Autoconhecimento Sagrado Feminino

Mulher! Você já curou seu coração ferido?

Elaine Pera
Escrito por Elaine Pera



Outro dia fiquei refletindo sobre as dores e os sofrimentos do coração feminino e isso me levou a voltar no tempo e lembrar que até poucos anos atrás, a mulher jamais poderia se expor, tinha seu destino decidido pela família e depois pelo marido, não tinha direito de escolher seu próprio companheiro, de estudar, de viajar sozinha, de escolher sua profissão e de decidir se queria ou não se casar ou se queria ou não ter filhos.

Se voltarmos no tempo de nossas avós, bisavós e antes ainda, fico me perguntando quais eram as dores e os sofrimentos que cada coração feminino vivenciou e para onde foi toda aquela insatisfação, aqueles desejos e aquelas palavras que nunca foram ditas?

O meu trabalho com Constelações Familiares, muitas vezes, me fez olhar para o passado de muitas mulheres e reconhecer na vida de cada uma delas aquelas dores, que continuam presentes de geração em geração e ainda estão aqui para serem curadas, mas como fazer para curá-las?

Acredito que todas nós que encarnamos em um corpo feminino temos o Arquétipo do Feminino Ancestral em nossas veias, da mulher-loba, da natureza selvagem, da encantadora Gaya, sedutora, gestadora, mãe, filha, mulher e, ao mesmo tempo, carregamos também a dor de termos sido roubadas em nossa feminilidade selvagem e termos sido trancafiadas e restritas em uma vida social cheia de normas, regras, condutas e, principalmente, repleta de desrespeito.

Há algum tempo restava à mulher apenas o papel de esposa e mãe, e se uma ou outra jovem se aventurasse a viver um amor escondido, uma paixão revelada ou um desejo intenso, era banida do convívio dos seus, ora enclausurada em um convento, ora vivendo em casas ou prostíbulos.

Essa era a sina, ser esposa, madre ou prostituta, não havia alternativa. E creio que seja lá onde quer que você se enquadrasse, a rejeição, o desrespeito e a exclusão estavam sempre presentes.

Imagino que cada uma de nós carrega ainda muitas emoções escondidas, que hoje só parece nossa, mas que na verdade é de todas e esses sentires trazidos pelo tempo, nos torna vulneráveis ao amor, aos relacionamentos, à nossa estima, ao nosso verdadeiro valor, porque fazemos parte de uma história e de um TODO chamado “arquétipo do feminino” repleto de experiências tristes e dolorosas e não há como você fugir disso.

Talvez a Cura do Todo seja a Cura deste feminino em cada uma de nós, e esta parece ser uma de nossas tarefas neste novo ano. Sabemos que 2018, carrega o 18 da carta da lua no tarot, “um arquétipo claramente feminino” e que a redução do ano nos leva ao 2, ou seja, ao colo da Sacerdotisa com o seu livro de Cura e dos mistérios do inconsciente feminino.

Parece que a hora é agora, estamos sendo chamadas para Curar as traições sofridas, a inferioridade, o medo da rejeição, a dependência e a subserviência. Não mais esconder-se, renegar-se ou anular-se por alguém, por algo ou por uma situação.

Carregamos a dor das antepassadas e de toda uma história feminina de negação, mas também temos em nosso ventre a força da Mãe Terra para gerar o novo, transformar o mundo, alimentar os filhos do futuro, temos também o colo amoroso e acolhedor para os grandes homens se deitarem e, acima de tudo, temos o Orgulho de ser o princípio, o meio e o fim de tudo.

Que neste ano de 2018 você que é menina, mulher e anciã, todas em Uma, se lembre de retomar o reino de seu próprio poder, assumindo seu cetro e sua coroa, para então conduzir sua vida com inteligência, beleza e afetividade e, acima de tudo, que você possa carregar com elegância o título de ser “Um Ser Feminino” regido por uma coração curado e chamado de Mulher.

Sobre o autor

Elaine Pera

Elaine Pera

Formada em Comunicação Social e Pedagogia com Pós Graduação e Especialização em Qualidade e Terapia Floral. Em 1990 iniciei meus estudos na área Terapêutica envolvendo quatro aspectos do ser humano.

O psíquico-mental através de cursos e formações na área da Programação Neurolinguística, Terapia da Linha do Tempo, Hipnose Ericksoniana e Constelação Familiar.

O emocional e físico através de técnicas terapêuticas como o Reiki, Cromoterapia, Florais de Bach e Massagem Bioenergética.

O espiritual através de conhecimentos e aplicações na linha da Cura e Apometria Quântica e estudos sobre a Grande Fraternidade Branca e a ação dos 7 raios, Tarô mitológico e Numerologia pessoal e Empresarial.

O objetivo do meu trabalho é caminhar junto, ser uma facilitadora para que cada um possa se sentir seguro para olhar para si mesmo e suas experiências, acolhendo-as, transformando-as e levando-as a frente para abrir novos caminhos, obter mais confiança em suas realizações pessoais.

Além dos atendimentos pessoais, workshops e trabalhos em grupo, também sou professora e facilitadora dos cursos de Terapia Floral e Cromoterapia, tendo realizado diversas turmas e cursos no SENAC-Saúde e em outros Espaços e Clínicas do ABC e SPaulo.

Telefone: 11 4221.1164 e 11 4228.2804
E-mail: [email protected]