Saúde Integral

O que o sono pode fazer para a sua vida?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O que é o sono? O sono é um período necessário para o corpo intervalar com o período chamado de vigília, em que se está acordado. Durante a vigília o organismo está atuando no funcionamento do cérebro para realizar as ordens que nos mantém em atividade assim como os músculos e órgãos em intenso trabalho. Durante o sono, ao contrário do que muitos pensam, toda essa atividade continua a acontecer com algumas pequenas diferenças, entretanto, o corpo não “desliga” ou faz uma pausa, mas sim trabalha para sua reorganização e recuperação.

Por conta de ser este um período de reparo e controle, dormir é tão importante quanto as outras ditas atividades vitais como comer, urinar, se hidratar. Este relativo “descanso” aos seus músculos e órgãos faz com que o organismo reestabeleça certas conexões entre órgãos, controle ritmo cardíaco, respiração e pressão arterial.

Distúrbios

Fica claro a importância de dormir bem. Porém, grande parte das pessoas sofre com desvios no sono, alguns mais intensos e frequentes expressos como insônias intermináveis, outros mais intermitentes e inesperados. Há ainda aqueles que são o oposto, o indivíduo tem dificuldade de se manter acordado.

São diversos os fatores que influenciam numa boa noite de sono. Os distúrbios são diversos e suas causas e consequências também. Seguem alguns dos desvios mais comuns:

– Insônia: sono intermitente ou despertar muito fácil. Pode ser causada por estresse, ansiedade, ou substancias como cafeína ou provenientes de outros medicamentos.

– Hipersônia: ao contrário da insônia, o paciente que sofre de hipersonia tem dificuldade de se manter acordado. O sono se torna algo incontrolável e a indisposição é constante. Pode ser causada por alterações biológicas como falta de uma substância no cérebro chamada hipocretina, ou fatores como obesidade, alcoolismo e traumas na cabeça.

Como melhorar seu sono

Alguns fatores podem estar passando desapercebidos porém interferindo na qualidade da sua noite de sono. Atente para os seguintes:

– Local de sono:  procure fazer de sua cama e seu quarto locais aconchegantes. O local deve ser escuro e silencioso e livre de umidade, mantenha-o sempre limpo e agradável. A bagunça dentro do quarto também pode atrapalhar o fluxo de energia e deixar o ambiente pesado, dificultando seu relaxamento para dormir. Elimine ruídos constantes como o tic-tac do relógio ou a fonte de energia de computadores e televisores. Apesar de já ter se acostumado, eles podem ser um empecilho para sua “desconcentração”.

– A cama: prepare a cama com lençóis limpos e perfumados, não deixe o mesmo lençol por muito tempo. O travesseiro deve atender sua preferência, analise se sente dores no pescoço ou desconforto na região cervical, se sim, tente outros formatos e alturas. Os travesseiros também podem ser muito aconchegantes em outras partes do corpo. Algumas pessoas se sentem bem colocando-os entre as pernas ou abraçando-os para dormir, você também pode tentar.

– Exercícios físicos: a prática de atividade física também modifica seu sono. O gasto de energia é necessário para que seu corpo possa descansar sem intervalo durante a noite. A atividade física melhora o funcionamento e ritmo do organismo. Entretanto, evite esforço exagerado duas horas antes de dormir, pois, neste caso, seu corpo terá dificuldade de relaxar.

– Televisão, jogos, celular e tablets: evite ficar em contato com este aparelhos eletrônicos antes de dormir. Apesar de parecerem auxiliar o sono, trazem excesso de informação e luz aos seus olhos podendo atrapalhar sua noite de sono.

– Horário: busque criar uma rotina para dormir. Comece se deitando sempre na mesma hora, por mais que não durma imediatamente, seu corpo aos poucos entenderá que aquela é a hora de mudar o ritmo de funcionamento. Se acordar durante a noite, evite olhar ao relógio, essa atitude pode deixar seu subconsciente preocupado com horários e não deixar você dormir bem novamente.

– Alimentação: uma alimentação saudável e regrada também auxilia para dormir melhor. Durante a noite busque consumir alimentos mais leves, que não exijam que o corpo se esforce demasiadamente para processá-los, principalmente nas horas mais próximas de se deitar. Entretanto, não durma com fome, além de fazer mal a saúde, seu sono será interrompido. Bons alimentos para serem consumidos como ceia, logo antes de dormir são o leite e iogurtes, de fácil digestão, fornecem nutrientes para seu corpo estar suprido durante o jejum da noite.

Principais benefícios do sono

shutterstock_86852641

Além de muito prazerosa, uma noite bem dormida traz inúmeros benefícios a corpo, entre os principais:

– Bom funcionamento do coração;

– Sistema imunológico fortalecido prevenindo doenças e infecções;

– Aumento da capacidade de concentração;

– Disposição para a as atividades diárias;

– Recuperação muscular e melhor desempenho físico, desencadeando em controle de peso;

– Bom humor;

– Evita estresse e ansiedade;

– Produção adequada de diversos hormônios, como o do crescimento;

– Ganho de ritmo constante de metabolismo gerando melhora nos processos como digestão e processamento de nutrientes no corpo, além de ganho de disposição;

– Alivia dores musculares ou dores de cabeça;

Mitos e verdades

Assunto popular gera algumas histórias duvidosas sobre seus efeitos:

– O sono nos faz crescer?

Enquanto dormimos o nosso corpo se encarrega de liberar hormônios e fazer com que os músculos se recuperem, sendo assim, o crescimento correto depende sim de boas noites de sono.

– Sono acumula e pode ser recuperado?

Nada disso. Se você não conseguiu dormir na noite anterior, não deixe para dormir o final de semana inteiro. Assim que puder deixe seu corpo descansar pois ele estará completando uma maratona de esforço e necessitará da pausa o mais rápido possível.

– Dormir depois do almoço faz bem?

O soninho pós refeição faz com que o corpo realize a digestão em melhor ritmo aproveitando melhor aquilo que foi ingerido sem que o procedimento seja atrapalhado por fatores externos.

– Os mais velhos dormem menos?

A “redução” de sono dos mais velhos está relacionada a um menor gasto de energia durante o dia e outro ritmo de rotina. Sendo assim, ao longo do tempo, o corpo vai ficando mais descansado e pode apresentar momentos de despertar durante a noite, entretanto, não é regra que idosos durmam mal.


  • Escrito por Julia Zayas da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]