Medicina Tradicional Chinesa

Noções básicas dos fundamentos da MTC aplicadas às Artes Corporais Terapêuticas – Parte 3 (conclusão)

Representação real dos quatro elementos da natureza a partir de fonte de água em Kalmykia, Rússia.
????? ????????? / 123RF

Até agora falei sobre a teoria de Yin/Yang, Qi e Nei Jing (força interna). Neste artigo falarei sobre os cinco movimentos, órgãos e vísceras (Zang Fu) e sobre meridianos e seus pontos. Com isso concluem-se as noções básicas dos fundamentos da MTC aplicadas às Artes Corporais Terapêuticas.

Cinco movimentos

Há sempre uma pequena confusão com os elementos da Natureza: terra, fogo, água e ar. Esses, descritos pelos gregos, representam os elementos em si. Nas traduções, por similaridade, há na literatura, muitas vezes, o termo “cinco elementos da MTC”. Mas vale lembrar que na MTC eles simbolizam cinco direções diferentes de movimentos de fenômenos naturais. É óbvio que eles não deixam de ser os elementos, o fogo é o fogo, mas o que importa na MTC é o MOVIMENTO do fogo, e assim também ocorre com os outros.

Ficará fácil entender com a descrição a seguir.

  • O FOGO representa o movimento ascendente. Imagine uma vela, uma fogueira ou mesmo a boca do fogão e observe que movimento as labaredas fazem.
  • A ÁGUA representa o movimento descendente. Imagine o curso de um rio de sua nascente até chegar ao mar ou simplesmente a água caindo de uma torneira.
  • A MADEIRA está associada ao movimento do crescimento que tende a ser ascendente e expansivo. Observe uma árvore e procure ver o movimento do seu tronco principal para os secundários.
  • O METAL está associado ao movimento de formação dos metais no seio da terra. Os átomos tendem a convergir e a centralizar. Aqui você vai precisar buscar uma simulação, pois isso leva muitos anos para acontecer e, ainda por cima, ocorre bem dentro da Terra (difícil ver, né?).
  • A TERRA está associada à estabilidade ou neutralidade. Seu movimento é muito lento e ocorre praticamente para todas as direções, ao mesmo tempo em que se tem a sensação de que a terra não se move. As posturas estáveis das pernas e dos pés durante a prática dos exercícios estão associadas ao movimento da terra.

Existe um ciclo de geração e controle dos movimentos, e eles são muito mais importantes para o profissional que fará um diagnóstico. Para o praticante, é importante saber que, ao se exercitar, estará criando uma harmonia e uma integração entre esses movimentos da Natureza – e com Ela em consequência.

Folha verde escura com um furo central que dá foco a um olho esverdeado.
Perchek Industrie / Pexels

Apenas para conhecimento, para cada movimento, na MTC há um órgão interno (Zang Fu). E, para cada órgão interno (Zang Fu), há um meridiano principal. Há outros meridianos importantes que não estão relacionados a órgãos, e sim a funções. Eles não são, apesar disso, menos importantes. Esse meridianos são o Triplo Aquecedor, o Vaso do Governo e o Vaso da Concepção. Os meridianos percorrem o corpo em sentido longitudinal (de cima para baixo), e, conectando-os, existe um grupo de meridianos transversais chamados colaterais.

Por essa rede percorre o Qi, e o seu fluxo harmônico garante boa saúde. Esse é ponto mais desejado para quem pratica uma Arte Corporal Terapêutica da MTC.

Nesses meridianos há alguns pontos mais superficiais e, por isso, de fácil localização, que nas práticas são estimulados por meio de pequenas pressões ou percussões. Isso gera um efeito similar ao de uma agulha de acupuntura (que fique claro que não são os mesmos efeitos, mas similares).

Importante é que o praticante saiba que, durante a realização dos exercícios, ele harmoniza Yin/Yang alongando meridianos, pressionando ou percutindo pontos e, com isso, beneficia a saúde dos órgãos internos e estabelece um contato integral com Natureza, da qual nós, seres humanos, somos parte, e não soberanos.

Sabendo disso, no próximo artigo começamos os exercícios.

A seguir está a tabela de relação entre movimentos, órgãos e vísceras e meridianos.

Tabela de relação entre movimentos, órgãos e vísceras e meridianos.
Foto cedida pelo autor (Alexandre Maradei Nogueira)

Reflitam sobre os três artigos e preparem-se para serem praticantes das Artes Corporais Terapêuticas da MTC caso isso tenha ressoado em vocês.

Muitas bênçãos da Mais Divina e Crística LUZ!!!

Você também pode gostar

Até lá!

Sobre o autor

Alexandre Maradei Nogueira

Alexandre Maradei Nogueira

Graduado em enfermagem pela Unisantos, desde 1990. Trabalhou quase que exclusivamente na docência (em especial de anatomia humana) e deixou de exercer a profissão há 15 anos para se dedicar profissionalmente à terapia holística.

Em 2005 obteve o título de especialista em artes corporais terapêuticas em medicina tradicional chinesa pela Faculdade de Ciências da Saúde do Centro Universitário Senac.

Formou-se em astrologia em 1997 na Escola Santista de Astrologia e especializou-se em astrologia e saúde pela Gaia Escola de Astrologia, em 2005.

Integrou a 1ª turma do CPG (Central de Pesquisas Gaia) na Gaia Escola de Astrologia, onde obteve o 1º lugar no Prêmio Novos Astrólogos com a pesquisa “Marte e a Linguagem Corporal”. Esse trabalho foi publicado na 8ª edição do CBA (Caderno Brasileiro de Astrologia).

É canceriano com ascendente e Lua em Peixes.

Em 2010 tornou-se reikiano nível III.

Em 2011 tornou-se Master Teacher in Magnified Healing® 1ª fase.

Em 2021 tornou-se terapeuta praticante de Magnified Healing 3ª fase – Light Healing®.

Possui um espaço terapêutico no qual atende em seu consultório, ministra cursos, dá palestras e conduz semanalmente Meditação da Chama Violeta e um Grupo de Estudos sobre Espiritualidade.

Ministra cursos em diversos locais pelo Brasil.

É terapeuta voluntário na Casa da Luz Santos (https://www.facebook.com/casadaluzsantos – @casadaluzsantos), onde coordena o atendimento de Reiki dos Bichinhos.

É terapeuta credenciado ao Sinte desde 2012 – CRT 47268

Contatos
Email: [email protected]
Facebook: Alexandre Maradei Nogueira
Instagram: @alexandre.tholistico
Site: alexandremaradei.terapeutaholistico.com.br