Espiritualidade

Meditação para gestantes e a conexão com o bebê

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Durante a gravidez, é normal a mulher sentir um turbilhão de emoções, ter pensamentos de preocupação demais e ver a ansiedade aumentar a cada dia. Por mais que seja difícil passar por essa fase, existem meios de diminuir esses efeitos e conseguir um pouco de paz e equilíbrio durante a gestação. Um desses meios é praticar a meditação.

A meditação é uma prática de melhorar a consciência, aprender a ter foco, controle de pensamentos, além de relaxar e entrar em contato consigo mesmo, ajudando em processos de autoconhecimento. No caso de gestantes, a meditação pode inclusive ajudar a melhorar a conexão com o bebê e passar bons sentimentos e boas energias para ele.

Dentre os benefícios para as mães, podemos citar principalmente a diminuição do estresse e da ansiedade. Alguns poucos minutos de meditação por dia podem ter um efeito calmante muito benéfico para a mente. Além do aspecto mental, o corpo também é beneficiado. A meditação também ajuda a diminuir a tensão muscular em todo o físico.

Quanto ao bebê, ele sente o que a mãe está sentindo. Dessa forma, durante a meditação ele também sentirá a paz e a harmonia que começa a tomar conta da mente e das emoções da mãe. Durante a prática, é importante ressaltar como, com os pensamentos mais calmos e focados, é possível a mãe se conectar melhor com o bebê e sentir a sua energia.

Conversar mentalmente com ele e transmitir a paz e a segurança que ele precisa.

Se você está grávida, veja abaixo um tipo de meditação simples que pode fazer para entrar em contato com o seu bebê e relaxar a sua mente e, consequentemente, ele também.

  • Escolha um dia e horário em que tudo esteja calmo e nada possa te incomodar. Desligue o celular, a TV e qualquer outra coisa que possa interferir.

  • Sente no chão (pode colocar alguma almofada embaixo para ficar mais confortável) com as pernas cruzadas e a coluna reta.

  • Feche os olhos e respire lentamente. Preste atenção em cada inspiração e expiração que você fizer.

  • Agora, comece a prestar atenção em seus pensamentos. O que for pensamento inútil, tente afastar dizendo para si mesma que agora não é o momento de pensar nisso.

  • Com a mente mais calma, coloque uma mão no baixo-ventre e outra sobre o seu coração.

  • Sinta todo o amor que você tem pelo seu bebê e imagine que está sendo direcionado para ele.

  • Fique alguns minutos apenas sentindo essa sensação e esteja aberta a sentir qualquer energia que o bebê quiser te mandar de volta.

  • Pratique todos os dias por pelo menos 5 minutos.

Se você gostar da prática e se interessar mais pela meditação, procure um centro ou escola próxima de você para que possa aprender outros tipos de meditação com professores qualificados. O seu bebê também vai gostar muito dessa nova prática.


Escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]