Convivendo

O que acontece com as plantas no outono?

Cactos verdes.
Foto: Jaimie Philips/Unsplash
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Durante o outono, as folhas das árvores mudam de cor e logo em seguida caem. Nessa época do ano, os dias ficam mais curtos e a natureza “sinaliza” as árvores de que é chegado o momento de mudar algumas de suas características para reduzir o gasto de energia e, assim, proteger-se do frio. Alguns cientistas e pesquisadores estudam esse fato há muito tempo para tentar entender como essas mudanças ocorrem e qual é o motivo delas. No decorrer da busca por tal compreensão, algumas técnicas moleculares tornaram possível o isolamento de genes e, por conseguinte, o estudo desses em cada processo.

As folhas mudam de cor justamente no outono pois é nesse período que as noites são mais longas e mais frias, e esses são os dois fatores responsáveis pelo processo bioquímico que ocorre nas folhas e resulta na mudança de suas cores. Muitos acham que as paisagens ficam um pouco mais “tristes” nessa estação, mas a verdade é que a natureza é inteligente demais e essa alteração é apenas uma estratégia de proteção para o frio que chegará.

Qual é a ligação da transformação das plantas com o outono?

Plantas com flores nascendo.
Foto: 123rf

O outono é considerado um período de renascimento: as folhas caem e tudo se faz novo, assim como as cores se alteram com o propósito de proteção para o que virá. Essa estação pode ser considerada um tanto instável, porque as temperaturas mudam repentinamente e desencadeiam diversos problemas de saúde para os seres humanos. O fato é que o que acontece com as plantas é a marca registrada do outono e segue a transformação da estação, sendo propensas às mudanças climáticas: mudam as cores e em seguida caem, para que a energia seja utilizada para manter o caule forte!

Quais são os cuidados que devemos ter antes, durante e depois do outono para que as plantas permaneçam vivas e saudáveis?

Você também pode gostar

Cada estação tem a sua peculiaridade quando o assunto é a saúde das plantas. Por isso, é preciso sempre manter certos cuidados para que elas permaneçam fortes para suportar as mudanças climáticas. Veja algumas dicas para se preparar e manter o seu jardim florido nessas fases do ano:

Podar – logo que as flores surgirem no outono, é aconselhável podar em seguida. A poda nunca deve ser feita em um período muito próximo ao inverno pois a planta fica extremamente fragilizada por causa da umidade.

Adubar o solo – é muito importante deixar o solo forte! Colocar o adubo a aproximadamente um palmo de distância do caule, soltando a terra “compacta” e misturando o adubo nela. Se o adubo for colocado muito próximo ao caule, as plantas podem ser queimadas ou danificadas.

Regar – Durante todas as estações, com exceção do inverno, não se deve regar as folhas diretamente, mas sim o solo! Se você regar folhas, flor ou caule, haverá uma concentração de nutrientes muito maior nas plantas, causando assim danos à elas.

Mulher regando vasos de plantas.
Foto: 123rf

Durante o outono, é importante ressaltar que não se deve exagerar na hora de regar, pois, como o sol é mais fraco, a água demora mais tempo para ser absorvida, fazendo com que a planta fique úmida por mais tempo. Afofar a terra é uma ótima dica para manter o crescimento das raízes e aproveitar os minutinhos de sol para fornecer calor a elas também! Preparar o jardim para o inverno é muito importante, pois a época mais fria do ano faz com que as plantas fiquem mais sensíveis e necessitem de mais cuidado.

No verão, antes da chegada do outono, é preciso cuidar muito da circulação do ar e não deixar nenhuma planta em ambiente fechado. Se possível, utilizar húmus na terra por 2 vezes durante o ano. Em dias de muito calor, é preciso evitar regar as plantas em horários de sol forte, como ao meio-dia, por exemplo, e também cortar os galhos secos e se atentar às pragas que costumam invadir o jardim nessa fase do ano.

Curiosidade – As plantas mais sensíveis ao outono

Folhas de plantas variando as cores.
Foto: 123rf

Como você já sabe, no outono as plantas mudam de cor. Isso acontece porque, com a falta de sol, elas param de produzir uma substância chamada clorofila, que é responsável por fatores que dão energia à planta. Quando a quantidade de clorofila diminui, as folhas ficam com tons amarelados ou avermelhados. Em seguida, a planta produz um hormônio (ácido abscísico) que se acumula no pecíolo (base da haste de cada folha), fazendo com que as células dessa região sejam mortas. Assim, essa base acaba sendo rompida e a folha cai.

As plantas mais sensíveis às transformações do outono são as caducifólias, carvalhos americanos (que ficam vermelhos ou marrons), nogueiras (ficam amarelas, bronze dourado e marrons), os álamos (amarelo e dourado), plátano, e diversas espécies do gênero Acer. Algumas espécies apenas murcham e caem, como os olmos, enquanto umas são mais apressadinhas e outras mais lentas nesse processo!

Se você mantiver esses cuidados, pode ter certeza de que as suas plantas permanecerão fortes em todas as estações do ano e a dualidade do outono não ofuscará o brilho de nenhuma folha sequer!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]