ter um momento introspectivo e, dependendo de como o encare, divertido.


Texto escrito por Giulia Maquiaveli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br